quarta-feira, 13 de novembro de 2019

COMO CRIAR UM TITULO IRRESISTÍVEL: 22 dicas para seu próximo texto não ser ignorado





Depois de passar horas escrevendo, mais um bom tempo revisando, chega o momento de publicar e a repercussão é longe da esperada.

Todos os seus esforços para alcançar multidões com a escrita acabaram atingindo poucas dezenas de pessoas. Fica então o sentimento de frustração e a dúvida: por que afinal seu texto acabou ignorado?
“Na média, para cada 5 pessoas que leem o título, apenas 1 lê o conteúdo. Quando você escreve o seu título, você já gastou 80 centavos do seu dólar. (David Ogilvy)

E olha que o David Ogilvy faleceu em 1999. Portanto, essa média não considera o comportamento dinâmico das pessoas no ambiente online e, se fosse recalculada hoje, certamente seria muito pior.

Ou seja, se o seu título é incapaz de chamar a atenção dos leitores, você será ignorado.

No intuito de te ajudar com esse dilema, resolvi listar 22 dicas sobre como produzir um título impecável.

Para isso, fiz ainda uma publicação no LinkedIn para que outros amigos da rede pudessem contribuir.
1. Transmita sua mensagem no título

Existem basicamente duas maneiras de criar um título.

A primeira é quando você tem a mensagem que quer transmitir de forma tão clara, que ela acaba se tornando o título.

Partindo daí você constrói todo o texto em torno da mensagem e, quando isso acontece, as chances dele despertar o interesse de outras pessoas são excelentes.

A segunda maneira é quando você tem um tema definido, mas o título, não. Em ambos os casos, a próxima dica é essencial, embora seja ainda mais importante para o segundo.
2. Releia todo o texto pela perspectiva de um leigo

Como muito bem-dito pela Karla:
“Sempre escrevo o meu texto primeiro e depois decido qual será o título que representa o que eu escrevi. Trabalhando dessa forma, eu consigo manter o meu texto fiel ao título, o que garante que a pessoa vai encontrar naquele conteúdo algo totalmente relacionado ao título! (Karla Garcia)”

Assim que você acaba de escrever um texto, todos os temas abordados estão frescos em sua cabeça. Portanto, um título elaborado nesse momento pode não dialogar com um futuro leitor, mas apenas com você.

Por outro lado, relendo seu conteúdo pela perspectiva de um leigo, você terá maior clareza sobre os principais pontos de destaque para ressaltar no título. Assim fica muito mais fácil chamar a atenção de novos leitores.
3. Aposte na honestidade
“Eu sempre penso que um título deve condizer com o conteúdo. Não adianta criar polêmica no título se o texto não entrega o que ele promete. Então, vou sempre pela honestidade! (Bruna Moreira)”
“Título bom mesmo é aquele verdadeiro, que faz o leitor ir até o fim: clica, lê e interage de alguma forma. (Adelane Rodrigues)”
“O conteúdo após o título deve ser bem trabalhado para não parecer apenas uma isca polêmica. Quem nunca comprou um livro pela capa e se decepcionou com o miolo? (Eberson Terra)”

Ou seja, de nada adianta um bom título se o conteúdo não entrega o que foi prometido. Aliás, fazer isso funciona como uma garantia que você será lido apenas uma vez pelo seu leitor.
4. Seja específico

Sugerido pelo CMO da Outbound Marketing, Arthur Viana, este tópico funciona melhor com um exemplo:
Entenda por que você não precisa querer ser CEO aos 30 anos, por Bruna Cosenza.

E para seguirmos essa regra também no conteúdo, abordaremos ainda outras 18 dicas e técnicas sobre como criar um bom título, para sermos bem específicos.
5. Seja breve

O título do meu trabalho de conclusão de curso em Engenharia Elétrica foi: “Estudo de uma estação de recarga para veículos elétricos e híbridos utilizando energia fotovoltaica”.

99 caracteres, 14 palavras, sem vírgulas ou dois pontos. Se fosse um conteúdo online, seriam poucas as pessoas que leriam todo o título. O conteúdo então, nem se fala.

Agora, como exemplo de um título breve:
O líder verdadeiro transcende, por Marc Tawil.
6. Use “o que”, “por que”, “quando” e “como”

Esses quatro termos são bem poderosos quando usados em um título, porque deixam evidente o dilema que será abordado ou o que será ensinado.

Entre eles, o único que não aparece entre os exemplos listados no restante do artigo é o “quando”. Então, para resolvermos logo isso:
Quando achar que não se encaixa no mundo, crie um mundo que se encaixe em você, por Bruna Cosenza.

7. Use números




Escritores e produtores de conteúdos online costumam torcer o nariz para textos em formato de lista — como este conteúdo que você está lendo agora.

Porém, é inegável que eles chamam a atenção e costumam ter excelentes desempenhos. Isso porque, ao incluir um número em um título, você torna todo o conteúdo tangível.

Existem duas maneiras de empregar os números nos conteúdos que se destacam:
Listas curtas com menos de 10 itens: deixam o texto com um aspecto mais breve, prático e de fácil consumo — do tipo que você ler até mesmo durante o almoço;
Listas longas com mais de 20 tópicos: transformam o conteúdo em um guia completo.

Quer um exemplo?
27 perguntas para tirar o seu texto do plano das ideias, por Adelane Rodrigues.

Com 27 perguntas listadas, fica difícil imaginar que alguma ficou de fora da lista, não acha? Dessa forma, dá vontade de manter o texto da Adelane salvo na barra de favoritos para futuras consultas.
8. Fale diretamente com o leitor

Incorporar termos como “você” e “seu” no título dá uma pegada intimista ao conteúdo e desperta mais atenção — como bem apontado pelo Daniel:
“Percebo que títulos com uma interrogação e com a palavra ‘você’ geram um maior número de visualizações. (Daniel Fich)”
9. Faça perguntas
“Título com perguntas geram uma conversa mental com quem está lendo. (Rodnei Silva)”

Como sugerido pelo Rodnei, a pergunta torna o conteúdo mais convidativo. Combiná-la com o termo “você” é uma forma excelente de chamar o leitor para refletir e, ao final, opinar.
“Sempre gosto de títulos não asseverativos, prefiro os que de alguma forma convidem o leitor a uma opinião. (Sergio Roberto da Cruz)”

Por exemplo:
Por que você dedica tanto tempo para tantas coisas, mas cada vez menos tempo ao que realmente ama?, por José Carlos Inácio Filho.
10. Use verbos chamativos
“Tento usar algo que chame a atenção do leitor, como o verbo ‘descobrir’. (Gabriel Nascimento Martins)”

Utilize verbos que resumam bem o que o seu leitor vai tirar de proveito ao ler seu texto. Por exemplo:
Conheça os 9 piores hábitos da escrita e livre-se deles já!, Juliana Moro.

Nesse título, a Juliana usou dois verbos bem chamativos: “conhecer” e “livrar”. Ao falar sobre os piores hábitos de escrita, fica claro que ela vai não apenas apresentá-los, mas também ensinar como superá-los.

Outros verbos chamativos que você pode identificar nos títulos usados como exemplo aqui no texto: entender, destacar, começar, criar, encontrar, precisar, aprender, entre outros.
11. Use termos para descrever o problema do seu leitor
“Quando escrevo, minhas motivações são sempre duas: externar um sentimento ou um incômodo na alma. Acredito que o título sempre impactará pessoas que estão em sintonia, naquele momento da vida, quer por questões profissionais ou existenciais. (Eliana Hilsdorf Borba)”

Lendo a sugestão da Eliana, imediatamente me lembrei de um texto que escrevi: Síndrome do burnout: ser um workaholic pode (e vai) te levar ao esgotamento profissional.

Minha motivação foi a mesma descrita por ela e dois termos evidenciam bastante o incômodo que sentia na alma: “workaholic” e “esgotamento profissional”.

Evidenciando o problema no título com essas expressões, o conteúdo chamou a atenção e teve um alcance considerável, sendo compartilhado por mais de 760 pessoas.
12. Seja claro quanto aos benefícios do seu texto
“Um ponto que tenho visto como importante é colocar, no título, palavras que representem a ideia de ‘resultados’ e ‘benefícios’, adiantando para o usuário o motivo pelo qual ele deve consumir aquele conteúdo. (Érico Mafra)”

Como explicado pelo Érico, expor os benefícios no título torna o conteúdo bem mais convidativo, como você pode ver pelos exemplos:
Como se Destacar no LinkedIn: 4 ações Simples que Fazem a Diferença, por Taissa Bordalo.
5 estratégias para lidar com chefes ruins, por Eberson Terra.
13. Inclua a palavra “tudo”

Para utilizar este termo em seu título, você precisa entregar um guia completo, certo? Caso contrário, estará falhando no terceiro tópico: aposte na honestidade.

Na verdade, existe uma alternativa, que é escrevendo um guia básico ou introdutório sobre um assunto. Dessa forma, você escreve “tudo sobre como começar” e resolvemos o problema.

Como fiz no seguinte título: Tudo que você precisa entender para começar a construir sua Marca Pessoal.
14. Demonstre urgência

Não falo de gatilho mental, mas de expor a necessidade de abordar um tema específico. Um excelente exemplo recente é:
Precisamos conversar sobre a relação entre trabalho e saúde mental, por Matheus de Souza.
15. Use a fórmula ABBA

Lembra das classificações de rimas em poesias? Uma delas é chamada intercalada e segue um esquema ABBA, baseando-se em combinar palavras em ordem oposta:

“De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.”

(Vinícius de Moraes)

É possível fazer um jogo de palavras semelhante nos títulos, sem envolver as rimas. Como você pode ver a seguir:
Trabalhar para viver ou viver para trabalhar?, por Eberson Terra.
Quando achar que não se encaixa no mundo, crie um mundo que se encaixe em você, por Bruna Cosenza.
16. Crie tensão com seus títulos

Essa tensão gera um certo desconforto e curiosidade, que incentivam o leitor a consumir o conteúdo. Como fazer isso?

Pode ficar tranquilo que não vou sugerir “marketing de polêmica”, mas sim trabalhar com termos contrastantes.

Aprendi essa técnica com o Malcolm Gladwell e o título do seu podcast é um claro exemplo disso: Revisionist History — algo como História Revisionista, em português.



História, por sua natureza, não permite revisão. Assim, o título gera tensão e desperta a curiosidade para criarmos o interesse de darmos, ao menos, uma primeira olhada em seu podcast.

Como um teste, criei o seguinte título contrastando “perigo” e “conforto”:
O perigo por trás do conforto de escrever sobre o que aprendemos.
17. Anuncie grandes notícias

Aqui não tem segredos. Deixe a notícia falar por si só:
Cidadania europeia 2.0: Estônia lançará visto para nômades digitais, por Matheus de Souza.
18. Fale sobre sua referência

Muitas vezes aprendemos grandes lições com nossas referências e, ao escrevermos sobre isso, nada mais justo que expor logo no título.

Além de dar os devidos créditos de forma explícita, ainda dialogamos com o seu público. Veja como o Rodnei fez isso no exemplo abaixo:
Os melhores conselhos de escrita de Stephen King para você começar a escrever agora, por Rodnei Silva.
19. Evidencie uma trajetória

Pela natureza humana, histórias despertam nosso interesse, curiosidade e identificação.

Portanto, evidenciar uma trajetória no título é uma excelente maneira de apresentar de forma breve a história que será contada.

Veja o título a seguir:
De advogado a escritor milionário: o que você pode aprender com John Grisham, por Pedro Custódio.

Nele, o Pedro deixou bem claro o ponto inicial da jornada de John Grisham (advogado) e também o final (escritor milionário). Imediatamente bate a curiosidade de entender a jornada percorrida, que é justamente o que ele apresenta em seu texto.

Agora, que restam apenas três dicas, temos um dilema pela frente.
20. Entregue o ouro

Em alguns casos, você pode entregar o ouro no título e, ainda assim, ele funciona.

Por exemplo:
O seu sucesso é a alegria de quem te ama, por Marc Tawil.

Neste título, o jornalista Marc Tawil entrega de cara a mensagem que gostaria de transmitir com o texto. Porém, ainda consumimos o conteúdo para entender o motivo de ele ter chegado nessa conclusão e a história por trás.

Ou seja, quando a mensagem for instigante e capaz de despertar a curiosidade, entregue o ouro no título sem hesitar.
21. Não entregue o ouro

Em outros casos, entregar a mensagem no título pode deixar o leitor satisfeito a ponto de não precisar clicar no conteúdo.

Por exemplo, em um artigo recente, sugeri uma atividade como a melhor maneira de trabalhar o seu networking. Seu título inicial era “O melhor Networking possível é X”.

Na revisão, percebi que esse título já deixaria o leitor satisfeito e preferi trabalhar o suspense da seguinte forma:
Tem algo errado na forma que encaramos o Networking.

Mas tenha cuidado: trabalhar a curiosidade como uma técnica caça-cliques pode se tornar um tiro no próprio pé. Por isso, não recomendo criar suspense com algo que será dito logo na introdução.

Por último:
22. Não esqueça de revisar

De nada adianta seguir as dicas que você viu até aqui se você deixar passar um erro de gramática grotesco em seu título.

Nesse caso, você compromete não apenas o desempenho do conteúdo, mas a sua credibilidade como autor.

Um errinho ou outro passar batido no conteúdo, tudo bem, acontece. Porém, no título, demonstra muita falta de cuidado e torna evidente o desleixo do autor com o texto.

Muito bem! Você acabou de ler mais de 2.100 palavras sobre como criar um título e, claro, existem outras técnicas que poderiam ser incluídas.

Você conhece alguma? É só dizer nos comentários.

Gostou deste texto e quer receber os próximos por email?
É só se cadastrar aqui! E não precisa se preocupar, porque também odeio spam.

Publicado originalmente em dimitrivieira.com.

Dimitri Vieira

Engenheiro eletricista por formação, marqueteiro por vocação, entusiasta de belas histórias e profissional de Marketing de Conteúdo. Além de membro do time de Growth da Rock Content, editor-chefe do Comunidade Rock Content e escritor de LinkedIn por hobby.

terça-feira, 12 de novembro de 2019

SOLUÇÃO NATURAL para barriga inchada.



Solução natural para barriga inchada

Tatiana Zanin
Nutricionista
Para aliviar os sintomas da barriga estufada, inchada e dura, é recomendado deixar de consumir alimentos que fermentam no intestino, como alimentos com glúten, lactose, como leite e derivados, e alimentos com fermento, como pão branco e bolos, por exemplo. Além disso, caso a razão do inchaço da barriga for realmente a alimentação, pode ser interessante tomar chá verde e consumir fibras, por exemplo.

Alguns remédios para eliminar os gases e as dores abdominais podem ser o Luftal ou comprimidos de carvão vegetal ativado.

Outra dica muito importante para acabar com o inchaço abdominal é a prática regular de exercícios físicos, que melhora o funcionamento intestinal e a eliminação dos gases, que funciona muito bem quando se sabe que o aumento da barriga não se trata de gordura localizada, mas, sim, de uma alteração passageira, onde a barriga fica inchada, dura e dolorida, como ocorre em caso de prisão de ventre, gases ou próximo à menstruação, por exemplo.


O que fazer para desinchar a barriga

Em caso de barriga inchada, o que se pode fazer é tomar uma 1 cápsula de fibras ou consumir alimentos ricos em fibras, como ameixa seca preta e o mamão. A fibras são importantes para ajudar na mobilização do bolo fecal, facilitando a eliminação das fezes acumulados e dos gases. Conheça outros alimentos ricos em fibras.

O chá verde ou de carqueja também são indicados para casos onde a barriga inchada é causada pela retenção de líquidos, como ocorre antes da menstruação, por exemplo, pois promovem melhor filtração renal, eliminando mais facilmente o excesso de líquidos do organismo. Para fazer o chá basta colocar 1 colher das folhas secas da erva escolhida em uma xícara e cubra com água fervente. Em seguida, tapar, deixar amornar, coar e beber a seguir. Veja algumas opções de chás para desinchar a barriga.


Como evitar a barriga inchada e dura

Para evitar a barriga inchada é recomendado que sejam feitas substituições alimentares de acordo com a recomendação do nutricionista, como por exemplo:
Substituição do pão comum pelo pão do tipo "pita" e torradas especiais sem glúten, assim como cereal ou qualquer alimento que contenha trigo;
Troca do leite e derivados por produtos à base de soja, por exemplo;
Substituição de refrigerante e sucos industrializados por água e água e coco, pois além de terem menos calorias, facilitam a digestão;
Troca da carnes vermelhas, produtos embutidos e enlatados por carne branca grelhada sem molho e produtos in natura.

Além disso, é recomendado substituir doces e frituras por frutas da época com casca e assados integrais ou grelhados.

Alimentos que causam barriga estufada

Outros alimentos que também causam a barriga inchada são o feijão e os grãos, como a ervilha, a lentilha e o grão de bico, repolho, brócolis e a batata doce. Todos eles devem ser evitados pois favorecem a formação de gases e a retenção de líquidos.

Após 1 semana, avalie os resultados e decida se vale a pena eliminar completamente esses alimentos do dia-a-dia. 


Resultado de imagem para barriga inchada fotos


Mas, é importante lembrar de fazer a substituição por outros alimentos com equivalente componente nutricional.

domingo, 10 de novembro de 2019

COMO ESTÁ SUA VIDA DE ORAÇÃO? 10 frases negativas que devem ser abolidas da sua vida!





10 frases negativas que devem ser abolidas da sua vida


10. “Não Sou Capaz de Fazer Isso!”
Você é capaz de fazer qualquer. Talento a gente nasce, mas habilidade a gente aprende.

9. “Como sou burro”
Você não tem a obrigação de saber tudo. Se deu alguma gafe ou simplesmente não sabe, seja humilde em aprender.

8. “Ninguém gosta de mim”
Realmente há pessoa que podem não ter afinidade por você. Mas com certeza tem muito gente nesse mundão que iria adorar conhecer você. Permita-se!

7. “Já desisti”
Pelo menos já tentou? Quando você atingir o seu objetivo, você verá que todos os “nãos” do caminho só te aperfeiçoaram e te fortaleceram. Desistir Jamais!!!

6. “Eu não preciso de ajuda”
Vivemos em sociedade. Todos nós precisamos de todos nós. Faça amigos, frequente grupos de interesses comuns, converse com seu vizinho, pratique a caridade. O bem que você dá, volta!

5. “Nunca ninguém vê o que eu preciso”
Precisa de ajuda? Peça. Desabafe. Converse. Verbalize. Ninguém é vidente para adivinhar o que você necessita!

4. “Não estou num bom dia”
Se você acordou num dia ruim. Beba uma boa xícara de café, exerça a bondade pelo simples bom dia e sorriso. Mudar esse dia só dependerá de você.

3. “Eu nem me iludo”
Sonhar é uma obrigação humana. Quem não sonha, não deseja, não batalha pode crer que já não está mais aqui entre nós. Então se iluda, pague para ver. Caiu levantar e se tudo deu certo agradeça.

2. “Homem/Mulher é tudo igual”
Não deixa um mal vence todo o bem. Ninguém é igual a ninguém. Cada um tem seu próprio DNA justamente para sermos diferentes. Crie um campo positivo e de amor ao seu redor e as pessoas certas chegarão até você.

1. “Nasci para ser infeliz!”

Pense positivo. Tem muita coisa boa acontecendo nesse mundo. Olhe a vida de outra forma. Confira agora 10 frases negativas que devem ser abolidas da sua vida.