sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

VIAJEM...IMPERDÍVEL! Cenários da novela NA REDE GLOBO 'Salve Jorge', na região do Estreito de Bósforo, Istambul . OS PALÁCIOS DE ISTAMBUL...O ESTREITO DE BÓSFORO, (ESTIVE LA) FOTOS.


Mostrando postagens com marcador Istambul-Estreito do Bósforo. Mostrar todas as postagens

O BÓSFORO E OS PALÁCIOS DE ISTAMBUL: BEYLERBEYI / DOLMABAHÇE

O Estreito do Bósforo é um canal de 36 km que divide a Europa e a Ásia, e o trecho com a menor largura, que tem 700m, é onde ficam as duas fortalezas que guardavam Constantinopla. O Bósforo é utilizado para navegação de petroleiros, navios de carga e passageiros, e conecta o Mar Negro com o Mar de Mármara. A linda foto abaixo, tirada por satélite em 2004 pelo Observatório da NASA, mostra bem como é esse famoso estreito.



Um programa indispensável em Istambul é o cruzeiro pelo Bósforo. É possível fazer esse cruzeiro por 2 ou 6 horas, pegando um dos ferriespúblicos que saem do porto de Eminönü (em frente ao Bazar das Especiarias).


CAÍA A TARDE EM ISTAMBUL.
O ESTREITO DE BÓSFORO, (ESTIVE LA)FOTO ABAIXO

Nenhuma descrição de foto disponível.




No passeio de 6 horas o barco faz paradas em 6 portos dos lados asiáticos e europeus até a parada final em Anadolu Kavaği, na parte asiática, onde o barco fica por três horas e os turistas aproveitam para almoçar e conhecer o castelo de Anadolu no alto de uma colina de onde se avista o Mar Negro. Mas quem viaja com o pacote básico de passeios, provavelmente já o terá incluído em sua programação. Esse foi o nosso caso, e o passeio de dia inteiro foi realizado na ida de ônibus, com algumas paradas para visitação e almoço, e apenas na volta fizemos o trajeto de barco no Bósforo até Eminönü, onde chegamos com uma linda vista da cidade ao entardecer.



Na primeira parte de nosso passeio fizemos algumas paradas para apreciar a vista do Bósforo, mas a visitação mais interessante foi ao Palácio de Beylerbeyi (Beylerbeyi Saray), que foi construído em estilo europeu entre 1861-1865 pelo sultão Abdulaziz (é uma cópia em escala menor do Palácio Dolmabahçe), e se encontra na parte Asiática de Istambul, na margem do Bósforo.







Este era o palácio de verão dos sultões e por isso não existe aquecimento em seu interior, as paredes são construídas de madeira, o chão é rusticamente coberto de uma palhinha egípcia, e não tem sequer uma cozinha própria, pois a comida era trazida do lado europeu de barco.



Sua fachada foi construída na face noroeste, o que faz com que seja mais fresco no verão já que recebe pouca luz solar direta. Ao redor do palácio uma área de 160.000 m² incluía área para caça, um zoológico e o jardim continha plantas de todo o mundo. Hoje esse jardim possui um agradável café para os turistas.










Os portões laterais de ferro são magníficos. Eles dão passagem para o cais, onde as embarcações antigamente paravam para abastecimento do palácio e transporte do sultão e seus convidados.







O video abaixo dá uma idéia de como é estar no cais à beira do Bósforo antes de entrar pelos portões laterais do palácio.
Apesar de ser utilizado apenas em algumas épocas do ano pelo sultão, esse palácio é muito luxuoso. São 2 andares com 24 quartos e é repleto de vasos e lustres de cristal em seus 6 salões enormes ricamente decorados. Infelizmente fotos de seu interior são proibidas, mas não resisti em mostrar o luxo de um de seus salões mais bonitos, o salão de festas, e então busquei a foto abaixo aqui



Após a visita ao palácio, a parada para o almoço foi feita no lindo prédio doFuat Paça Hotel, que era um pequeno palácio que pertenceu a Kececizade Mehmed Fuat Pasha, um importante ministro do império otomano no reinado do sultão Abdülaziz.


Os salões são elegantes e o nosso almoço foi servido numa varanda envidraçada, um local muito agradável.






A refeição foi um tipo de mezze com pequenas porções de pratos típicos turcos. Muito bom!



Depois do almoço fizemos o retorno de barco pelo Bósforo. É um passeio muito bonito, e aproveitar a linda paisagem saboreando o tradicional chá turco servido no convés de um barco no estreito do Bósforo é delicioso!






Ao longo das margens do Bósforo pode-se apreciar uma maravilhosa mistura de passado e presente em suas construções. Há desde palácios e fortalezas às típicas yalis (casas de madeira, tradicionais tanto na arquitetura quanto na construção), mansões e monumentos, mesquitas e hotéis luxuosos.





Quase todas as casas têm ancoradouros com barcos privados e algumas têm piscinas, pois muitas são residências de verão, altamente valorizadas.









Várias construções chamam a atenção. Uma delas é o Palácio Küçüksu construído em estilo barroco e rococó do século XIX.



Concluído em 1857, este pequeno palácio era usado pelos sultões para curtas estadas durante excursões ao campo ou expedições de caça, e por isso o palácio não incluía quartos no seu projeto original. Mais tarde, várias salas foram convertidas em quartos, quando foi usado para hospedar convidados do sultão e dignitários.



A Mesquita de Ortaköy não é grande como as demais, mas é linda por estar localizada à beira do Bósforo. Essa mesquita foi danificada várias vezes por causa de terremotos e por estar em solo frágil devido à proximidade do mar.





Uma construção impressionante é o Palácio de Ciragan, que hoje é um hotel 5 estrelas. Ele foi construído pelo Sultão Abdulaziz e, embora ele não tenha usado muito o palácio, pois se matou com uma tesoura em um dos aposentos, este serviu de prisão para o seu sucessor Sultão Murat V que era mentalmente doente e foi deposto depois de 93 dias de reinado.



O palácio também serviu de Câmara dos Deputados e Senado em 1908, mas foi destruído em 1910 por um fogo suspeito. Em 1986, após uma restauração, partes da construção original foram incorporadas ao luxuoso edifício de 315 quartos.



O atual Hotel Ciragan Palace Kempinski possui um serviço hoteleiro impecável, além do charme de ser vizinho de um dos mais belos palácios de Istambul. Tem uma arquitetura imperial, escadarias e candelabros imponentes, possui uma piscina interior aquecida, piscina exterior, e um completo spa, incluindo um hammam. Apenas 12 suítes ficam no palácio propriamente dito, junto com os restaurantes e as áreas públicas. Todos os outros quartos ficam no anexo. Possui diversos restaurantes e lojas, e recebe ilustres hóspedes com diárias altíssimas. Foi lá que a famosa apresentadora americana Ophra Winfrey, em junho de 2009, fez uma festa para sua comitiva de 1.600 pessoas entre familiares e amigos, que com ela fizeram um cruzeiro de 10 dias pelo Mediterrâneo a bordo do luxuoso navio Norwegian Gem. Apenas como curiosidade: essa viagem custou cerca de U$5400 por pessoa, um total inacreditável de U$8.6 milhões !!!! Não dá para acreditar, mas a notícia é verdadeira, saiu em vários jornais na Turquia. Mas vamos voltar ao nosso modesto mundo real...
Sem dúvida a visão do Palácio Dolmabahçe rouba a cena! É majestoso, fantástico, e retornamos outro dia para conhecê-lo de perto.



Esse palácio otomano foi construído entre 1843 e 1856 no declínio do Império Otomano, na tentativa de trazer de volta o prestígio que o império vinha perdendo. Os sultões acharam que a melhor maneira para isso seria seguir o estilo europeu e então o sultão Abdülmecid Icontratou uma família armênia chamada Balyan para construir um palácio de mármore luxuoso e ricamente decorado.


O palácio se encontra no bairro de Besiktas, na margem do Bósforo, e é imenso. Chegar lá é muito fácil: é só pegar o trem (tramvay) até a estação Kabatas e de lá seguir a pé na mesma avenida, margeando o Bósforo, até a entrada principal do palácio. Para visitá-lo, e não pagar caro por isso nas agências de viagem, a dica é chegar bem cedo, antes que os ônibus de excursões cheguem e as filas fiquem enormes. Foi o que fizemos: chegamos por volta das 8:30 horas (abre à 9:00 horas) e compramos nosso ingresso sem problemas. Tudo é bem organizado e um guia do palácio acompanha os visitantes, mostrando e explicando com eficiência todas as áreas internas visitadas. A entrada onde se compra o ingresso é uma estrutura enorme e já dá idéia da grandiosidade do palácio.






E já na entrada tivemos a oportunidade de ver a guarda do palácio em formação.
A torre do relógio é linda e imponente.



A segunda entrada vista pelo lado de dentro.

Os jardins do palácio são muito bonitos e enormes já que o palácio foi construído numa área de 200.000 m², assim como é linda a vista dos portões laterais que se abrem para o Bósforo, e serviam antigamente como passagem até as embarcações ali fundeadas.







São sete portões como esses e mais dois laterais, um dos quais muito bem decorado.



No video abaixo pode-se ver a entrada do prédio principal e seus jardins. E lá vem a guarda outra vez!

O edifício principal tem uma planta em forma de L com 600 m. de comprimento só na ala principal que está paralela ao mar.





Na foto abaixo aparece um mapa do palácio onde podemos observar suas principais áreas.



À esquerda fica a entrada (onde estão as bilheterias) que dá num lindo jardim circular que tem uma fonte ao centro (Selamlik Bahçesi)



O prédio está divido em duas partes: a oficial (em rosa) e o harém (em amarelo). O interior do palácio é deslumbrante, mas infelizmente as fotos são proibidas.
São 46 salas públicas e privadas suntuosamente decoradas, 285 quartos, 68 banheiros e 6 hamman . Um dos quartos da ala oficial pertencia ao sultãoAbdulaziz e sua cama foi feita sob encomenda para acomodar seus 150 quilos.
O harém, com suas suntuosas portas de ferro, que está ligado ao palácio e fica perpendicular ao mar, também possui vários salões e suítes finamente decorados.
Todo palácio é maravilhoso, mas fiquei particularmente impressionada com dois locais que merecem fotos: o salão vermelho com sua escada de cristal e o salão do trono.



A escadaria de cristal Baccarat e bronze com corrimão de mogno encerado é fantástica e está no salão vermelho (no mapa: selamlik). Cinderela deveria ter descido essa escada, não acham?



A magnífica sala do trono com seu salão de cerimônias (no mapa:Muayede Salonu), tem mais de 2.000 m² e um enorme lustre de cristal de 5,5 toneladas em seu centro, presente da Rainha da Inglaterra. Por causa do seu imenso tamanho, o aquecimento deste salão era iniciado três dias antes de uma festa.



Atatürk, o fundador da República Turca, morou neste palácio por três meses, vindo a falecer no mesmo. Não acerte seu relógio com nenhum dos relógios do palácio, pois todos eles mostram a mesma hora, 9.05 da manhã, hora em que Atatürk faleceu em seu pequeno quarto. Pode-se visitar o seu quarto particular e seu escritório: é um espaços simples, símbolo de um homem que trabalhou e viveu por seu país.



Ao sul do palácio fica a Mesquita do Dolmabahçe, que foi encomendada por Bezm-i Âlem Valide Saultam Camii, mãe do sultãoAbdülmecid, e concluída em 1855.



É uma mesquita pequena mas muito bonita, bem decorada e construída em estilo barroco. Dois andares foram construídos na parte frontal, onde o sultão e estadistas podiam realizar suas orações. O projeto circular das janelas é raramente visto na arquitetura das mesquitas e dá a ela um design diferente.



Quando entramos na mesquita estava acontecendo um serviço religioso e tivemos de ficar na ala separada reservada às mulheres. Só que de lá não tinha como assistir a cerimônia.



Então, disfarçadamente, consegui me posicionar de tal forma que pude apreciar tudo, e aproveitei para gravar o vídeo abaixo. A cena nem sempre está bem enquadrada, porque eu apenas liguei a máquina no colo sem olhar para o visor, mas mesmo assim espero poder dividir com todos esse momento diferente e incrível.

tU



Estreito do Bósforo é um canal de 36 km que divide a Europa e a Ásia, e o trecho com a menor largura, que tem 700m, é onde ficam as duas fortalezas que guardavam Constantinopla. O Bósforo é utilizado para navegação de petroleiros, navios de carga e passageiros, e conecta o Mar Negro com o Mar de Mármara. A linda foto abaixo, tirada por satélite em 2004 pelo Observatório  da NASA, mostra bem como é esse famoso estreito.

O ESTREITO DE BÓSFORO
EU ESTIVE LÁ...
Cair do Sol em Istambul Turquia, Mar de Mármara.
Mar de Marmara e do Mar Egeu, liga as terras da Ásia e Europa.
JOÃO ELI CASSAB.
Nenhuma descrição de foto disponível.