quarta-feira, 6 de novembro de 2019

O PERIGO de viver para agradar os outros. Busque viver de forma correta.



O perigo de viver para agradar os outros
Categoria: Motivação

Como cristãos muitos caem na armadilha de que para cumprir sua missão na Terra devem negar completamente quem são em prol de agradar aos demais. Porém essa é realmente a vontade de Deus para Seus filhos?
Agradar aos outros e vê-los felizes e contentes é realmente gratificante, porém, essa ação pode se tornar um forte hábito e mudar drasticamente o foco. O que uma vez era para ser uma gentileza e um reflexo do caráter de Cristo se torna egocêntrico e doentio. Como isso acontece? O que leva uma pessoa a se tornar assim? Continue lendo e entenda quais são os perigos de viver para agradar os outros.

1.Motivação
Como cristãos muitos caem na armadilha de que para cumprir sua missão na Terra devem negar completamente quem são em prol de agradar aos demais. Porém essa é realmente a vontade de Deus para Seus filhos?
Agradar aos outros e vê-los felizes e contentes é realmente gratificante, porém, essa ação pode se tornar um forte hábito e mudar drasticamente o foco. O que uma vez era para ser uma gentileza e um reflexo do caráter de Cristo se torna egocêntrico e doentio. Como isso acontece? O que leva uma pessoa a se tornar assim? Continue lendo e entenda quais são os perigos de viver para agradar os outros.

2.Motivação
Qual a motivação por trás de sua bondade? Atos genuínos de altruísmo e serviço não são condenáveis e se encaixam no perfil de um verdadeiro cristão, porém, nem sempre o que motiva a viver para agradar outros tem essa base. Muitos se tornam reféns da opinião alheia, ao agradar outros percebem que são bem aceitos e amados, essa necessidade acaba se tornando tão forte que quando percebem se tornam escravos da vontade do outro. Outra motivação errada é a necessidade de ser visto pelos demais como alguém bom, essa necessidade de ser visto em cada boa ação não é nada cristão, uma vez que o que motiva não é o bem-estar do outro e sim a glória e louvor para si.




3.Consequências
Como citado anteriormente agradar os outros pode se tornar um problema grave. Mas como? Gera-se frustração por não receber retorno, quando as expectativas dos demais não são satisfeitas e com isso você deixa de ser aceito, seus gostos e hábitos passam a ser ditados pelos outros, você vai perdendo aos poucos sua identidade, só consegue dizer não através de justificativas (e muitas vezes acabam sendo mentiras), sinais como baixa autoestima, ansiedade e estresse surgem.
Muitas frustrações e problemas acabam sendo gerados quando as motivações erradas o impulsionam a agradar outras pessoas, por isso é importante parar e analisar em que áreas de sua vida você tem deixado de fazer o certo em busca de aprovação e assim buscar mudar.

4.Jesus o maior modelo
Pode parecer estranho usar Jesus como um exemplo de quem não viveu para agradar aos outros, mas acredite, foi esse o exemplo que Ele nos deixou. Sua vida era em torno de agradar a Deus, mas claro, Ele também servia e amava os demais, mas Seu foco não era viver de acordo com que as pessoas a Sua volta esperavam, tanto é que Ele chamava o pecado pelo nome e ia contra as regras e leis instituídas por homens, Ele não tinha medo da reprovação. Foi esse exemplo que Ele nos deixou. Devemos amar e servir, buscar viver a missão que nos foi designada de pregar de Seu amor ao mundo, mas nunca nos tornar reféns da opinião dos demais, afinal, nem Jesus conseguiu agradar a todos, quem dirá nós, humanos falhos e pecadores?
Busque viver de forma correta, fazendo o bem e tornando a vida de outros felizes sempre que possível, mas não se esqueça que seu foco deve ser agradar a Deus, não permita que a vontade de outras pessoas controle sua vida!



Se você percebeu que tem dificuldades em viver para agradar a outros, busque auxílio e descubra a raiz desse problema, muitas vezes tem forte ligação com a autoestima e necessidade de aceitação. Não sofra sem necessidade, busque a Deus para guiar sua vida e verá como é possível ser um verdadeiro cristão moldado pelo padrão divino!

Qual a motivação por trás de sua bondade? Atos genuínos de altruísmo e serviço não são condenáveis e se encaixam no perfil de um verdadeiro cristão, porém, nem sempre o que motiva a viver para agradar outros tem essa base. Muitos se tornam reféns da opinião alheia, ao agradar outros percebem que são bem aceitos e amados, essa necessidade acaba se tornando tão forte que quando percebem se tornam escravos da vontade do outro. Outra motivação errada é a necessidade de ser visto pelos demais como alguém bom, essa necessidade de ser visto em cada boa ação não é nada cristão, uma vez que o que motiva não é o bem-estar do outro e sim a glória e louvor para si.



5.Consequências
Como citado anteriormente agradar os outros pode se tornar um problema grave. Mas como? Gera-se frustração por não receber retorno, quando as expectativas dos demais não são satisfeitas e com isso você deixa de ser aceito, seus gostos e hábitos passam a ser ditados pelos outros, você vai perdendo aos poucos sua identidade, só consegue dizer não através de justificativas (e muitas vezes acabam sendo mentiras), sinais como baixa autoestima, ansiedade e estresse surgem.
Muitas frustrações e problemas acabam sendo gerados quando as motivações erradas o impulsionam a agradar outras pessoas, por isso é importante parar e analisar em que áreas de sua vida você tem deixado de fazer o certo em busca de aprovação e assim buscar mudar.



6.Jesus o maior modelo
Pode parecer estranho usar Jesus como um exemplo de quem não viveu para agradar aos outros, mas acredite, foi esse o exemplo que Ele nos deixou. Sua vida era em torno de agradar a Deus, mas claro, Ele também servia e amava os demais, mas Seu foco não era viver de acordo com que as pessoas a Sua volta esperavam, tanto é que Ele chamava o pecado pelo nome e ia contra as regras e leis instituídas por homens, Ele não tinha medo da reprovação. Foi esse exemplo que Ele nos deixou. Devemos amar e servir, buscar viver a missão que nos foi designada de pregar de Seu amor ao mundo, mas nunca nos tornar reféns da opinião dos demais, afinal, nem Jesus conseguiu agradar a todos, quem dirá nós, humanos falhos e pecadores?
Busque viver de forma correta, fazendo o bem e tornando a vida de outros felizes sempre que possível, mas não se esqueça que seu foco deve ser agradar a Deus, não permita que a vontade de outras pessoas controle sua vida!
Se você percebeu que tem dificuldades em viver para agradar a outros, busque auxílio e descubra a raiz desse problema, muitas vezes tem forte ligação com a autoestima e necessidade de aceitação. Não sofra sem necessidade, busque a Deus para guiar sua vida e verá como é possível ser um verdadeiro cristão moldado pelo padrão divino!

Nenhum comentário:

Postar um comentário