quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

A CULINÁRIA MEXICANA ...TERCEIRA POSTAGEM DA SÉRIE " SEGUNDA POSTAGEM DA SÉRIE "A CULINÁRIA DE ALGUNS PAÍSES MAIS COMENTADAS" DICAS E RECEITAS.


Comida Mexicana



Os pratos típicos do México surgiram através das práticas culturais dos povos pré-colombianos, em especial os astecas, que também adquiriram, posteriormente, certos costumes dos colonizadores espanhois, no século XVI, principalmente com a utilização de especiarias.

Eles chegaram ao continente, na cidade de Tenochtitlán, conhecida hoje como Cidade do México, e verificaram que os povos consumiam pratos com milho, tais como a tortilla com feijão e ervas. Posteriormente, os colonos inseriram na culinária, alimentos como vinho, carne de vaca e arroz. Além disso, eles trouxeram animais, especiarias, temperos, frutas e vegetais.

Geralmente, o tipo de comida feita pelos mexicanos, adquire um sabor marcante, com temperos característicos da comida típica do país. A maioria dos ingredientes é de origem pré-colombiana, mas foram adicionadas, mais tarde, misturas que incrementaram o cardápio mexicano. Por exemplo, na Quesadilha, o queijo, a carne de vaca, de frango ou de porco foram trazidos pelos europeus, já o milho, do qual é produzida a tortilla, e o chilli são produtos tradicionais mexicanos.

A alimentação, em outras partes da América Central, irá variar de acordo com as influências e povos de outros locais que introduziram seus costumes. Um tipo de culinária que surgiu a partir da mexicana foi a tex-mex, que reúne os sabores do estado do Texas, nos Estados Unidos, com o México.

A comida mexicana é muito popular, inclusive, é considerada Patrimônio Intangível da Humanidade, pela Unesco, desde 2010, por causa de técnicas como a nixtamalização - processo pelo qual se cozinha e macera o milho -, além de outras práticas utilizadas na agricultura e a composição de ingredientes, da época pré-hispânica. No Brasil e no mundo existem muitos restaurantes de comida mexicana, que é um tipo de culinária que pode ser reproduzida até em casa.

Principais Itens Consumidos no México

♦ Milho ♦ Feijão ♦ Cacau ♦ Tomate ♦ Carnes ♦ Frango ♦ Cebola ♦ Pimenta ♦ Alho ♦ Abacate.



O milho, chamado de maíz, foi um dos alimentos que sobreviveu as influências dos espanhóis, sendo um dos principais alimentos para a confecção de pratos mexicanos. Seu consumo pode ser fresco, seco ou preparado como uma massa utilizada na criação de pratos, tais como o tamales, um tipo de pamonha feita no México, e as tortillas. Além da bebida atoles constituída de farinha de milho.

O feijão (frijoles) também é um dos principais itens que fazem parte da culinária.



Com alto valor nutricional, são feitas receitas onde ele é servido como um purê, com pouco caldo, ou mesmo frito, na banha de porco ou no óleo. Pode ser usado como ingrediente para a produção de sopas e molhos.

Já a pimenta (chilli), é um ingrediente marcante da culinária mexicana, um condimento milenar que pode ser adicionado a molhos que acompanham uma diversidade de pratos típicos.




Uma variedade delas são acrescentadas, desde as mais suaves e doces às mais apimentadas.

E, por último, o chocolate. Mais propriamente uma bebida do que um doce, era previlégio consumi-lo, pois era uma bebida nobre e funcionava também como dinheiro.



Uma curiosidade é que o Imperador Moctezuma, um governante asteca, procurava sempre bebê-lo com chilli, especiarias ou mel para ter mais vitalidade.
Pratos Típicos do México

Os pratos mais tradicionais dessa culinária são:

Guacamole

É um prato popular do México feito com abacate, pimenta, cebola, tomate, dentre outros temperos.



Pode ser consumido com nachos ou utilizado como recheio para vários pratos.
Chilli con Carne

É um prato tradicional feito com feijão e molho de tomate com pimenta.
Tortillas

As tortillas são discos feitos com milho ou trigo.



Elas podem ser de vários tipos de acordo com os recheios:
Quesadilla - um tipo de tortilla com recheio de queijo;
Enchillada - tortilla com recheio de frango, carne moída ou queijo, cozinhada no molho de pimenta (chilli);
Tostada - é uma tortilla frita com frango, vegetais, tomate, feijão, queijo ralado, chilli e molho de coentro;
Panucho - tortilla frita com purê de feijão;
Tacos - tortilla com recheio de carne, pode ser de porco, assada no espeto.
Burrito - tortilla enrolada com recheio de queijo, tomate, feijão, chilli, carnes, dentre outros.



Nachos - tortillas crocantes com formato de triângulo, semelhante ao doritos (um tipo de salgadinho que surgiu nos Estados Unidos) usadas para comer com molhos diversos, tais como guacamole e chilli com carne.

Tortilha, burrito, nachos, enchiladas, tacos… Se você consegue chegar ao restaurante mexicano e pedir qualquer um desses pratos com completo conhecimento de causa, parabéns. Se não, leia este glossário sobre o que é o quê no menu mexicano — o primeiro de uma série que publicaremos semanalmente sobre as particularidades de diferentes culinárias.

Neste caso, contamos com a ajuda do chef David Lechtig, da rede El Paso. Afinal, ele abriu o primeiro El Paso, 20 anos atrás, quando a culinária do México nem era tão popular por aqui quanto hoje. “No começo, os brasileiros não aceitaram muito bem a pimenta. Tivemos que adaptar os pratos para serem aceitos, mas sem perder o tempero”, conta o chef.

Primeira coisa que ele ensina: a base de tudo é a tortilha, que pode ser feita com farinha de trigo ou de milho. E é ela, segundo o chef, o diferencial de sua cozinha. David Lechtig faz questão de ter tortilhas sempre frescas. “Todos os dias fazemos as tortilhas com farinha de milho, água e sal”. Confira então o que os mexicanos fazem a partir daí:

Burrito
O nome burrito surgiu na cozinha tex-mex, da expressão burro de carga, um trocadilho com a ideia de que pode se colocar o que quiser dentro dele. No México, chama-se originalmente burrita a tortilha de milho na qual se coloca feijão, queijo, salada, pimenta e carne. Já no burrito texano a tortilha é de trigo, e no recheio se acrescenta o arroz. O El Paso serve cinco opções de burritos (foto no alto), de R$ 39 a R$ 49, acompanhados de pico de gallo, guacamole e sour creem.


Resultado de imagem para FOTOS COMIDAS MEXICANAS


Nachos
Quando as tortilhas são assadas ou fritas, os mexicanos as chamam totopos (nós aqui chamamos chips). Se forem assadas ou fritas e temperadas, tornam-se nachos, que servem de base para recheios vários. Os nachos (foto no alto) cobertos com frijoles (feijões) refritos, queijo derretido, carne ou frango, guacamole e sour cream (a R$ 37,90), é uma ótima pedida para entrada.

Enchiladas e quesadillas
As enchiladas são tortilhas, seja de trigo ou de milho, recheadas com feijão, queijo, algum tipo de carne, sal e cream cheese. Mas a diferença está no molho colocado por cima, feito com ingredientes como tomate, cebola, alho e pimenta. Preparado na chapa quente, ele ganha um toque defumado, e é uma das diferenças entre a enchilada e a quesadilla, que não leva molho. No El Paso, as enchiladas (foto no alto) são servidas com arroz mexicano, frijoles refritos e guacamole (de R$ 38 e R$ 49).




Taco
Existem três tipos de tacos — tradicional, flauta e tostado (foto no alto). A diferença entre eles é o formato das tortilhas. O tradicional é feito num formato de U; os flautas, enroladinhos, e os tostados, abertos no formato oval. Aqui, outra interferência americana sobre o original mexicano: foram os ianques que inventaram de fritar a tortillha do taco para receber o recheio. No tacos El Paso, a tortilha de milho é aberta e crocante, e sobre ela vão frijoles refritos, queijo, carne ou frango, alface, tomate, guacamole e sour cream (R$ 57).

Mole Poblano

É um tipo de molho mexicano criado com chocolate e pimenta, sendo muito consumido pelos mexicanos em eventos como casamento e festas de aniversário. Pode ser feito com frango.
Pozole

É uma sopa feita com milho e carne de porco, tradicional de datas como o Natal.
Cochinita Pibil
Resultado de imagem para FOTOS COMIDAS MEXICANAS

Prato formado por carne de porco, com tempero composto por laranja, cebola roxa e molho achiote. O prato é cozido no forno de terra. Sua origem é de Yucatán.
Bebidas Mexicanas

A população mexicana aprecia muito suas bebidas típicas, sendo um país muito conhecido por causa desse consumo. Uma das principais é a Tequila, além do Mescal (bebida tomada com um verme vivo no copo), e Pulque, todas fabricadas a partir de uma planta chamada agave.

As bebidas variam de acordo com o lugar que foram criadas e são feitas principalmente com milho, álcool da cana, casca de árvores ou ervas. Um ótimo estimulante utilizado em festas e rituais sagrados, as bebidas foram sendo passadas de geração para geração. Outras bebidas populares são: bebidas à base de chocolate, cervejas do México e aguardente.

Aprenda a Fazer Receitas Típicas do México
Receita de Guacamole

Ingredientes
⇒ 2 abacates
⇒ 2 tomates cortadas em cubos (retirar pele e semente)
⇒ 1 dente de alho
⇒ 1 cebola média
⇒ pimenta malagueta (pode ser utilizado outros tipos como a calabresa, dedo de moça ou pimenta de cheiro)
⇒ 2 limões (fazer um suco sem adicionar açúcar)
⇒ 1 colher de sopa de coentro
⇒ sal

Modo de Preparo
Retire a polpa do abacate e coloque em um vasilha. Reserve;
Adicione os tomates, a cebola, o alho, a pimenta cortadinha ao abacate e misture até se transformar em um purê;
Use o limão, o sal e o coentro para temperar.

Receita Simples de Tortillas Mexicanas

Ingredientes
⇒ 2 xícaras de farinha de trigo ou de milho
⇒ meia xícara de água

Imagem relacionada

Modo de Preparo
Coloque a farinha numa vasilha e insira a água aos poucos, até adquirir a consistência;
Amasse a massa bem e depois deixe descansar por no mínimo 10 minutos;
Faça bolinhas médias, coloque dentro da vasilha com um pano em cima e deixe descansar por mais 5 minutos;
Em uma superfície plana, adicione um pouco de farinha de trigo, pegue uma das bolinhas e utilize o rolo ou uma garrafa de vidro para deixá-la plana, até que fique fininha;
Uma dica para verificar a consistência da massa é ver se ela está rachando ou grudando no rolo. No primeiro caso, adicione mais água, pois significa que está seca. Caso contrário, ela está molhada, insira mais farinha;
Coloque uma frigideira no fogo, antiaderente, adicione uma tortilla e deixe por no máximo 1 minuto até que fique ‘inchada’ dos dois lados. Não deixe dourar ou fritar, elas precisam ficar parecidas com a textura do pão sírio;
Sirva em seguida com os recheios de sua preferência.
Receita de Chilli com Carne
Ingredientes
⇒ meio quilo de carne moída
⇒ meio quilo de feijão
⇒ 3 tomates
⇒ 2 pimentões (um verde e outro vermelho)
⇒ 1 cebola média
⇒ 3 dentes de alho
⇒ 4 colheres de sopa de óleo de soja
⇒ 1 litro de água
⇒ 1 cubo de tempero de carne
⇒ cominho, sal e molho de pimenta para temperar

Modo de Preparo
Cozinhe o feijão e retire um pouco do caldo. Reserve;
Coloque uma panela grande no fogo, adicione o óleo e doure a cebola e o alho, que deverá estar amassado;
Adicione a carne moída e deixe refogar por no mínimo 4 minutos;
Coloque a água para ferver em outra panela;
Insira o tempero em cubo, o cominho, o molho de pimenta e o sal (sempre experimente para verificar se a quantidade é suficiente);
Junte os pimentões e os tomates picados e continue refogando a carne;
Insira a água quente, feche a panela e deixe por cerca de 20 minutos. (Não deixe os feijões cozinharem demais).

Principais Tradições e Festas Mexicanas



Uma das principais festas dos mexicanos é o Dia de Los Muertos (Dia dos Mortos), que possui uma culinária típica especial e acontece nos dias 1 e 2 de novembro. A data é semelhante ao Dia de Finados, no Brasil, mas com uma comemoração bem diferenciada.

Além de lembrar daqueles que morreram, é também um dia de festa e preparação de comidas deliciosas que poderão ser preparadas como oferenda para os entes queridos. A data é tão prestigiada que tornou-se Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, pela Unesco.


As pessoas se fantasiam, ornamentam a cidade, as crianças brincam, um banquete é preparado, além de oferendas com as comidas que os mortos gostavam e ainda muitos vão a noite no cemitério para festejar.



As principais comidas típicas são:
Tortillas Mexicanas com recheios variados;
Tamales - semelhante a uma pamonha, é feita com milho e recheada;
Caveiras Doce - símbolo do dia é um doce em formato de caveira que pode ser dado para mortos e vivos. As vezes levam o nome do morto.
Pan de Muerto - é uma massa doce com formato de ossos ou com a imagem de uma mulher ou homem;
Doces diversos, muitos com formato de caveira;

Resultado de imagem para FOTOS BEBIDAS MEXICANAS


Bebidas como Mezcal, Atole e Pulque.

Resultado de imagem para FOTOS BEBIDAS MEXICANAS


domingo, 27 de janeiro de 2019

FASCINANTE...10 mistérios não resolvidos desde a antiguidade.


CONHECIMENTO GERAL

10 mistérios não resolvidos desde a antiguidade
Confira nessa matéria, mistérios de se arrepiar! Além de tudo, sem serem completamente desvendados! Os turistas viajam de monumentos famosos e destinos assustadores a cada ano, na esperança de uma visão mais profunda de estruturas misteriosas eo que aconteceu dentro de seu perímetro milhares de anos atrás. Mas, às vezes, coisas estranhas acontecem com pessoas […]
Written by: Thiago de Paula




Confira nessa matéria, mistérios de se arrepiar! Além de tudo, sem serem completamente desvendados!

Os turistas viajam de monumentos famosos e destinos assustadores a cada ano, na esperança de uma visão mais profunda de estruturas misteriosas eo que aconteceu dentro de seu perímetro milhares de anos atrás.
Mas, às vezes, coisas estranhas acontecem com pessoas comuns em sua própria cidade. Descobrir exatamente o que aconteceu e por que aconteceu restos de interesse para milhões em todo o mundo, especialmente quando parece que não há explicação lógica pode ser encontrada.
10 Salzburg Cube



Em 1885, Reidl, um funcionário de uma fundição austríaco, descobriu o misterioso Salzburg Cube (também conhecido como o Wolfsegg Ferro). Ele abriu uma costura de carvão para encontrar um cubo de ferro de aparência estranha dentro dele. Ele tinha muitas rachaduras e pequenos buracos, bem como uma cor estranha e uma profunda fissura no meio. Reidl nunca tinha visto nada como isso antes, então depois de mostrá-lo ao seu chefe, que a entregou ao Museu Heimathaus.

No ano seguinte, um professor do museu chamado Adolf Gurlt estudou o cubo e determinou que ele seja parte de um meteorito. Mas novos estudos pelo Museu de História Natural de Viena provou que não era na verdade um meteorito, mas artificialmente fabricada a partir de uma fonte desconhecida.Pensa-se que o carvão que “produziu” o Salzburg Cube foi de pelo menos 60.000 mil anos de idade.

Somando-se o mistério do Cubo é a forma como algumas pessoas realmente acreditam que passam ter desaparecido . As razões para isso vão desde que seja parte de uma conspiração sombria para simplesmente ser desmascarado como um pedaço inútil de rocha e jogou fora como tal. Isto, naturalmente, ignora o fato de que o Cubo de fato existe, e pode ser encontrado com segurança em exibição na sua residência habitual, o Museu Heimathaus em Viena.



Crédito da foto: National Geographic Society.

Descoberto em 1886, uma múmia com uma expressão de agonia no rosto tem sido desde que o objeto de especulação. Esta múmia tem todos os seus órgãos intactos, o que não é habitual com a mumificação. Muitas teorias interessantes surgiram, embora nenhum tenha sido provado certo ou errado.

Bob Brier, a Long Island University de arqueólogo, especularam que dois partidos foram responsáveis ​​pela expressão de agonia da múmia. Um deles era o assassino, enquanto o outro garantiu preservação integral do corpo (possivelmente devido a uma relação pessoal com a vítima). Outros pesquisadores e arqueólogos vêm-se com teorias que vão de assassinato a sangue frio de envenenamento de ser enterrado vivo.

A 2008 National Geographic documentário especial investigada a possibilidade de que a múmia poderia ser o príncipe Pentewere (filho do faraó Ramsés III), que era suspeito de planejar o assassinato de seu pai .Documentos antigos do século 12 afirmou uma das esposas do faraó Ramsés III foi julgado por conspiração para matá-lo, devido ao seu desejo de Pentewere para assumir o trono.

Pensa-se que quando este plano foi descoberto, ela envenenou Pentewere como punição e rolou-lo em pele de carneiro, após ter sido mumificado. Se fosse esse o caso, o “grito” poderia ter sido devido à dor do veneno ingerido.No entanto, apenas uma tomografia havia sido feito da múmia gritando, e ela permanece pura especulação se a múmia era de fato o príncipe Pentewere.

Teorias menos sensacional sugerem que mandíbula da múmia está aberta, simplesmente porque sua cabeça provavelmente revertida após a morte ocorreu. Mas, mesmo que pouco de realismo é tão bom um palpite quanto qualquer outra pessoa.
8-Lâmpadas sempre acesa



Lâmpadas que mantinham em queima sem o uso de qualquer tipo de combustível foram descobertos em todo o mundo durante a Idade Média.Estas lâmpadas foram selados em túmulos, supostamente para garantir o falecido tinha a luz para guiá-los em seu caminho para a vida após a morte.Alguns destes túmulos foram abertos anos mais tarde, e as lâmpadas ainda estavam queimando.

Tipos supersticiosos ficaram aterrorizados com esse fenômeno , destruindo qualquer lâmpada sempre acesa se ​​depararam. Pessoas acusado sacerdotes pagãos de trapaça. Outros simplesmente se recusou a acreditar que uma lâmpada pode queimar por um período indefinido de tempo. A grande maioria afirmou que o diabo era o culpado.

Especulação também era abundante que as comunidades hebraicas tinha descoberto e preservado o que hoje é conhecido como eletricidade. Segundo a lenda, um rabino francês chamado Jechiele possuía uma lâmpada que pode iluminar por si só, sem combustível ou pavio. Jechiele, de acordo com este conto, inventou um botão especial que iria descarregar uma corrente elétrica para seu batente de porta de metal. Se alguém tocou o batente de porta, ao mesmo tempo, o rabino tocou o prego, a pessoa receberia um choque e dobrar-se.

Mesmo com a eletricidade sendo uma coisa comum hoje em dia, todos os que tentaram replicar as lâmpadas sempre acesas falharam. Portanto, a questão permanece: Como foram estas lâmpadas capazes de manter a queima de centenas de anos sem combustível?
7-Caves Panxian

Crédito da foto: Liu Wu
Os Panxian Dadong Caves são conhecidos por ter abrigado os seres humanos 300.000 anos atrás. Sabe-se também que os animais de grande porte habitado vizinhança das cavernas bem. Os cientistas, no entanto, foram extremamente surpreso ao descobrir jazidas pré-históricas que indicam stegodons maciças e rinocerontes também viveram, ou pelo menos morreram, no interior das cavernas. Eles acharam isso muito estranho, vendo como as cavernas são 1.600 metros (5.250 pés) acima do nível do mar .

Paleontólogo Lynne Schepartz afirmou o quão raro é é encontrar animais em uma caverna que não costumam viver neles. Ela acreditava que stegodons e rinocerontes eram muito improvável que simplesmente passear na caverna.Rhinos, em particular, são animais solitários que pastam por conta própria. E, no entanto, aqui se encontram seus restos mortais.

Uma teoria envolve animais carnívoros matando os mamíferos e arrastando-os para dentro da caverna. A resposta mais provável, no entanto, seria de intervenção humana. Inspeção dos ossos mostraram que eles foram queimados e, em seguida, bateu com o que só poderia ter sido um instrumento feito de pedra.

A última expedição à caverna ocorreu em 1998 Até o momento, nenhum progresso foi feito para determinar exatamente como esses animais de grande porte entrou na caverna em tudo.
6-Lady Of The Throne cravado

Crédito da foto: Massimo Vidale

A Dama das cravado Trono é o nome apropriado dado a um artefato misterioso e único, que remonta a 2700 aC O artefato continua sendo um dos mais estranhos objetos antigos já encontrados.

Depois de garantir que não foi uma farsa, arqueólogo italiano Massimo Vidale e sua equipe observou único olhar da Senhora para a posteridade. O objeto tem o formato de um grande veículo de provavelmente um carro ou na frente com a estatueta da cabeça de um grande touro de fim de barco. Dentro do veículo são 15 números que formam o que pode ser descrito como uma procissão. Existem vestígios de amarelo, vermelho e preto sobre estes números.

Algumas das figuras masculinas compartilhar os mesmos adornos ao redor do pescoço e sobre a sua cabeça. Os vestidos são cônicos “velho” que não tenham sido observadas em outras figuras semelhantes. Você também pode ver uma estatueta feminina pode ser visto sentado em um “trono de espinhos”, portanto o nome de Senhora do Trono Cravado. Os estudos de Vidale concluiu a senhora foi criado pela antiga civilização Indus, mas seu significado e propósito é um mistério. Nenhuma evidência sugere Indus utilizados quaisquer veículos de quatro rodas, e não se sabe se o artefato foi feito para uso ritual ou outra razão, mais prática.
5-Estrutura Antiga Debaixo mar de Galilee

Crédito da foto: Shumel Marco

Em 2003, os cientistas descobriram acidentalmente uma estrutura circular debaixo do Mar da Galiléia. A publicação dos resultados de quase 10 anos mais tarde, geofísico Shmuel Marco disse à CNN que ficaram muito surpresos ao ver o que parecia uma estátua da Idade do Bronze no fundo do oceano. Marco especulado que a estrutura antiga pode ter sido um viveiro marinho. A maioria dos arqueólogos, no entanto, acreditam que ele foi situado em terra e ficaram submersos pela água ao longo do tempo.

A estrutura é composta de basalto e em forma de cone. Medindo 70 metros (230 pés), na parte inferior, a estrutura é de 10 metros (33 pés) de altura, e é estimada a pesar 54.500 mil quilogramas (60.000 toneladas). Isso pode ser comparado com o tamanho de dois Stonehenges. A sua idade é estimada para estar entre 2,000-12,000 anos de idade, um intervalo determinado pelo cálculo da quantidade de areia que se acumulou ao longo da base da estrutura, bem como comparando com estruturas semelhantes.

Arqueólogo Dani Nadel foi interessante notar que a estrutura tem características semelhantes à de outros cemitérios antigos na área. Chamá-la de achado verdadeiramente incomum, Nadel teorizou que a estrutura poderia ter sido usado para fins cerimoniais. Ele também destacou a forma como a estrutura que está sendo construído com grandes pedras, pesando quase 100 kg (220 lb) cada foi um feito muito impressionante. Ele ressaltou, no entanto, que o verdadeiro propósito e idade da estrutura, provavelmente, permanecem desconhecidos.
4-Shoes escondidos no templo egípcio


Crédito da foto: Franco M Giani
Arqueólogos descobriram um “tesouro” incomum durante uma expedição no Egito em 2004, em uma jarra, colocado no meio de outros dois frascos e coloque em um pequeno espaço aberto entre duas paredes de tijolos de barro, eram sete sapatos. Dois dos pares eram calçados infantis, e os sapatos restantes pertenciam a um adulto que, possivelmente, tinha um limp. Arqueólogo Angelo Sesana afirmou que este ” jar sapato”tinha sido escondido deliberadamente mais de 2.000 anos atrás.

Andre Veldmeijer, especialista em calçados antiga, chamou a descoberta dos sapatos “extraordinários” por causa da excelente condição em que se encontravam. Ele analisou os sapatos e teorizou que eles eram muito caros e destinados a status. Ele acrescentou que não há mistério em torno do esconderijo dos sapatos e como os proprietários nunca recuperou-los.Veldmeijer especularam que pode ter havido algum tipo de instabilidade na região, fazendo com que alguém esconder seus sapatos por razões desconhecidas e fugir do local.
3-Baias Túneis


Crédito da foto: Bobbylamouche

Mais de 2.000 anos atrás, o templo Baiae em Roma foi um destino popular, conhecido alternadamente por minerais com supostos poderes de conferir imortalidade, e possivelmente abrigando a entrada do Hades. Agora, apenas as misteriosas ruinas permanecem.

Na década de 1960, Robert Paget e Keith Jones decidiu explorar essas ruínas.Depois de lutar para obter através da abertura estreita, eles encontraram-se em um túnel estreito e cheirava gás vulcânico. Paget encontrado no início do complexo de túneis foi apontado para o nascer do sol de verão, e os túneis correu perfeitamente de leste a oeste em direção ao nascer do sol equinocial.Isto indicou rituais eram um factor de, durante a construção de túneis.

O par encontrou muitos nichos destinados para lâmpadas ao longo dos túneis e indicações de que grande pensamento entrou no prédio e na definição de túneis, a fim de mantê-los escondidos. Eles também descobriram o que parecia ser um sistema de ventilação dentro de um bloqueio no sistema de túnel.

No entanto, foi quando chegaram ao final de um túnel íngreme que o verdadeiro mistério se apresentou. Logo após uma curva acentuada corria um riacho de água fervente. Uma aterragem pedra projetada para fora na água e parecia desaparecer na escuridão. Os homens decidiram que, se Hades de fato existem, eles acabavam de encontrar a sua entrada mítica.

Em 1965, os dois homens, com a ajuda do coronel David Lewis, determinou a água fervente foi devido a câmaras vulcânicas subterrâneas que produziram fontes termais. No entanto, mesmo com esse novo conhecimento, eles ainda não poderiam resolver o mistério de quem construiu os túneis de Baias, ou o que o seu real propósito era.
2-Antelope Molas Footprint



Crédito da foto: Clifford Burdick

Em 1 de junho de 1968, caçador de fósseis amador William J. Meister Sr. levou sua família em uma viagem para Antelope Springs. Meister não poderia tirar o paletó fósseis caça, no entanto, e foi em busca de fósseis de trilobites.Ele finalmente encontrou um fóssil com o que parecia ser uma marca de calçados, o calcanhar de cavar mais fundo do que o resto do pé. Abaixo a marca, ele descobriu dois fósseis de trilobites. Meister imediatamente pensei que a pessoa usando os sapatos tinham pisou os fósseis.


Levando isso para o exame, Meister e seus colegas pesquisadores datado o fóssil em cerca de 600 milhões de anos e determinou que era provavelmente formado em Oriente Cambriano Wheeler Shale. Quando eles exploraram a área, eles descobriram placas de lamito que tinha, era uma vez, formaram uma área inteira da terra.

O mistério, no entanto, é que, enquanto a pegada indica claramente alguém de pé ou pisar os trilobites, não há nenhuma evidência indicando qualquer pressão sobre os próprios trilobites. Além disso, os trilobitas eram criaturas marinhas, o que significa que quem criou a pegada tinha entrado na sua área.Por que exatamente, ninguém sabe.
1-A Pirâmide de Hellinikon



Crédito da foto: Schuppi

Parece estranho pensar que há pirâmides na Europa, mas há muito poucos deles. Na Grécia só existem 16 pirâmides, das quais a mais conhecida é a pirâmide Hellinikon em Argos.
A primeira menção da pirâmide foi feito nos escritos de antigo geógrafo grego Pausanias. Na Descrição da Grécia , ele descreve a estrutura como “um edifício feito muito como uma pirâmide, e sobre ela em relevo são escudos da forma argivo forjado.” Ele, então, menciona uma batalha que teve lugar na pirâmide ea reconciliação, que teve lugar depois. A “túmulo comum” foi construída aqui para aqueles que caiu durante a batalha.

Não se sabe muito conhecido sobre a pirâmide que não seja a sua data prevista para a construção, que foi pensado para ser primeiro de 3000 aC, mas foi alterado nos anos 90 a 2720 aC (com uma margem de erro de 720 anos). Se esta data estiver correta, então a pirâmide Hellinikon poderia muito bem ser mais velho do que até mesmo a mais antiga pirâmide do Egito.

Mas o maior mistério sobre essa pirâmide não é a sua idade, é que ninguém sabe quem o construiu ou o que foi realmente utilizado. O maior mistério parece ser a de que todos os esforços de escavação foram abandonadas, apesar da importância que a estrutura pode ser titular na compreensão da história antiga.

Estelle vive em Joanesburgo, Gauteng. Ela ama todas as coisas misteriosas.