sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

A CULINÁRIA TURCA...SEGUNDA POSTAGEM DA SÉRIE "A CULINÁRIA DE ALGUNS PAÍSES MAIS COMENTADAS" Dicas de viagens.



A CULINÁRIA TURCA E OUTRAS DICAS DE VIAGEM À ISTAMBUL

A culinária turca é deliciosa, um desdobramento de sabores e aromas que consegue abrir o apetite de qualquer pessoa. Os pratos são preparados com ingredientes básicos da gastronomia mediterrânea com elementos persas, árabes, gregos e balcânicos. Na comida turca usam-se muitas especiarias, mas o sabor não é picante.

Pistache, damasco, figo, laranja, chá de maçã, queijo de cabra, sardinha fresca e robalo do Bósforo, ensopados de carne e legumes, berinjela (sob todas as formas), nozes, mel, azeite, iogurte, suco de cereja e de romã, lentilha, sopa de peixe.
Eis um resumo aromático da Turquia!

Principais especialidades:



Peynir (semelhante ao feta): queijo de ovelha curado


Dólmã: tomates, pimentões ou berinjelas recheadas de arroz, pinholes e passas


Zeytinyagli: verduras frias com azeite de oliva


Imam bayildi: berinjelas recheadas com tomate frito, cebola e alho


Börek: salgados recheados com carne, queijo ou batata


Simit (rosquinhas de gergelim): são vendidos em lanchonetes e carrinhos nas ruas


Pide (“pizza turca”): uma massa alongada coberta de queijo, vegetais e/ou carne

A Turquia é a terra do kebab ( kebap). Ao “pé-da-letra” kebab significa “carne cortada” e na prática são espetos gigantes de carne que ficam girando no fogo.



O kebab pode ser de carneiro, vaca, ave ou tudo junto e pode ser servida como refeição ou como uma espécie de sanduíche, semelhante ao nosso "churrasco grego" (döner kebab).



O kebab é uma opção barata e a qualidade normalmente é excelente.No almoço, em lanchonetes ou carrocinhas pode-se comer um bom kebab com molho de yogurte. Nos restaurantes existem outras variações como os cozidos em panelas de barro (pottery kebab).



O kebab está ficando cada vez mais popular no Brasil. Em São Paulo encontramos alguns bons restaurantes de comida turca, como o Kebab Salonu, e é de lá essa receita de kebab de cordeiro na panela, que leva amardim, uma pasta de damasco muito usada na culinária oriental.



Ingredientes
Tempo de preparo: de 2 a 4 horas (para cozinhar a carne em fogo baixo)
Rendimento: 2 porções

300 gramas de pernil de cordeiro sem osso
2 colheres (sopa) de manteiga
2 pitadas de páprica picante
Sal a gosto
Amardim (pasta de damasco)

Para a montagem:
Pão yufka ou pão pita
Legumes (tomate, cebola echalote, picles de pepino, salsinha, limão e uma pimenta fresca)

Modo de preparo:
Limpe o pernil e corte em cubos. Tempere com sal e páprica picante. Grelhe em churrasqueira ou frigideira. Assim que estiverem dourados por fora, cozinhe os cubos em panela como um guisado, até a carne estar bem macia e solta. Escorra a carne para retirar o excesso de líquido. Numa vasilha, coloque os cubos já cozidos e acrescente a manteiga.
À parte, aqueça um pouco de água e derreta o amardim até engrossar. Sirva os cubos de carne em cima do pão sírio aquecido em frigideira. Coloque a pasta de damasco derretida por cima. Grelhe os legumes e a pimenta e corte o limão. Sirva junto com salsinha.Fica ótimo acompanhado de coalhada seca.

Restaurante Kebab Salonu
Rua Augusta, 1416, Consolação - São Paulo - SP
Tel.:(0xx11) 3283-0890

Na Turquia também encontramos os deliciosos meze, pequenos pratinhos servidos com porções de pratos típicos. Em Istambul existem várias meyhane, restaurantes especializados em meze, como emÇiçek Pasaji e a vizinha Nevizade Sokak, no bairro de Beyoglu.



Peixe é outra especialidade local. O bairro de Kumkapi tem a maior concentração de bons restaurantes de peixes e frutos do mar da cidade e fica perto da região hoteleira em Sultanahmet.




Para chegar lá pegue o trem suburbano (Banliyo trenleri) que sai da estação de Sirkeci, desça na estação Kumkapi, e a pé, pela Ördekli Bakkal Sokak, chegue até a praça que é o centro do bairro. Mas para um lanche rápido prove o Balik ekmek (peixe no pão), um sanduíche típico vendido nas embarcações ancoradas ao lado da Ponte de Gálata.

Os doces, com forte influência árabe, são à base de mel, frutas e massa folhada, mas o doce mais popular e típico, conhecido como “delícia turca”, é o lokum, espécie de gelatina firme, com recheio de frutas ou frutos secos, coberta de açúcar de confeiteiro. No Bazar das Especiarias se compra lokum fresquinho (na Pinar, loja 14)



Lokum
Outros doces tradicionais da Turquia:


Tulumba, bem parecido ao churros espanhol


Kadayif: feito com macarrão fininho empapado em calda de açúcar ou mel


Ekmek kadayifi: fatias de pão banhadas em calda de açúcar


Muhallebi: pudim que pode ser coberto por vários sabores. O da foto é com chocolate


Sütlac: leite de arroz, semelhante ao nosso arroz doce


Komposto: compota turca de fruta


Dondurma: sorvete. O melhor é o coberto de pistache


Revani: bolo de sêmola


Lokma: bolinhas turcas


Baklava:doce de massa folhada tipo filo, coberto com calda de açúcar com água de rosas e pistache moído (dizem que não importa o que gregos e árabes digam, as baklavas são turcas!)

Outro artigo típico, que não se sai da Turquia sem experimentá-lo, é ochá turco (türk çayi). Os turcos tomam o dia todo uma espécie de chá preto, que impregna os bazares e ruas com seu aroma. O chá turco é feito com folhas de chá preto cultivadas na região do Mar Negro, colocadas em uma chaleira com água e servido em elegantes copinhos com açúcar em tabletes.



Muitos comerciantes também oferecem um chá mais clarinho e suave, o gostoso chá de maçã (elma çayı) que ,apesar de vendido como especialidade é mais para turistas. É difícil ver um turco tomando o chá de maçã (e variantes de outras frutas), eles gostam mesmo é do chá preto tradicional, ao contrário da maioria dos turistas que, como eu, preferem levar na bagagem várias caixas de chá de maçã e outros sabores deliciosos. Essas caixas de chá são vendidas nos bazares e em muitas lojas por toda a cidade.



De origem árabe, o café turco é feito com um café moído muito fino. Uma especiaria aromática chamada cardamomo é misturada ao café quando moído, ou então as sementes de cardamono são fervidas com o café. O café turco é forte e encorpado e vem servido em três níveis de doçura que vai de muito doce ao café sem açúcar. Como não se coloca açúcar no café depois de servido, não há necessidade de colheres. Quando o café começa a cozinhar, faz um pouco de espuma, e uma regra da tradição do café turco diz que se não há espuma no café, o café não é bom.



Fazer e beber café turco tradicional, por sua vez, ainda é um ritual familiar. Fervido em uma panelinha de cobre ou latão chamada cezve, o café é servido em pequenos copos ou xícaras de porcelana. Depois de tomar o café, vire a xícara de ponta cabeça para ler sua sorte na borra. Como dizem os turcos: Bir fincan kahvenin kırk yıllık hatrı vardır(uma xícara de café traz 40 anos de gratidão). Existem "peritos" em ler as borras de café e até livros sobre o assunto. É muito interessante!



CURIOSIDADE: a leitura da borra do café se derivou da leitura da xícara de chá que era praticada pelos chineses, e depois foi criada a leitura da borra de café no mundo árabe, onde até hoje existe. A pessoa que bebeu o café deve fazer o seguinte procedimento: (note que este procedimento não pode ser feito por outra pessoa!) retirar o pires de debaixo da xícara de café e colocá-la sobre a xícara.



Depois ela deve fazer 2 a 3 pequenos circulos-movimento com a xícara e o pires para que a borra se movimente também . Finalizado os movimentos da pessoa devem girar a xícara de tal modo que ela descanse no pires de cabeça para baixo.



Algumas pessoas dizem que colocando uma moeda sobre a xícara trará dinheiro à pessoa que quer ler a borra. Assim coloque uma moeda sobre a xícara e você vai ver que a moeda vai absorver o calor da mesma. Agora você deve esperar até que a xícara esfrie. Se você virar a xícara antes da mesma esfriar, os desenhos da borra de café não ficarão formados e vão escorrer pela xícara. Assim tenha paciência e espere! A pessoa que vai ler a sua xícara deve "abrir" a xícara. "Abrir" a xícara em turco significa retirar a xícara do pires e começar a ler a mesma. Caso a xícara "grude" um pouco no pires, isso significa boa sorte e fortuna! Bom começo de leitura! 




O fundo da xícara significa o seu coração ou sua casa. Assim se a borra está toda no fundo da xícara seu coração está pesado e você está com alguns problemas na sua casa. Caso o fundo esteja claro significa o oposto. Você verá que se formaram várias figuras ao redor da xícara. Aqui você precisa de imaginação para ver os desenhos formados. Cada figura tem um significado, assim : peixes (sorte grande - tipo felicidade ou dinheiro), cachorro (fidelidade), cobra (traição), gato (egocentrismo) e assim por diante ! O mais usual é o peixe que é formado como se fosse um "borrão" suspenso na xícara. Assim vários símbolos podem ser interpretados como: anéis (casamento!), crianças (nascimentos), pássaro (boas noticia), etc... Note que a forma não necessita ser bem definida, assim como uma obra de arte moderna. Você vai notar também que podem aparecer traços compridos, cada um destes traços significa uma pessoa. Assim 4 traços lado a lado significa uma reunião de quatro pessoas. Você terá de olhar e imaginar o que esta vendo. Depois que acabou de ler a xícara, você pega o pires e coloca sobre a xícara. No pires também será formada imagens e desenhos que podem ser interpretados.

Uma ótima maneira de conhecer a culinária turca é se aventurar a fazer seus pratos em sua própria casa. Para isso uma ótima ajuda é o blogCozinha Turca, onde pode-se encontrar todas as receitas desta culinária.

ONDE COMER

Como pesquisei vários locais antes de viajar, aproveito para deixar aqui algumas dicas de restaurantes, mesmo que não tenha ido a todos, mas é uma boa orientação para quem quer desfrutar do prazeroso lado gastronômico de uma viagem. Escolhi fazer uma classificação por bairro, porque acho que facilita escolher dependendo de onde se está, e os restaurantes citados foram aqueles com melhor avaliação em sites de viagem. Em Istambul, sem dúvida, você vai comer muito bem, mas gastar muito ou pouco vai ser sua opção. Existe restaurantes para todos os gostos e bolsos, basta procurar, e pode começar a escolher pela lista abaixo: ao clicar no nome do restaurante você será direcionado ao site do estabelecimento.

Para provar a comida dos sultões, como: imambayıldı (“o imã desmaiou”): berinjelas grelhadas lentamente, com cebola e tomate; dilberdudaƒı (“lábios de mulher”): massa molhada na calda; karnıyarık (“barriga cortada”): berinjela recheada com carne moída; kadınbudu köfte (“coxas de mulher”) um tipo de almôndega; vá a um restaurante de culinária otomana tradicional, que prepara receitas como as saídas diretamente das cozinhas dos palácios. A melhor dica é ir ao restaurante Asitane, que fica ao lado da Igreja São Salvador em Chora. Veja os comentários e fotos no post anterior.

EM SULTANAHMET
**Amedros Café (1º. lugar no Tripadvisor)
Hoca Rüstem Sokak 7, acesso pela Divan Yolu (próximo àMesquita Azul)
Apesar de ser um bistrô ao estilo europeu, o Amedros também serve bons pratos otomanos. A especialidade da casa é testi kebabı, carneiro assado com legumes em uma tigela de cerâmica fechada, que é quebrada na mesa. Necessário reservar com antecedência porque esse prato demora de 3 a 4 horas para ficar pronto.

Balıkçı Sabahattin

Seyit Hasan Kuyu Sokak, 1 (acesso pela Cankurtaran Caddesi)
Não há cardápio; os garçons apresentam uma bandeja com diversos meze e, depois, um prato imenso, forrado de gelo, com os peixes e frutos do mar da estação.

MozaikI
Incili Çavu¤ Sokak,1
Este restaurante charmoso é ideal para um jantar romântico a dois. A especialidade do chef Aydın Fidan é abant kebap, um prato típico da Anatólia.

Rumeli
Ticarethane Sokak, 8 (acesso pela Divan Yolu Caddesi)
Esse restaurante de diversos andares é especializado em pratos otomanos tradicionais com leitura mediterrânea. É aconchegante no inverno porque tem uma grande lareira.
.
Rumist Café
Akbiyik Caddesi No:7 (próximo à Mesquita Azul).
Local charmoso, pratos rápidos e lanches excelentes.

Tarihi Sultanahmet Koftecisi
Divan Yolu Caddesi, 12 (próximo à Mesquita Azul).

EM EMINÖNÜ / SIRKECI

**Hamdi Et Lokantası
Tahmis Caddesi Kalçın Sokak 17 (fica na praça Eminönü, próximo ao Bazar das Especiarias)
Serve um kebab de pistache muito bom, e um ótimo meze. O restaurante ocupa quatro andares, mas o último é o mais bonito, com um terraço envidraçado que oferece uma vista linda para o Bósforo e Beyoglu. No final deste post existem fotos e comentários sobre esse restaurante.

**Imbat Restaurant (2º. Lugar no Tripadvisor)
Sirkeci Hudavendigar (próximo do Art & Hodjapasha)
Peixe e cozinha mediterrânea
.
**Pasazade Restaurant Ottoman Cuisine (3º. Lugar noTripadvisor)
İbn-i Kemal Street 5/A, Sirkeci (próximo do Art & Hodjapasha)
Excelente restaurante de comida turca tradicional.

Konyali Topkapi Palace
Restaurante que está dentro do Palácio Topkapi
Vale a pena almoçar neste restaurante depois da visita ao palácio e desfrutar de uma linda vista do Bósforo. Especializado em cozinha tradicional turca.

EM BEYOGLU / TAKSIM

360 (restaurante com vista panorâmica)
Mısır Apartmani 32/309, Istiklal Caddesi
Restaurante caro, com uma vista de 360 graus na cobertura de um prédio residencial na Istiklal Caddesi chamado Mısır. É fundamental fazer reserva para sexta e sábado.

*Leb-i Derya Richmond (restaurante com vista panorâmica)
Richmond Hotel 6º andar, Istiklal Caddesi, 227

Oferece vista maravilhosa. Experimente o extraordinário Forty-Spice Steak (filé com 40 temperos), o kebab Tike (com caviar de berinjela) ou o mahmudiye (curry de frango com mel, amêndoas, damasco e canela).

*Gani Gani
Kuyu Sokak, 13
Este restaurante escondido em uma ruazinha perto da Praça Taksim ocupa seis andares e parece um museu de objetos típicos. A maior parte das salas são espaços privativos ou comunitários aconchegantes, com mesas baixas cercadas por tapetes kilim e almofadas. As especialidades do leste turco incluem çigköfte (steak tartare feito com trigo e pimenta), mantı (ravióli com molho do iogurte), pide ou lahmacun (pizzas turcas), além de uma variedade de kebabs.

*Haci Baba
Istiklal Caddesi, 49
É um dos favoritos da região, com terraço envidraçado e vista para o pátio interior da Igreja Ortodoxa. O menu tem todos os tipos de especialidades turcas,

*Haci Abdullah
Sakızaƒacı Caddesi 17, acesso pela Istiklal Caddesi.
Um dos restaurantes mais antigos de Istambul, famoso por sua comida otomana tradicional.

Midpoint (restaurante com vista panorâmica)
Istiklal Caddesi, 187
Uma filial do café/bar/restaurante, ideal para uma refeição leve. Tem ambiente moderno, descontraído, e uma linda vista do Corno de Ouro.
The House Café
İstiklal Caddesi Mısır Apt. 163
A especialidade são sanduíches, pizzas de massa fina, bruschettas e saladas.

Nature and Peace
Buyukparmakkapı Sokak 21-23.
Restaurante vegetariano, algo raro em Istambul.

Saray (doceira)
Istiklal Caddesi 102
Pratos rápidos e deliciosas sobremesas turcas.

*Ali Muhiddin Hacı Bekir (doces)
Istiklal Caddesi 129
Vende um dos mais famosos lokum da cidade. Experimente também outros doces como: akide (doces cozidos coloridos em vários sabores), halva, baklava e marzipã (badem ezmesi), que vêm em lindas caixinhas.

EM CIHANGIR / GÁLATA
Descendo a Sıraselviler Caddesi ao sul da Praça Taksim, em direção ao Bósforo. O bairro é repleto de cafés movimentados, bares e restaurantes.

*Doga Balik
Akarsu Yokusu Caddesi 46 ( Hotel Villa Zurich).
A entrada do saguão do hotel é feia, mas o Doga Balık é um restaurante excelente e possui uma vista linda para Sultanahmet e Beyoglu. A especialidade é a comida típica do Mar Egeu (frutos do mar, peixes e legumes).

Galata House
Galata Kulesi Sokak 61, Galata
Logo abaixo da Torre Gálata, este esconderijo também é conhecido como ‘Antiga Prisão Britânica’ (Eski Ingiliz Karakolu), por ter sido o local de um presídio do Império Britânico no início do século XX. O cardápio é uma mistura bem executada de pratos da Geórgia, daRússia e da Tartária. (Não confunda com o restaurante que fica no alto da torre Gálata, que é um restaurante turístico com show folclórico e comida sem graça).

*Sofyali 9
Sofyali Sokak 9
É uma agradável e chic meyhane. A comida é excelente e o meze é seguido de pratos de carne e peixe. É preciso fazer reserva

Refik
Sofyali Sokak, 10-12.
Esta meyhane é famosa por seus pratos de peixe e frutos do mar vindos do Mar Negro.

EM KUMKAPI
Os restaurantes desse bairro são especializados em peixe e frutos do mar. A maioria das casas tem menus fixos, que geralmente começam com meze, seguido por um peixe e uma sobremesa. Como são vários restaurantes, abaixo estão as melhores sugestões.
Atenção: os cardápios não trazem os preços, portanto combine o valor antes de fazer o pedido. É preciso também prestar atenção ao pedido porque costumam trazer o que não se pediu e/ou cobrar pelo que não se consumiu. E lógico, as sugestões do garçom são sempre as mais caras.

Kartallar Balikçi
Ordekli Bakkal Sokak 32 ,
É famoso pelo balık çorbası (ensopado de peixe) e pela bugulama(caçarola de peixe)

Akvaryum Fish Restaurant
Çapari Sokak 39

Çapari Restaurant
Çapari Sokak 22,

EM NISANTASI E ORTAKÖY

Zazie
Atiye Sokak Ak Apartmani 7/2-4, Nisantasi
Restaurante excelente com ambiente intimista, descontraído, música suave de fundo, cozinha italiana, saladas e pizzas.

Midpoint
Abdi Ipekçi Caddesi , Kizilkaya Apt. 59, Nisantasi
Uma filial do café/bar/restaurante, ideal para uma refeição leve ou um brunch dominical. Tem ambiente moderno e descontraído.

The House Café
Salhane Sokak 1 (acesso pela Muallim Naci Caddesi) Ortaköy..
Com decoração chique e um terraço sobre o Bósforo, é a mais famosa filial onde se pode degustar um brunch no fim de semana. A especialidade são sanduíches, pizzas de massa fina, bruschettas e saladas criativas e coquetéis de fruta enormes.

TRANSPORTE PÚBLICO EM ISTAMBUL

O transporte público em Istambul é barato, mas como a cidade tem trânsito caótico nas principais ruas, o melhor é explorar seus bairros a pé ou de trem e metrô.

ÔNIBUS (Otobus): geralmente não são recomendados para os turistas devido ao trânsito e porque em geral estão sempre cheios.



TAXI (taksi) é fácil de achar e um bom transporte em Istambul porque é relativamente barato, mas têm a desvantagem de enfrentar os congestionamentos da cidade. Os taxis licenciados são amarelos e cobram por taxímetro. Durante o dia, o taxímetro mostra a palavra gündüz ou número 1 (preço de dia). Da meia-noite às 6h mostra a palavra aksam ou número 2 (tarifa da noite) com adicional de 50%.


Infelizmente os motoristas de táxi de Istambul têm fama de desonestos e é preciso estar atento para não ser enganado. Por segurança pegue o táxi sempre em frente de um hotel. Um golpe conhecido por lá, mas que funciona com turistas, é receber uma nota de 50 Liras e devolver uma de 5 Liras dizendo que você se enganou. Fique atento, você não sairá do Brasil para ser ludibriado do outro lado do mundo, certo?

BALSAS (ferryboats): são 20 balsas em estilo clássico que atendem 15 linhas que dão acesso a 27 portos nas margens do Bósforo e do Mar de Mármara. São mais utilizadas pela população local.



Uma embarcação mais moderna são os camados "ônibus marítmos"(deniz otobüzü), que são 28 balsas rápidas do tipo catamarã, sendo 6 de última geração, e que operam em 28 terminais.

TREM DE SUPERFÍCIE (Tramvay)
A cidade conta com várias linhas de trem (tramvay) que dão acesso a praticamente todos os pontos turísticos. São fáceis de localizar, passam a cada 5 minutos, são limpos e de boa qualidade. É o principal transporte utilizado pelos turistas.


Vagão do tramvay (trem de superfície)

Para cada trem paga-se um jeton (bilhete em forma de moeda feita de plástico) a ser introduzido na catraca de entrada da estação, ou seja, mesmo quando for fazer uma conexão e trocar de trem vai ter de pagar novamente.



Para facilitar o melhor é comprar várias moedas de uma vez nas maquinas de auto-atendimento localizadas na entrada de cada estação. Você introduz notas e/ou moedas de dinheiro e a máquina calcula o número de jetons e dá o troco. Na primeira vez que usar essa máquina vai parecer confuso, mas logo se aprende, é muito fácil e prático.
O trem mais utilizado pelos turistas é a linha T1 do trem de superfície (Tramvay), também chamado de bonde.


Tramvay
As principais estações dessa linha são:
Kabatas: de onde se faz a conexão para pegar o funicular (F2) até a Praça Taksim e também fica perto do Palácio Dolmabahçe
Tophane: fica perto do Museu de Arte Turca e Islâmica
Karakoy :fica no início da Ponte de Gálata
Eminönü: fica perto do porto onde companhias de barcos locais oferecem passeios pelo Bósforo e travessia à parte asiática da cidade. Do outro lado da avenida está o Bazar das Especiarias e aMesquita Nova.
Sirkeci : onde está a estação Sirkeci
Gülhane: onde fica o Palácio Topkapi
Sultanahmet : onde ficam os principais pontos turísticos como aBasílica de Santa Sofia, a Mesquita Azul, o Hipódromo, a Cisterna da Basílica
Çemberlitas: onde fica o Hamam Çemberlitas
Beyazit: onde está o Grande Bazar, a Mesquita de Beyazid e aUniversidade de Istambul

METRÔ: o turista usa pouco o metrô de Istambul, mas ele é útil se quiser ir até o Shopping Center Kanyon, um dos shoppings mais modernos da cidade, usando a linha M2 que liga o bairro de Taksimà estação de 

4.Levent.


Estação de 4.Levent
Também é útil ao turista usar a linha de metrô (M1) que sai doAeroporto Internacional Atatürk, caso não tenha pago tranfer até o hotel. É só pegar o metrô na estação Havalimani, que fica no aeroporto, até a estação Zeytinburnu, e de lá fazer uma conexão a pé para a linha do tramvay (trem de superfície) de mesmo nome, e chegar aos pontos turísticos principais da cidade. Descendo em Sultanahmed você estará no centro hitórico de Istambul. Veja como fazer esse trajeto no mapa abaixo (é a linha vermelha e depois a preta)



FUNICULAR (Füniküler)- (F2)- é um funicular subterrâneo que liga a estação Kabatas do tramvay (T1) até a Praça Taksim.



Esse funicular é muito usado pelos turistas que querem se locomover da região de Taksim / Beyoglu para os principais pontos turísticos da cidade. Eu passava por ele todos os dias e é muito rápido e prático.


Funicular Kabatas/Taksim

BONDE HISTÓRICO

No final de 1990, um bonde histórico de madeira entrou em operação numa única linha de 1,6 Km entre a PraçaTaksim até a estação Tünel, que fica no meio da Istiklal Caddesi. Nesse bucólico bondinho pode-se subir e descer essa rua e explorar o comércio local.



TUNEL (Tünel.) – (F1) é um funicular subterrâneo liga a estaçãoKarakoy (próxima à estação Karakoy do tramvay T1) à estaçãoTünel que fica no meio da Istilklal Caddesi, de onde se pode pegar o histórico bondinho de madeira que percorre essa rua até a Praça Taksim.



Esse transporte é usado quando os turistas atravessam a ponte de Gálata e querem ir à Istiklal e de lá até a Praça Taksim, ou ao contrário, quando se está no meio da Istiklal e se quer ir até a Ponte de Gálata e de lá atravessar a pé até Eminönu onde está o Bazar das Especiarias.

TREM SUBURBANO
É uma linha de trem convencional suburbana B1 liga Halkalı, naestação de Sirkeci, ao distrito ocidental de Küçükçemeçe,percorrendo a margem do Mar de Mármara ao longo de 30 km.

TUNEL EM CONSTRUÇÃO: projeto Marmaray
Há previsão para que em 2012 seja inaugurado um túnel ferroviário de 13,5 km que passará por debaixo do Estreito de Bósforo, e será construído usando uma tecnologia avançada. Quando estiver pronto será o túnel mais profundo do mundo (a parte mais funda vai passar 56 m abaixo do nível da água). O túnel servirá a uma linha de metrô, que terá 4 estações e unirá o centro da cidade com as suas partes oriental e ocidental.
O mais prático é ter um mapa das linhas e estações de trem e metrô da cidade no bolso para se localizar durante a visita à cidade. Para ampliar clique no mapa e poderá usar também o zoom.



Pode-se pegar o mapa no hotel ou em algum ponto de informação turística, ou ainda pesquisar antecipadamente em vários sites, como o do IETT, autoridade local em transportes, que tem uma versão em inglês que inclui mapas e horários dos transportes da cidade.

Em outro site pode-se pesquisar o mapa do metro de Istambul e o mapa do metrô de várias cidades no mundo. Muito útil essa ferramenta!

E para nos despedir de Istambul nada melhor do que um jantar num restaurante com comida tradicional turca com uma linda vista doBósforo. O restaurante escolhido foi o Hamdi Et Lokantasi, perto doBazar das Especiarias. Escolhemos ficar no último andar que é o mais gostoso: um terraço envidraçado que oferece uma vista linda para o Bósforo e Beyoglu, e é especialmente agradável no verão, quando as janelas ficam completamente abertas.



Pedimos dois pratos diferentes de kebab, que é uma das especialidades do restaurante


Entrada: meze de alguns pratos típicos


Yogurtlu Kebap: um delicioso kebab com iogurte


Domatesli kebap: kebab com tomate

No térreo desse restaurante tem uma confeitaria com as melhoresbaklavas da cidade. Então você já sabe o que pedir de sobremesa, certo?


Baklava
Uma especialidade do restaurante foi servida na mesa do nosso lado. É o Testi Kebap (pottery kebab): kebab cozido em um pote de barro, com tomate, alho, pimenta do reino, orégano, manteiga, sal, massa de tomate. Todos os ingredientes são misturados e colocados no pote que depois é selado e fica cozinhando por 4 horas em fogo com carvão.



Para servir o jarro é quebrado na frente do freguês (enrolam um guardanapo para não estilhaçar) e tira-se apenas a tampa. Esse prato precisa ser encomendado com antecedência.





E com esta linda vista nos despedimos de Istambul, uma das cidades mais vibrantes e fantásticas que já conheci.







E lembre-se que só nessa cidade você poderá ter a visão magnífica de uma mesquita iluminada enquanto espera tranquilamente a chegada do seu trem. Essa estação é a Eminonü, próxima ao restaurante no qual jantamos. Até a volta, Istambul!




AUTORA
Paulistana, que trocou as ruas de alfalto da cidade pelas ruas de terra e areia da praia. Apaixonada por conhecer novos lugares e viver novas experiências, no mundo e na cozinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário