quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

ENCANTADOR...Praia se transforma em oceano de estrelas com plâncton que brilha à noite...



Praia se transforma em oceano de estrelas com plâncton que brilha à noite...







O fotógrafo taiwanês Will Ho nos traz estas imagens sobrenaturais de uma praia nas ilhas Maldivas, próximas à Índia, que brilha com milhões de pontos azuis. A luz destes fitoplânctons bioluminescentes parece um céu estrelado em algum lugar nas profundezas do universo. É hipnotizante.
Estas fotografias mostram como o fitoplâncton ilumina toda a praia: as ondas batem na areia e agitam as pequenas criaturas. Elas também acendem sob pressão, como quando as pessoas caminham pela areia:



Em geral, estes plânctons não fazem mal à pele, então você pode nadar e até surfar nessa água. Eles brilham no escuro para afugentar seus predadores, ou para atrair a atenção de bichos que ataquem esses predadores.
Imagine como seria fascinante e de tirar o fôlego visitar uma praia dessas você mesmo. Confira mais fotos no link a seguir:



O Plâncton é formado por organismos uni ou pluricelulares, em sua grande maioria microscópica, que flutuam com pouca capacidade de locomoção nos oceanos e mares, na superfície de águas salobras, doces ou lagos. Alguns invertebrados, as medusas e o Krill são exemplos de plânctons macroscópicos, ou seja, podem ser vistos aolho nu. O plâncton é a base da cadeia alimentar do ecossistemaaquático.

Plâncton é uma palavra de origem grega (plagktós), que significa errante. O fato dos plânctons não terem um efetivo poder de locomoção, ou seja, de flutuarem à deriva pelas águas, portanto de forma “errante”, justifica seu nome.
O plâncton pode ser classificado da seguinte forma (Yoneda, 1999):
Fitoplâncton – Microalgas fotossintetizantes;
Zooplânctonanimais microscópicos e larvas de inúmeras espécies;
Bacterioplâncton – organismos procariontes autótrofos e heterótrofos;
Protozooplanctonprotistas



Nenhum comentário:

Postar um comentário