terça-feira, 7 de maio de 2019

RAINBOW MOUNTAIN NO PERU: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER.



PACOTINHOS DE VIAGEM QUE AMANDA ADORA 



RAINBOW MOUNTAIN NO PERU: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER
Written by Amanda Noventa on 20 de junho de 2018

A Rainbow Mountain no Peru, conhecida localmente como ‘montanha Vinicunca’ ou de ‘7 colores’ é uma atração relativamente nova na região. O passeio foi aberto em 2016 e se tornou famoso por ser uma trilha difícil por conta da altitude e ao mesmo tempo uma das paisagens mais lindas da região (na minha opinião, a mais linda).


Como chegar na Rainbow Mountain no Peru

O problema da montanha é que ela fica a 3 horas de Cusco. A melhor maneira de chegar lá é contratando um transfer através de uma agência. É um passeio de um dia.

Com a agência Qorianka o roteiro fica assim:
saída de Cusco às 4h (a van passa pegar no hotel)
3 horas de viagem na van até chegar ao povoado próximo à montanha. Ali toma-se o café-da-manhã.
mais uns 15 minutos até chegar na entrada da trilha da montanha
trilha de 10km (ida e volta) num tempo que varia de pessoa para pessoa
volta para almoço no povoado
volta para Cusco, com chegada prevista no hotel às 18h30


Altitude da Rainbow Mountain no Peru

A Rainbow Mountain tem pouco mais de 5 mil metros de altitude (é muita coisa) e você vai ver uma plaquinha informando quando chegar neste marco.


Rainbow Mountain: preço

Para entrar na Rainbow Mountain em si, é barato – 10 soles. O problema é que você tem que pagar um transfer para chegar até lá e, se quiser, um guia.

A Qorianka tours é a agência que eu utilizei e que recomendo para fazer esse tour. Os guias Max e Omar foram perfeitos e todo mundo adorou a assistência deles. Foi cobrado US$25 pelo passeio incluindo: transfer, guias, café-da-manhã, ingresso e almoço (bom!). Vale a pena!

Eu recomendo um guia se você estiver insegura. Não porque você pode se perder (o caminho é tranquilo quanto a isso), mas porque ele pode te ajudar na subida se você passar mal. Os nossos guias levaram latas de oxigênio, álcool e água florida para espantar o mal de altitude. E tudo isso foi utilizado pelo pessoal do meu grupo frequentemente.

Existe a opção de fazer a montanha a cavalo e o preço varia de acordo com a distância que você ainda tem a ser percorrida. Começa em 80 soles e vai caindo.
Rainbow Mountain no Peru: é difícil?

Eu sou sedentária e pra mim foi muito difícil. Mas o nível de intensidade varia de pessoa para pessoa. Algumas coisas que você pode sentir:
mais cansado e ofegante o tempo todo (a maioria das pessoas se sentem assim)
dor de cabeça (a maioria das pessoas sente, devido à altitude)
enjoo
todos esses acima acima

Não é incomum ver pessoas reclamando ou passando mal. A altitude pega todo mundo de uma maneira ou outra.

O caminho é assim:
começa caminhando reto
subida pesada
reto de novo (mas aí você já está esgotado)
subida de novo para chegar quase no topo
mais subida para chegar no topo

Não é fácil. Mas é a paisagem mais linda que vi até hoje no Peru.


começando a primeira subida
E os cavalinhos?

Quem preferir pode fazer a trilha com um cavalo. Vários são oferecidos pelo caminho e o preço varia de acordo com a distância que você ainda tem a ser percorrida. Começa em 80 soles e vai caindo. Eu paguei 30 soles para usá-lo cerca de 1 km. Mas atenção: o cavalo não sobe até o fim, tá? Mas que ajuda, ajuda muito.
Rainbow Mountain no Peru: o que levar, como se vestir

Eu fui no fim de maio pra Rainbow Mountain e o meu guia tocou o terror com relação ao frio. Fui cheia de roupa, segunda pele, balaclava e tal. Mas acontece que durante a subida deu um calorão e fui tirando o cachecol, a blusa de baixo…

Mas vamos ao que é realmente importante levar na sua mochilinha no dia da rainbow mountain:
água
álcool gel (esfregue nas mãos, inspire e alivie a dor de cabeça. Funciona)
chocolate (muitos. Eles dão energia e são altamente recomendados)
protetor solar
protetor labial
boné
jaqueta de inverno
uma blusa por baixo da jaqueta que você possa tirar no meio do caminho
calça confortável para trilha
meia calça
bota ou tênis adequado (não precisa comprar a bota se não quiser, mas o tênis deve ser resistente)
gorro (provavelmente vai tirar no meio do caminho, mas às 4 da manhã vai bem)
luvas (provavelmente vai tirar no meio do caminho, mas às 4 da manhã vai bem)
Veja todos os posts sobre o Peru aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário