quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

A CASA DA VIRGEM MARIA. Em Éfeso.


A melhor maneira para se chegar à região onde começa a viagem a Éfeso /Pamukkale / Capadócia, é sem dúvida de avião, porque ganha-se muito tempo, é menos cansativo e não é caro. Veja a região no mapa (clique no mapa para ampliar)





Uma parte do nosso grupo, que fez todo o trajeto de ônibus desde Istambul, comentou que essa é uma péssima opção porque, além da viagem ser cansativa, as cidades que se visita no roteiro terrestre são sem atrativos (Çanakkale / Tróia / Pérgamo). De avião ainda tivemos a vantagem de ganhar mais tempo em Istambul, tanto na ida como na volta (1 dia e meio ao todo).



De Istambul pegamos um avião que vai até Izmir e de lá um translado até oHotel Sealight em Kusadasi. Como chegamos à noite apenas jantamos e fomos descansar, mas na manhã seguinte bem cedo tivemos uma surpresa ao olhar a vista da sacada do nosso quarto.








O hotel é muito agradável, fica numa região muito bonita e foi uma pena não ficarmos mais tempo por lá. Saímos bem cedo para iniciar a viagem e nem tivemos a chance de conhecer Kusadasi. Essa é uma dica para quem vai à região: fique ao menos 1 dia para conhecer a cidade, vale a pena.

A saída logo cedo de Kusadasi é essencial para dar conta de visitar 3 pontos turísticos importantes num só dia: a Casa da Virgem Maria;Éfeso e Pamukkale. Graças à organização da nossa guia foi possível fazer todo o roteiro a tempo, mas se o grupo se atrasar a conseqüência é chegar em Pamukkale ao anoitecer e não ver o "Castelo de Algodão", o que seria inaceitável.

CASA DA VIRGEM MARIA

Nossa primeira parada foi na Casa da Virgem Maria, que fica no cume do monte Coresus, a 8 km da cidade de Éfeso.
Conta a história que Maria e outros apóstolos foram perseguidos após a morte de Jesus. Como vivia como fugitiva, Maria preferiu morar longe da cidade, nas montanhas, e então São Jõao a trouxe para morar neste local próximo a Éfeso. Na verdade não se sabe ao certo se ela morreu neste local ou se voltou a Jerusalém, só se sabe que usou esta casa que só foi descoberta no século XIX de uma maneira muito peculiar.
Uma monja alemã, chamada Anne Catherine Emmerich,que viveu entre os anos de 1774-1824, sonhou com a casa da Virgem sem nunca ter estado em Éfeso. Ela descreveu esse sonho a um escritor, Clemens Brentano, que publica sua história em um livro em 1824, "The Life of The Blessed Virgin Mary", e a partir desse livro a casa foi descoberta. OVaticano realizou 15 anos de estudo sobre o assunto até reconhecer a casa como autêntica e construir uma igreja no local. A casa que se vê hoje é uma réplica da que foi achada em ruínas. Ela fica em uma bela região, a 435 metros acima de Éfeso e com uma bela vista do Mar Egeu. O local é bem cuidado e a casa é circundada de um agradável jardim. Infelizmente não é permitido tirar fotos de dentro da casa.









Também existe um monastério que cuida da preservação do local, e uma loja com lembrancinhas exclusivas.




Desde a visita do Papa Paulo VI em 1967, a Casa da Virgem Maria se tornou local oficial de peregrinação da Igreja Católica e todos que passam por lá acendem velas, bebem a água benta das fontes, e colocam em um muro bilhetinhos com pedidos ou agradecimentos à Virgem.









A VIRGEM MARIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário