domingo, 24 de abril de 2016

Conheça o "misterioso" metrô da Coreia do Norte..




Há também estações bastante opulentas, mostrando riquezas e imagens de famílias felizes e plantações abundantes. Confira outras fotos: 
Estações são cheias, mas limpas e organizadas (Foto: Elliott Davies )
Estações comportam milhares de coreanos por dia (Foto: Elliott Davies )
foto (Foto: Elliott Davies)
Trens foram comprados na Alemanha (Foto: Elliott Davies)
foto (Foto: Elliott Davies)
O mais curioso é que o transporte público realmente parece eficiente e limpo, o que torna todo o segredo por trás dele ainda mais estranho. Mas estamos falando da Coreia do Norte, afinal, um dos países mais cheios de sigilo em todo o mundo. 



Conheça o metrô da Coreia do Norte (Foto: Elliott Davies)
Ésempre complicado ter acesso a imagens da Coreia do Norte; quem se arriscaafotografar corre o risco de ficar sem câmera, ou até coisa pior. Mas isso não impede que as pessoas continuem tentando registrar paisagens e lugares do país de Kim Jong-un. Desta vez, o alvo dos cliques foi o metrô de Pyongyang, que é rodeado em mistério. O acesso de estrangeiros ao metrô era raro e, até então, nunca havia sido documentado. Mas o fotógrafo Elliott Davies fez parte do primeiro grupo de estrangeiros a fazer uma visita guiada a todas as estações de metrô da cidade — e voltou cheio de fotos para provar. 
Segundo o Gizmodo, até essa visita guiada, os visitantes só podiam conhecer duas estações — o que logo esquentou os rumores de que as outras supostas estações simplesmente eram uma farsa. O metrô da cidade possui duas linhas, dezesseis estações e se proclama o metrô mais profundo do mundo, com estações construídas 110 metros abaixo do solo. Vale dizer que o metrô de São Petesburgo, na Rússia, também se gaba desse título, baseado na profundidade média de todas as estações. 
Entre as características mais curiosas das linhas de Pyongyang, está a esteira rolante, que se move bastante devagar. Mas isso não é um problema, já que a estação toca música dramática enquanto os transeuntes tentam chegar na próxima estação: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário