quarta-feira, 12 de novembro de 2014

RÓSACEA: Como resolver este problema.



Rósacea: Como Resolver Este Problema...

Se é uma das pessoas que de vez em quando tem marcas vermelhas na sua cara, inchaços ou pústulas, o mais provável é sofrer de rosácea.
Se ainda não sabe, as mulheres sofrem em maior número deste mal que os homens.



Ainda não se sabe qual a origem desta doença. Há quem aponte como fatores que originam o aparecimento deste mal, o Sol, doença vascular provocada por bactérias gastro-intestinais, sol ou até mesmo ácaros que vivem nos
folículos pilosos. Também se pensa que a hereditariedade desempenha um papel importante na aquisição da rosácea.
Algum sintomas comuns da rosácea são:

- Ruborização frequente no rosto.

- Rosto irritado com manchas vermelhas.

- Erupções vermelhas (como espinhas ou borbulhas) no rosto.

- Minúsculos vasos sanguíneos em torno do nariz ou das bochechas.

- Nariz vermelho e inflamado, inchado na ponta.

E como é que poderei tratar ou amenizar os sintomas?

Fique a saber que se a rosácea não for tratada, e apesar de esta doença aparecer em ciclos, a rosácea não tratada fica com sintomas cada vez mais graves.




Nos homens, o quadro pode ser mais grave e a evolução da doença pode levar ao surgimento do rinofima, quando ocorre o aumento do volume do nariz, cuja pele se apresenta infiltrada, com os poros dilatados e com elevações na superfície.
Tratamento


A rosácea é uma doença de curso crônico e não existe um tratamento que a elimine definitivamente, mas ela pode ser mantida sob controle. Deve-se evitar os fatores que provocam a sua exacerbação, como: frio intenso, sol e os alimentos citados no início do texto, caso se perceba que pioram o quadro.

A medicação inclui o uso de antibióticos por via oral até se obter a melhora, quando a dose deve ser diminuída gradativamente. A manutenção pode ser feita com antibióticos específicos, de uso local. Eventualmente, se houver piora das lesões, deve ser restituída a medicação por via oral. A indicação do tratamento adequado e a sua duração vai depender da intensidade de cada caso, devendo ser definida pelo médico dermatologista.

As telangiectasias podem ser esclerosadas através da fulguração ou laser. O tratamento do rinofima é cirúrgico, podendo ser utilizada a dermoabrasão, o laser de CO2 ou o shaving.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima - Dermatologista
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário