terça-feira, 4 de novembro de 2014

OITO (8) MUSICAS BRASILEIRAS GRAVADAS POR ARTISTAS INTERNACIONAIS


8 músicas brasileiras gravadas por artistas internacionais!

Clássicos nacionais já ganharam diversos covers

JULIA SABBAGA

Tem clássico brasileiro que gringo adora tocar. O hit que vem à mente mais facilmente é "Garota de Ipanema", que ganhou até uma playlist no Spotify com 100 versões diferentes feitas ao redor do mundo. Mas ainda tem "Águas de Março", "Aquarela do Brasil" e algumas menos conhecidas.

AQUARELA DO BRASIL - ARCADE FIRE



Diversos músicos ao redor do mundo já gravaram a sua própria versão de “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso. A música de 1939 se tornou conhecida mundialmente após sua inclusão na animação da Disney de 1942, Saludos Amigos. Ela já foi gravada por Frank Sinatra, Bing Crosby & Rosemary Clooney, Dionne Warwick, Beirut e muitos outros. O Arcade Fire gravou também seu cover, que saiu como b-side do single "Rebellion (Lies)", do álbum de estreia Funeral, e tocou na série Six Feet Under. Ouça aqui.

ANNA JÚLIA - JIM CAPALDI




O primeiro hit do Los Hermanos, “Anna Júlia”, do álbum de 1999 que levou o nome da banda, virou sucesso internacional quando foi regravada por Jim Capaldi, baterista do Traffic que faleceu em 2005. Com Capaldi no vocal, a versão conta com um line-up de estrelas: Ian Paice do Deep Purple na bateria, Paul Weller do The Jam no baixo e ninguém menos que George Harrisonna guitarra. Capaldi disse que escolheu gravar a música por sua vibração e estilo, que o lembrava das primeiras músicas dos Beatles. Ouça aqui.

Veja abaixo a nossa lista de oito canções que ganharam versões estrangeiras.

TEMPO PERDIDO – PINK MARTINI



A banda de Portland Pink Martini é conhecida por seus arranjos alternativos, em um estilo que mistura música clássica, pop, jazz, bossa nova e por aí vai. Em seu álbum de 2007, Hey Eugene, a banda fez uma versão de "Tempo Perdido", música da Ataulfo Alves gravada em 1933 pela Carmen Miranda. Na versão, a vocalista China Forbes canta a música em um português cheio de sotaque. Ouça aqui.

THE GIRL FROM IPANEMA - AMY WINEHOUSE


Provavelmente a música brasileira mais conhecida mundialmente, "Garota de Ipanema", de Antônio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes, é uma das músicas populares mais regravadas da história. Em sua versão em inglês, com letra de Norman Gimbel, ela ganhou o Grammy em 1965 de melhor gravação. Desde então, recebeu versões em vozes como Frank Sinatra, Cher, Maroon 5, Madonna e em versão alterada para “The Boy From Ipanema”, por Ella Fitzgerald, Diana Krall e mais. A inglesa Amy Winehouse também fez uma versão, que foi lançada em seu álbum póstumo Lioness: Hidden Treasures, de 2011. Ouça aqui.

INSENSATEZ – STACEY KENT


Vinícius de Moraes e Tom Jobim escreveram “Insensatez” em 1961 e desde então o hit foi regravado por diversos artistas brasileiros e gringos. Com letra em inglês também escrita por Norman Gimbel (que escreveu “The Girl From Ipanema”), “How Insensitive” já foi gravada por Peggy Lee, Chet Atkins, The Monkees, Iggy Pop e até William Shatner. A americana Stacey Kentincluiu o seu cover no álbum de 2013, The Changing Lights. Ouça aqui.

O LEÃOZINHO – BEIRUT


"O Leãozinho", clássico de Caetano Veloso, do álbum de 1977 Bichos, foi regravada pelo Beirutpara o álbum beneficente Red Hot + Rio 2, que arrecadou dinheiro para conscientização e prevenção de Aids e HIV. O álbum traz diversas bandas e artistas internacionais tocando em parceria com nomes brasileiros em um tributo à Tropicália, mas a versão de "O Leãozinho" traz Beirut sozinho, cantando a música em português. Ouça aqui. A cantora dinamarquesa Mejatambém fez uma versão em inglês, mas manteve o título original. Ouça aqui.

PONTA DE AREIA - ESPERANZA SPALDING


“Ponta de Areia”, a música de Milton Nascimento do álbum Minas, de 1975, foi regravada pela baixista e vocalista americana Esperanza Spalding, em seu segundo álbum de estúdio, Esperanza. No mesmo álbum, a intérprete fez uma versão de "Samba em Prelúdio", de Vinícius de Moraes e Baden Powell. Ouça aqui a sua versão de “Ponta de Areia”.

ÁGUAS DE MARÇO – ART GARFUNKEL


Outro clássico brasileiro, "Águas de Março" de Tom Jobim foi lançada em 1972 e desde então recebeu diversas versões. A diferença aqui é que o próprio compositor fez duas versões da letra, uma em português e outra em inglês, "Waters Of March". Art Garfunkel gravou a sua versão no álbum Breakaway, que apesar de algumas mudanças na letra se assemelha bastante a versão original. A música recebeu outras versões também, como com Dionne Warwick e Ella Fitzgerald, e ainda uma versão em francês, "Les Eaux de Marses", por Stacey Kent. Ouça a de Garfunkel aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário