segunda-feira, 16 de junho de 2014

"Schumacher saiu do coma e deixou Grénoble para “iniciar longa fase de reabilitação”As imagens da carreira de Michael Schumacher acompanhe e veja!



REVISTA WARM UP | FLAT OUT | ALLKART







Schumacher estava internado no CHU de Grénoble desde 29 de dezembro de 2013, quando sofreu um sério acidente esquiando nos Alpes Franceses.

Assessora confirma que Schumacher saiu do coma e deixou Grénoble para “iniciar longa fase de reabilitação”

Assessora de imprensa de Michael Schumacher confirmou por meio de uma nota à imprensa que o germânico saiu do coma e deixou o hospital de Grénoble para iniciar uma “longa fase de recuperação”


17/06/2014 13:40

Schumacher consegue ficar períodos acordado e se comunica com esposa e filhos, revela jornal alemão

Sem especificar que tipo de resposta Michael Schumacher tem aos estímulos de esposa, filhos e médicos, o ‘Bild’ informa que o alemão consegue abrir os olhos e se comunicar com o ambiente ao seu redor.

Schumacher consegue ficar períodos acordado e se comunica com esposa e filhos, revela jornal alemão

Sem especificar que tipo de resposta Michael Schumacher tem aos estímulos de esposa, filhos e médicos, o ‘Bild’ informa que o alemão consegue abrir os olhos e se comunicar com o ambiente ao seu redor

As imagens da carreira de Michael Schumacher

A assessora de imprensa de Schumacher, Sabine Kehm, quebrou o silêncio nesta segunda-feira (16) e anunciou que o heptacampeão da F1 saiu do coma. Além disso, a equipe do ex-piloto também confirmou os rumores de que o germânico deixou o Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, na França, para dar início ao seu “longo processo de recuperação”.
Schumacher estava internado no CHU de Grénoble desde 29 de dezembro de 2013, quando sofreu um sério acidente esquiando nos Alpes Franceses. O ex-piloto de Ferrari e Mercedes sofreu uma queda e bateu a cabeça em uma pedra.
Schumacher sofreu lesões cerebrais no acidente nos Alpes Franceses (Arte: Rodrigo Berton)

“A família gostaria de explicitamente agradecer todos os médicos que cuidaram dele, enfermeiros e terapeutas em Grénoble, assim como aos socorristas no local do acidente, que fizeram um trabalho excelente naqueles primeiros meses”, diz o comunicado divulgado nesta segunda. “A família também gostaria de agradecer todas as pessoas que enviaram todos aqueles desejos de melhoras ao Michael. Nós temos certeza de que isso o ajudou”, continuou,
estação de Méribel, em Saboia, acompanhado do filho, Mick, e de um grupo de amigos. O fora de pista é uma modalidade que atrai esquiadores mais experientes por conta do nível extra de dificuldade.
Nas estações de esqui, máquinas percorrem os traçados demarcados limpando o terreno, removendo pedras e árvores, e deixando a neve mais compacta e lisa. Fora das áreas especificadas, entretanto, o terreno é virgem, preservando as características naturais do ambiente, com rochas, vegetação e neve mais fofa.
Schumacher caiu quando esquiava fora de pista (Arte: Rodrigo Berton)
O acidente aconteceu entre as pistas Chamois e Biche.



Michael foi resgatado de helicóptero e levado primeiro a um hospital em Moûtiers, distante cinco minutos do local da queda, antes de ser transferido para Grénoble, onde já chegou em coma.
A promotoria de Albertville, responsável pela região, chegou a abrir uma investigação sobre o acidente, mas o caso foi arquivado sem identificar nenhuma infração. Patrick



O acidente aconteceu em um trecho entre as pistas Chamois e Biche. Michael foi resgatado de helicóptero e levado primeiro a um hospital em Moûtiers, distante cinco minutos do local da queda, antes de ser transferido para Grénoble, onde já chegou em coma.

A promotoria de Albertville, responsável pela região, chegou a abrir uma investigação sobre o acidente, mas o caso foi arquivado sem identificar nenhuma infração. Patrick Quincy, encarregado dessa averiguação, afirmou na época que a sinalização e as informações sobre os limites da pista estavam “de acordo com as normas francesas em vigor”.



Espôsa e família ...

Logo após o acidente, Schumacher precisou passar por duas cirurgias para a remoção de hematomas e para diminuir a pressão intracraniana. O germânico passou um mês em coma induzido antes de a sedação ser suspensa, mas não despertou de imediato.

Nos últimos meses, as informações oficiais sobre a condição de Schumacher foram bastante escassas. A última notícia vinda Kehm data de meados de abril, quando aassessora afirmou que o ex-piloto mostrava “pequenos sinais de progresso”.

“Ele tem curtos momentos de consciência e está mostrando pequenos sinais de progresso”, disse Sabine em entrevista à emissora germânica ARD. “Tem momentos em que ele está acordado e momentos em que ele está consciente”, explicou na época.

Nenhum comentário:

Postar um comentário