domingo, 17 de novembro de 2013

Confirmação oficial: Vacinas são tóxicas!


BUUUUUU!!!!!





Confirmação oficial: Vacinas são tóxicas!




Para você que achava o assunto VACINAS CONTAMINADAS apenas “mais uma teoria de conspiração”, leia isso: Agora é oficial. O CDC (Centro de Controle de Doenças) dos EUA confirma a presenta de produtos tóxicos nas vacinas. Abaixo, uma pequena transcrição do site do CDC:

“Substâncias comuns encontrados em vacinas incluem:

Alumínio gel ou sais de alumínio. que são adicionados como adjuvantes de vacinas para ajudar a estimular uma resposta melhor. Adjuvantes ajudam a promover uma resposta mais cedo, mais potente e mais persistente resposta imune à vacina (...).

Antibióticos que são adicionados em algumas vacinas para evitar o crescimento de microorganismos (bactérias), durante a produção e armazenamento da vacina. (...)

Proteína do ovo é encontrado em gripe e febre amarela, que são preparados usando os ovos de galinha (...)

O formaldeído é utilizado para inativar os produtos bacterianos para vacinas de toxóides (estas são as vacinas que usam uma toxina bacteriana inativos para produzir imunidade.) Também é utilizado para matar as bactérias e os vírus indesejáveis ??que possam contaminar a vacina, durante a produção. Mais formaldeído é removido da vacina antes de ser embalado.



Glutamato monossódico ( MSG ) e 2-fenoxi-etanol, que são usados ??como estabilizadores em algumas vacinas para ajudar a permanecer inalteradas quando expostas ao calor, luz, umidade ou acidez.

Timerosal é um conservante que contém mercúrio, que é adicionado aos frascos de vacina que contêm mais do que uma dose para prevenir a contaminação e o crescimento de bactérias potencialmente prejudiciais.
Confirme a informação, no próprio site do CDC: CDC.GOV
Analisemos mais de perto o que são e representam esses aditivos para a saúde humana:
Alumínio: Metal leve que causa demência e Mal de Alzheimer
Proteína do ovo: Os ovos são produzidos em granjas onde as galinhas são empanturradas de milho transgênico (OGM);
Antibióticos: Produtos químicos que promovem estirpes de superbactérias altamente resistentes aos antibióticos de bactérias;
Formaldeído: - Produto químico usado para preservar cadáveres. É altamente tóxico para o sistema nervoso, provocando danos cerebrais cegueira e convulsões. O Departamento de Saúde dos EUA admite abertamente que o formaldeído causa câncer. Você pode ver isso no site do no Programa Nacional de Toxicologia, no 12 º Relatório sobre Cancerígenos .
Glutamato monossódico (MSG): Substância química neurotóxica chamado de "excitotoxin". Ela faz com que os neurônios sejam excitados num estágio de pré-morte. MSG é tóxico mesmo quando consumido em a#000ntos, onde causa enxaquecas e danos ao sistema endócrino. Você nunca deveria injetar MSG em seu corpo. Mas é o que os profissionais de saúde fazem, inoculando a população com vacinas.
Timerosal: Um composto metil-mercúrio que causa graves danos ao sistema nervoso, de forma irreversível e permanente. O mercúrio é extremamente tóxico para o cérebro. Não há dose segura de mercúrio. Médicos e campanhas de saúde têm negado sistematicamente a presença de mercúrio em vacinas. Entretanto, o próprio CDC admite que as vacinas ainda contêm mercúrio (timerosal). Além disso, o National Toxicology Programs admite em seus próprios documentos que "... podem produzir pequenos aumentos, mas mensuráveis, nos níveis sanguíneos de mercúrio". "Thimerosal foi detectado em pessoas vacinadas na região dos vasos sanguíneos do cérebro e na placenta." "... perigos de timerosal incluem neurotoxicidade e nefrotoxicidade. "
Leia mais em: Natural news
Conclusão: Ao contrário da propaganda oficial, como alardeiam nas campanhas, a bateria de vacinação a que o bebê é submetido desde quando nasce representa qualquer coisa menos garantia de vida e saúde.

O primeiro ano de vida, especialmente, se tornou incrivelmente perigoso. Os “bebês da Nova Era” lutam para sobreviver à Agenda da Elite Globalista. Muitos conseguem, pela Graça Divina. Outros tantos recebem sequelas pelo resto de suas vidas, sofrendo dor e tristeza, irradiadas diretamente aos que os amam. São inúmeras as sequelas. Só para citar algumas, o vírus do sarampo inoculado em um bebê – uma das primeiras vacinas -, fica presente por anos no sistema intestinal onde provoca doenças gravíssimas. O autismo, convulsões, epilepsia, estão fortemente ligados à vacinação Tríplice Viral (sarampo, rubéola e caxumba), a qual contém alumínio em doses que o fazem 100 vezes mais tóxico do que o mercúrio. Esse é apenas o início do círculo vicioso: As doenças são projetadas e implementadas desde o primeiro dia de vida, através das vacinas. Mais tarde, as vítimas são a garantia de lucratividade dos grandes laboratórios fabricantes de remédios, pois não raro, crianças afetadas neurologicamente – quando sobrevivem -, se tornam completamente dependentes dos “salvadores” coquetéis da máfia médico-farmacêutica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário