terça-feira, 24 de setembro de 2013

A POMAR BRASIL AGROINDUSTRIAL Ltda,



A EXCELÊNCIA QUE VEIO COABITAR COM O RIO SÃO FRANCISCO...






NASCEU DE UM IDEAL...


Pomar Brasil Agroindustrial Ltda


Texto:
A EMPRESA
PROJETO POMAR BRASIL






A POMAR BRASIL AGROINDUSTRIAL Ltda, é uma empresa privada constituída como sociedade empresária limitada, com escritório comercial na Av. Raja Gabaglia, 4055-A, sala 410, Belo Horizonte, Minas Gerais, com o objetivo específico de implantar este projeto.





 As águas do Rio São Francisco, permitem o cultivo de frutas tropicais praticamente o ano todo.

A empresa participa indiretamente de um importante grupo empresarial brasileiro, atuante nos segmentos de metalurgia e plásticos, estruturado juridicamente sob a holding G.Brasil Participações Ltda, www.grupobrasil.com com receita bruta consolidada em 2006 superior a R$1.500.000.000,00. (hum bilhão e meio de reais), quadro fixo de funcionários superior a 5.000 colaboradores, e este projeto marca o início de uma diversificação dos negócios do Grupo no âmbito do agronegócio.





O investimento total a ser realizado neste empreendimento soma aproximadamente R$55.000.000,00 (cincoenta e cinco milhões de reais), dos quais R$25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de reais) na implantação da unidade industrial, R$25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de reais) na implantação e gestão das culturas próprias, e R$5.000.000,00 (cinco milhões de reais na aquisição de áreas irrigáveis no Projeto.




Esta industria será a primeira unidade de processamento de frutas a ser localizada no âmbito do maior projeto de irrigação do Vale do Rio São Francisco, e que integra e complementa este projeto na medida em que representa um pólo de demanda firme para a produção da fruticultura da região.



As condições edafoclimáticas e a infraestrutura de irrigação já implantada na área criam uma condição de oferta de frutas tropicais praticamente o ano todo, o que diferencia nosso empreendimento da maior parte dos seus concorrentes, tendo em vista que em função da complementariedade da sazonalidade da produção das frutas na região, são evitados os períodos ociosos para a planta industrial, o que permite pela mesma razão a geração de renda a seus parceiros fornecedores de matérias primas durante todo o ano.






O mix de produtos de nosso empreendimento será composto por purês, sucos concentrados e sucos integrais de frutas tropicais como abacaxi, goiaba, manga e maracujá, que apresentam uma forte demanda tanto no mercado nacional quanto internacional, que serão congelados e/ou envazados assepticamente em embalagens de 200 litros.




Foi dada a maior importância em absorver a mão de obra local...

Valorizar e profissionálizar desde o mais simples cidadão que sempre morou e que também é fruto daquele rincão tão esquecido...

A operação plena da unidade industrial implicará na ocupação econômica de aproximadamente 4.000Ha de áreas destinadas ao cultivo de frutas demandadas pelo empreendimento, o que ainda é relativamente pouco face a pujança e as potencialidades do Perímetro do Jaiba, projetado para abranger uma área acima de 80.000Ha, mas se reveste da maior importância pela sua capacidade de absorção de mão de obra direta e geração de renda compartilhada.

Destes 4.000Ha, aproximadamente 2.400Ha serão explorados diretamente pela Pomar Brasil, em áreas já adquiridas ou a adquirir, em especial as obtidas através de
processo publico de adjudicação efetuado pela Codevasf.

O Plano de Negócios proposto prevê a produção própria de 100% da demanda prevista de abacaxi (1.300Ha no 4º ano) e de cerca de 40% da demanda prevista de goiaba (400Ha no 4º ano), e um relativamente pequeno plantio de maracujá, (100ha) associado a um programa de integração com os pequenos produtores locais, buscando alcançar em 4 anos uma área aproximada de 700ha de culturas voltadas para a produção desta fruteira.



Para o suprimento de manga o Plano de Negócios prevê a aquisição durante a safra dos excedentes de produção na região, hoje com cerca de 6.000Ha plantados, cuja produção apresenta um altíssimo índice de desperdício em função de problemas nos mecanismos de comercialização.

A operação do empreendimento implicará na criação de aproximadamente 120 empregos diretos na planta industrial e em torno de 4.000 na produção agrícola, seja na produção própria ou em terceiros consorciados, com importantes reflexos em toda a economia regional.



Como pode-se verificar, trata-se de um projeto com fortes características de integração e desenvolvimento, pois interage positivamente com os investimentos públicos já implantados, criando um Arranjo Produtivo Local que integra produtores já instalados e proporciona a consolidação da cadeia produtiva com mecanismos de comercialização firmes e estáveis, e em especial que não demanda novos investimentos públicos.



A planta industrial da Pomar Brasil Agroindustrial terá suas obras civis e instalações executadas de forma a atender aos mais rigorosos padrões de qualidade exigidos pelo segmento alimentício, da mesma forma que seus equipamentos de produção, utilidades e padrões de processo, voltados ao atendimento da vocação exportadora do empreendimento.

Os mercados a que se destinam os produtos encontram-se em franca expansão, tanto a nível interno quanto externo, e particularmente quanto a exportação, a força da marca Brasil associada a produtos alimentícios de qualidade representará um impulso adicional para a viabilização das projeções de viabilidade. Internamente buscaremos o aproveitamento das vocações regionais e das vantagens inerentes da região para a produção de frutas e através da introdução de modernas tecnologias, e com foco na obtenção de altas produtividades tanto nos cultivos próprios quanto nos terceirizados.

Estas ações, aliadas ao aproveitamento dos benefícios que uma industria desta natureza representa para a organização da produção, complementarão as lacunas no processo econômico que se verificam no atual momento, trazendo uma nova realidade ao Projeto Jaiba.



Neste sentido, é intenção do grupo empreendedor ser um parceiro ativo e efetivo junto aos demais agentes presentes no cenário econômico da região, notadamente os órgãos públicos de assistência técnica, de desenvolvimento tecnológico, de fomento, e de financiamento, buscando otimizar e desenvolver a economia regional.




A Fazenda Vitória possui 1200 hectares, onde são cultivados maracujá e abacaxi da variedade vitória.


OBJETIVOS:




O projeto da Pomar Brasil Agroindustrial tem por objetivo implantar uma industria integrada de processamento de polpas de frutas tropicais na área do Perímetro Irrigado de Jaiba, Minas Gerais.



Empresarios em visita ao Empreendimento...
20 de novembro de 2006

JAÍBA -- A chegada de novas empresas como parte do projeto estruturante do

Projeto Jaíba tem chamado a atenção pela ousadia em empreender. A Pomar

Brasil é uma dessas empresas que podem mudar a cara do Projeto e torná-lo

negocial como se pretende o governo do Estado. Serão investidos, conforme o

diretor geral da indústria, Victor Purri, cerca de R$ 50 milhões com a nstalação da Pomar no próximo ano.
Victor relatou que a indústria vai processar goiaba, abacaxi, manga e maracujá e será construída num terreno que tem cerca de 100 mil metros quadrados e aproximadamente cinco mil metros quadrados de área construída. Com tudo isso o BDMG (Banco de Desenvolvimento de

Minas Gerais) entendeu que a Pomar deve arregimentar a economia do Norte de Minas e ainda promoverá a inclusão dos produtores familiares no processo de plantação de maracujá.



Ele apresentou o projeto de integração da Pomar com os produtores neste último dia 16 de novembro, falando que dois mil hectares serão parte do plantio próprio da empresa para o processamento de frutas industriais.
(Na foto, o prefeito de Jaíba, Dr. Wellington ladeado pelos empresários da Pomar Brasil, durante visita dos mesmos ao projeto de irrigação).
"Vamos acertar todos os passos com os produtores, inclusive explicar como se dará o contrato de compra antecipada, envolvendo os valores e a quantidade certa do que vamos consumir. Isso porque serão processadas cerca de 70 mil toneladas de frutas por ano, o que vai dobrar o que o Jaíba
produz hoje", afirma.
A Pomar Brasil possui três fazendas, localizadas no Perímetro Irrigado de Jaíba, destinadas ao cultivo de frutas tropicais: Fazenda Sucesso, Fazenda Modelo e Fazenda Vitória. As condições edafoclimáticas (clima quente e seco a maior parte do ano, com um dos maiores índices de insolação do Brasil) e a infra-estrutura de irrigação do projeto Jaíba com utilização de águas do Rio São Francisco, permitem o cultivo de frutas tropicais praticamente o ano todo.



As frutas cultivadas nas fazendas da Pomar Brasil são exclusivamente destinadas à fabricação de polpas em sua Unidade Industrial.



A Fazenda Sucesso é uma propriedade de 800 hectares, projeto iniciado em 2006, onde são cultivadas culturas de abacaxi, goiaba, manga e maracujá.



A Fazenda Modelo possui 16 hectares destinados ao cultivo de maracujá e a realização de eventos técnicos ligados a integração com os produtores familiares do Perímetro Irrigado, que trabalham em mais de 1.500 unidades de 5ha cada.

GALERIA DE IMAGENS

































Serão investidos na indústria de processamento de frutas R$ 50 milhões
No documento apresentado ao BDMG, consta que o plano de negócios prevê: 
A produção própria de 100% da demanda prevista de abacaxi, 1.300 hectares e cerca de 40% da demanda prevista para goiaba, que equivale a 400 hectares. A área de maracujá que deve ser consorciada com os pequenos produtores será de 100 hectares, sendo que a meta é alcançar em quatro anos, uma área de aproximadamente 700 hectares de culturas voltadas par produção dessa fruteira.



Há ainda a intenção de comprar no período de safra o excedente da produção de manga, hoje com cerca de seis mil hectares em produção. Victor conta que a Pomar tem o apoio da secretaria estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e que inclusive a empresa foi constituída em Minas Gerais há cerca de 8 meses, como parte do projeto do governo do Estado para estruturar a cadeia produtiva da fruticultura no Jaíba.
O mix de produtos será composto por purês, sucos concentrados e sucos integrais de frutas tropicais como o abacaxi, manga, maracujá, e goiaba que ao entender e estudo realizado pela indústria tem forte demanda no mercado externo e interno, congelados ou envazados em embalagens de 200 litros. A indústria terá capacidade de processar uma média de 15 toneladas de frutas por hora e promete movimentar a economia da região como acreditam os parceiros, Banco do Nordeste, Epamig, Codevasf entre
outros.

ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO -- Para Marco Antônio Viana Leite, gestor em agronegócios e chefe da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, a chegada de novas empresas não só a Pomar bem como outras que atuam na produção de cana-de-açúcar vai aquecer as expectativas do
mercado. Mas ainda há o grande problema do agronegócio frutícola no Norte de Minas e especificamente no perímetro irrigado do Jaíba: o escoamento da produção.



"Ao se concretizar a possibilidade da instalação de uma agroindústria neste local, a qual garantirá a compra de grande parte da produção agrícola priorizando o sistema de produção integrado, principalmente com pequenos produtores que se encontram a mercê do processo produtivo e ou estão trabalhando com ganhos reduzidos face à falta de escala, percebe-se que o grande paradigma de falta de cmpetitividade começa a ser resolvido". Ele acredita que a região poderá, a longo prazo, ser um pólo de produção de sucos para atender as demandas internas e externas. Portanto, o ponto chave é a agregação de valor ao produto.

Com a abertura de novos mercados e o aumento na demanda por álcool e açúcar, o perímetro de irrigação do Jaíba esta se tornando alvo de varias empresas para a produção de matéria-prima para a produção de álcool.
"Sabe-se que o sistema de produção de cana-de-açúcar é todo mecanizado e o uso de mão de obra desqualificada é muito pequeno, então seria necessário garantir no mínimo 60% do perímetro para a produção de frutas, grande consumidora de mão-de-obra familiar", afirma o gestor.
Contatos
pomarbrasil@pomarbrasil.com
jaiba@pomarbrasil.com

Telefones;

55 11 983468470

55 38 3833-3018 
55  31 3275-5945




Nenhum comentário:

Postar um comentário