sexta-feira, 27 de abril de 2018

INSISTA, MIRE-SE NO EXEMPLO DO RI0 Zin, renasce no deserto de Neguev.





Neguebe (ou Negev) que está localizado ao sul da palestina, cercado por cordilheiras numa das partes mais baixas da região aos pés das cidades de Belém e Hebron.

Neguebe, a princípio, aparenta ser uma extensão improdutiva de terras. O viajante que passa por lá em determinadas ocasiões do ano imagina que está num lugar seco, morto e sem esperança.

Ocorre que, de uma hora para outra, as torrentes de águas produzidas pelas chuvas serôdias descem pelas cordilheiras encharcando a região, transformando assim aquela terra árida num lugar cheio de vida. Quando as águas evaporam, o deserto se torna um manancial onde encontramos lindos campos floridos num cenário que somente pode ser contemplado no Negev.

Em outras palavras, quando as águas da restituição começarem a inundar a sua vida, tudo mudará. A sua vida infértil e seca se tornará um cenário de beleza e glória do Senhor. Quando as águas do Senhor passam, a sua vida é restaurada.





Salmo 126. 4

O que é restaurar? Restaurar tem seu sentido etimológico no latim (restaurare). Como v.t.d. tem o sentido de voltar a possuir algo que foi perdido; recuperar. Possuir um novo inicio; começar mais uma vez; recomeçar. Transmitir forças (vigor) a alguém ou a si mesmo; reanimar-se.

Quem já não precisou de restauração alguma vez? Seja de restauração das forças físicas, psíquicas, emocionais, espirituais. Todos, em algum momento da vida precisamos de restauração.

O povo judeu foi levado cativo para a Babilônia por Nabucodonosor, lá por volta de 597 A.C. E por ordem de Ciro, que Deus o chama de meu servo, eles voltam no ano 538.

O Salmo 137 relata bem o desanimo que abateu sobre todos eles, quando estavam em terras estranhas. “As margens dos rios de Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião”. “Nos salgueiros que lá havia, pendurávamos as nossas harpas”.

O Profeta Jeremiais descreve o estado de Jerusalém, bem como o estado do templo quando os invasores entraram na cidade: “Como escureceu o ouro! Como se mudou o ouro refinado! Como estão espalhadas as pedras do santuário pelas esquinas de todas as ruas!” (Lm 4.1).

Tudo isto mostrava a necessidade de uma urgente restauração.Os muros tinham de ser erguidos, e o templo precisava ser reedificado. Como de fato aconteceu com a volta de Esdras Neemias, Zorobabel e o sumo sacerdote Josué.

Ageu prenuncia: “A gloria dessa última casa, será maior do que a da primeira” (Ag 2. 9). Isso fala de restauração. Uma casa outrora destruída, agora reconstruída, reedificada, refeita, com uma maior glória.

Restaura-nos como as correntes do Neguebe. Região seca, insólita, desértica, desprezada. Mas, quando as chuvas caíam nos montes próximos, os vales se enchiam de riachos e rios. Tudo era restaurado!

As águas desciam com muita força, arrastando tudo que tinha pela frente. As águas do Espírito, que descem do alto, vai arrastar tudo aquilo que está estorvando a tua vida.

Havia uma vocação oculta para jardim no desértico Neguebe. Há uma vocação poderosa em você para produzir frutos para Deus. É somente deixar que as águas poderosas do Espírito Santo regue sua vida (Jo 7.37-39).

O Neguebe não tinha vida em si mesmo. Ele dependia das chuvas dos montes do Líbano. O crente não tem vida própria, ele depende totalmente de Jesus (Jo 15.4,5).

No Salmo 80, o Salmista pede três vezes que o Senhor restaure o seu povo. Nos versos 3, 7, 19. No verso 18 ele pede: “Vivifica-nos e invocaremos o teu nome”. Vivificar fala de pessoas que estão em estado de morte. Mas, Deus, que é poderoso, pode transformar um vale de ossos em um grande exército.

O Senhor quer restaurar a tua vida, os teus sonhos, os teus projetos, o teu amor por Cristo, a tua vida espiritual, os teus talentos e dons. Apresenta-te como o salmista e diga: “Restaura-nos como as torrentes de Neguebe”.




Restaura-nos como as correntes do Neguebe. Região seca, insólita, desértica, desprezada. Mas, quando as chuvas caíam nos montes próximos, os vales se enchiam de riachos e rios. Tudo era restaurado!





As águas desciam com muita força, arrastando tudo que tinha pela frente. As águas do Espírito, que descem do alto, vai arrastar tudo aquilo que está estorvando a tua vida.

Havia uma vocação oculta para jardim no desértico Neguebe. Há uma vocação poderosa em você para produzir frutos para Deus. É somente deixar que as águas poderosas do Espírito Santo regue sua vida (Jo 7.37-39).

Daí que o salmista disse: “Restaura, SENHOR, a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe.” (Salmo 126, 4).









Nenhum comentário:

Postar um comentário