quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Morangos azuis geneticamente modificados podem resistir a baixas temperaturas...

Morangos azuis geneticamente modificados podem resistir a baixas temperaturas...



As indústrias genéticas responsáveis pelo desenvolvimento de Organismos Geneticamente Modificados (OGM), depois de terem projetado uma uva passa gigante e transformado uma tangerina em tangelo – um citrino híbrido –, acaba de criar um morango azul, pensado geneticamente para resistir a temperaturas de congelamento.Quando eles descobriram que o peixe-solha do Ártico produz anticongelante para proteger-se de águas congeladas, perguntaram-se o que aconteceria se introduzissem o gene que produz o anticongelante em um morango. Então, ele acabou tornando-se azul por acaso. Os pesquisadores descobriram que a planta de morango azul pode resistir a temperaturas de congelamento. Isso significa que os morangos poderiam ser armazenados por mais tempo, em freezers, aumentando a sua vida útil.



Existem opiniões conflitantes sobre o valor nutricional dos OGM. Em um portal dedicado ao desenvolvimento desses morangos, chamado StrawberryBlu, Cynthia Bu Jawdeh disse, em resposta a questões sobre a segurança dos morangos azuis: "Existem vários efeitos negativos que ainda estão sendo estudados. Alguns dos princípios básicos são a excitação de novas alergias (em resposta às novas proteínas formadas), novas toxinas produzidas por plantas que podem ter um efeito negativo sobre os seres humanos ou o ambiente, ou resistência a antibióticos, etc.”

Embora muitos consumidores estejam justificadamente desconfiados de alimentos geneticamente modificados – por falta de informação ou orientações científicas mais contundentes –, citando uma falta de regulamentação FDA, um órgão americano com o mesmo poder da ANVISA aqui no Brasil, é possível que haja um "bem maior" nas técnicas de OGM, o qual só descobriremos no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário