segunda-feira, 6 de abril de 2015

Israelenses desenvolvem dispositivo que é capaz de ‘cheirar’ o odor dos tumores...


Israelenses desenvolvem dispositivo que é capaz de ‘cheirar’ o odor dos tumores...



A saúde é um tópico que sempre a ciência busca novas inovações com ajuda da tecnologia e agora também da  (criando o termo “”). E foi com isso que pesquisadores israelenses, americanos e britânicos desenvolveram um dispositivo que pode virar o jogo da vida quando o assunto for câncer.
O câncer no pulmão –ou neoplasia maligna do pulmão- é um dos tipos mais comuns e graves de câncer, sendo ele o primeiro colocado no ranking de mais letal em todo o mundo. O Brasil anualmente possui mais de 27 mil pessoas diagnosticadas com neoplasia.
No entanto, a estatística preocupante não se deve ao fato de que é o mais comum, mas porque sua progressão mortal é de difícil detecção. O câncer no pulmão é silencioso e ataca sem deixar impressões digitais, e aflige suas vítimas com metáfase incontrolável (até não haver mais chance de reverter o quadro).
O dispositivo criado detecta, com precisão, o  e identificando seu estágio de progressão. É um teste similar ao bafômetro com um chip de nanotecnologia incorporado ao NaNose, fazendo com que ele, literalmente, fareje os tumores. O sistema envia as informações para um laboratório, que examina a presença de tumores, tanto benignos como malignos, e também pode detectar outras doenças graves.
E os pesquisadores pensam em levar o projeto ainda mais longe, pois pretendem futuramente instalar o dispositivo em smartphones, sendo batizado de SniffPhone, podendo assim levar a nanomedicina à milhares de pessoas.
Sediada em Boston, a empresa Alpha Szenszor licenciou a tecnologia e espera apresenta-la muito em breve ao mercado. Mas enquanto o SniffPhone não é lançado, uma outra versão (mais compacta) foi desenvolvida e pode ser conectada a uma porta USB do computador.




Nenhum comentário:

Postar um comentário