quinta-feira, 17 de abril de 2014

SAIBA TUDO SOBRE A PASCOA; O coelhinho da pascoa sua origem e as comemorações de nos TODOS!


O coelhinho da pascoa sua origem e as comemorações
de nos TODOS!



Histórias criadas no continente europeu chegaram à América há mais de 300 anos

Foto: Shutterstock
O simpático mamífero foi incorporado à Páscoa por
meio de contos criados no velho continente.


Uma das narrativas mais conhecidas do mundo conta

que uma mulher pobre escondeu ovos coloridos num

ninho para entregá-los aos filhos na manhã da

festividade religiosa.



Contudo, quando as crianças descobriram o lugar,

um grande coelho passou rapidamente e espalhou os

presentinhos, dando aos pequenos a ilusão de que o

bicho carregava e distribuía os ovos.

Outra versão ganhou força no continente americano.

Com a imigração alemã, no século 18. Para os alemães,

à época, era muito comum esconder ovos de galinha

pintados à mão em grandes quintais para as crianças

os encontrarem.



Agitados com a movimentação dos pequenos, os
coelhos que ali vivíam saltavam de suas tocas. Com o
tempo, os adultos uniram os ovos e os coelhos numa história, dizendo aos filhos que os animais tinham trazido os presentes de Páscoa.
Um pé na religião...

Muito mais que um alegre carregador de ovos, para a

religião cristã o coelho se tornou símbolo da

ressurreição. “No hemisfério Norte, ele hiberna

dentro de sua toca durante o inverno e desaparece

das vistas. No fim da estação, portanto no período da

Páscoa, o coelho é o primeiro animal a sair do abrigo”

, explica Marlon Ronald Fluck, professor do mestrado

em Teologia da Faculdade Teológica Batista do

Paraná, de Curitiba.



Já nos países do hemisfério Sul, como o Brasil, por não haver a hibernação, a explicação esbarra na rápida reprodução, tornando-se um símbolo de fertilidade, fielmente ligado com a tradição religiosa.

“O protestantismo acentuou mais a tradição do
coelho da Páscoa, enquanto a tradição católica usou o
símbolo do ovo. Com o tempo, as duas tradições
passaram a se vincular”, analisa Marlon.



Meu cantinho...
Alegria das crianças, dos chocólatras, dos
comerciantes, das fabricas e dos que vendem,
mas o que ninguem esquece é do seu tempo de espera,
do sr Coelhinho...das intermináveis
esperas pela sua chegada, dos nínhos feitos com
tanto amor na sua infância quando
ainda corría atráz de embalágens, fôlhas, pétalas de
rosas, papel picado para fazer um...
o mais fofo atraente e cheiroso, para que fosse alí
depositado o famoso, desejado ovo de preferencia grandão Rsr
no diaseguinte...

Os mais saudosos (0 meu caso) ainda se recordam
das suas mamães se esforçando ...
corando com papel de seda alguns ovos, (não vale se
emocionar) coisas que pela tradição viram as vovós fazerem com tanto amor, ainda em tempos que não existiam os famosos coloridos e variados "Ovos de Pascoa" que sobram nas prateleiras dos comerciantes em nossos dias.



Portanto cada um como puder, seja feliz com os seus
entes queridos... e agradeça ao nosso Deus por ter-nos dado tantas alegrias e nos concedido a felicidade por estarmos presentes e poder constatar as muitas faces, significados, exemplos e união, que "A Pascoa" nos proporciona!


FELIZ PÁSCOA PARA TODOS... JO/ELI

Terencio Barberio Junior "" Hei meu bom Eli, ...Boa Páscoa pra vc. também...!!!Li (como sempre) sua página Renovação, e tal com vc.não só vi, como ajudei minha mãe a colorir e desenhar os Ovos de Páscoa para minhas irmãs mais novas(tradição repassada por minha bisavó alemã) . Dentro preenchíamos com guloseimas (pequenas gotas de chocolate feitos por minha mãe, tipo confete). Domingo pela manhã, distribuidos por cantos do jardim, lá estavam eles a espera de serem descobertos e saboreados......A cada ovo feito uma emoção...!!! A folia era grande e.......Saudade ""!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário