segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A dura realidade...Cristã revela como é cultuar a Deus com perseguição, em igrejas subterrâneas!

Cristã revela como é cultuar a Deus em igrejas subterrâneas, em um país marcado pela perseguição religiosa...





Localizado na África, Eritrea é um país que apesar de ter quase metade de sua população composta por cristãos sofre com a perseguição religiosa, estando em 10º lugar na classificação dos lugares onde mais existe perseguição em todo o mundo.




Por isso, os cristãos do país são obrigados a realizar seus cultos em segredo, geralmente em igrejas subterrâneas.



Container: lugar de prisão dos cristãos em Eritreia

A cristã Misgana, que vive no país, falou ao Ministério Portas abertas como é viver sua fé nesse país, onde todas as igrejas evangélicas estão fechadas desde uma lei em 2002, e mais de 2.800 cristãos estão na prisão, e seus familiares não têm notícias deles há meses e anos.
- Como você sabe, as nossas igrejas estão fechadas. Assim, somos obrigados a nos reunir no subsolo das casas. Alguns irmãos cedem seus lares voluntariamente para que possamos adorar a Deus. Nós prestamos culto ao Senhor em quartos e cozinhas abaixo do chão. – relatou.
Misgana ressaltou também sentir falta da liberdade que os cristãos já tiveram no país, em contraste com a situação vivida atualmente.
- O que sinto falta de quando éramos livres para exercer nossa fé em Cristo publicamente, é de poder cantar com alegria, em voz alta. Agora, só podemos sussurrar. Imagine o quão difícil é para nós! Queremos expressar nossa felicidade no Senhor, mas não podemos. Mesmo assim, ele ouve o nosso sussurro, ele está sempre conosco – destacou.
No país, fazer parte de uma igreja subterrânea ou participar de uma reunião cristã é um crime grave. Então, todos os dias, cristãos eritreus arriscam suas vidas, sob pena de serem presos, mas não abrem mão de dizer a Jesus o quanto eles o amam.
Firme em sua vontade de cultuar a Deus, a cristã pede que os cristãos de todo o mundo os ajudem em oração, para conseguir superar as dificuldades impostas pela perseguição.
- Nossos olhos estão fixos em Jesus, nada mais. Ore pelos cristãos na Eritreia, para que possamos adorar a Deus livremente algum dia, de alguma forma. Nós queremos dar glórias a ele em nossa cidade, nos reunir e nos alegrarmos nele. Essa é a minha oração. Ajude-me através da sua intercessão – completa Misgana, pedindo a todos que intercedam em oração pelos cristãos de seu país.
Vivemos num país onde podemos cultuar ao Senhor Jesus Cristo, apesar de leves perseguições que não chegam a se igualar aos países estrangeiros, mas infelizmente não o fazemos como devemos fazer. Muitos infelizmente tem deturpado o Evangelho do Senhor Jesus Cristo, tem tratado Deus como qualquer coisa e não tem buscado a Ele e nem lhe adorado como o único e verdadeiro Deus. Daí quando olhamos para outras nações (se o fazemos) percebemos o quanto os reais servos de Deus perseveram na fé, não tendo por preciosa demais a própria vida, ainda que buscando a Deus de maneira subterrânea. Precisamos voltar ao primeiro amor. Oremos pela igreja perseguida, pois ela é real. Deus tenha misericórdia das nossas vidas.







O cristão eritreu Gideon relata a situação de seus país, a Eritreia. Ele explica como o governo age em relação ao cristianismo e as dificuldades que um cristão enfrenta por não negar sua fé. Ele foi preso, torturado, e depois de liberto, passou a encorajar os cristãos que passam pela mesma situação que ele. Acesse http://www.eritreialivre.org.br/ e saiba mais sobre a Eritreia.

"A Portas Abertas se reserva o direito de excluir comentários que considere polêmicos, imorais ou ofensivos. Em caso de dúvidas, envie um email para falecom@portasabertas.org.br."






Nenhum comentário:

Postar um comentário