quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Marcou ou vai marcar sua existência!...Click (filme) Saiba um pouco sobre esta obra prima!





































Com tanta tecnologia, a ética também torna-se cada vez mais extinta. Observando o ator principal do filme em questão, percebe-se que a falta de ética ocorre quando Michael usa da tecnologia para ouvir conversas de outras pessoas. 



Click é um filme estadunidense de dramaficção 
científica e comédia de 2006, dirigido por Frank Coraci e com Adam Sandler no papel principal. Foi lançando nos Estados Unidos em 23 de Junho de 2006.

Michael Newman é um arquiteto que mora com sua esposa Donna Newman e tem seus filhos Ben e Samantha. Ele trabalha muito e sempre chega exausto e cansado. Um dia ele queria ligar sua televisão, mas acaba pegando o controle errado e ativando aparelhos como ventilador e a porta de sua garagem automática. Ele fica furioso e seus filhos sugerem que ele compre um controle remoto universal, igual ao seus vizinhos, no qual poderá controlar tudo com um só objeto. Então ele vai em uma loja e encontra um inventor chamado Morty, que o mostra um controle e diz que tem uma tecnologia ultra-avançada e ainda nem está nas lojas, e o oferece de graça. Michael aceita a oferta e leva o controle. Mas chegando em casa percebe que o objeto tem o poder de controlar sua vida, e descobre que pode avançar e voltar no tempo, modificar o som e cor de tudo a sua volta e outras coisas. Ele começa a achar que está louco e volta para a loja onde comprou e pergunta a Morty do que se trata, ele responde dizendo que o controle tem a capacidade de controlar toda a vida dele. No começo ele gosta, mas depois o controle entra no avanço automático, que avança na vida dele para uma época em que os problemas que o perturba sejam resolvidos, mas acaba prosseguindo cada vez mais em sua vida.Seu maior desejo e subir de cargo na empresa ele deseja isso e o controle leva ele pra 2017, onde está muito obeso devido a comer muitos doces e fast-food, com isso ele avança cada vez mais no tempo. Ele fica desesperado quando descobre que no momento que ele acelera o tempo, ele fica no piloto automático, isso significa que ele não faz nada por si próprio, sua mente fica "viajando". Isso traz problemas a ele, como dizer uma coisa que afetou profundamente seu pai Ted, o chamando de estúpido, além de muitos outros erros na sua vida. Desesperado tentando corrigir, Morty diz que isso é impossível. Então ele deve decidir o que fazer antes que sua vida acabe.1


Análise do filme - CLICK
03/05/2011 - Marilza Neves da Costa
POR MARILZA NEVES DA COSTA

O homem é um ser que precisa está informatizado para viver bem em sociedade, uma vez que a informação é imprescindível para ele, mas, este precisa saber buscar as informações de forma que visem seus anseios libertando-se da alienação no mundo que o cerca. As informações infelizmente são analisadas de forma errônea devido alguns meios de comunicação.

Esses meios têm evoluído cada vez mais, todos os dias novas tecnologias surgem de modo que algumas pessoas não conseguem acompanhar este avanço, enquanto outras fazem uso abusivo não percebendo que o uso exagerado pode trazer tanto benefícios quanto malefícios.

Diante do exposto, observa-se que o indivíduo precisa saber até que ponto a mídia faz bem para sua vida

Ele deve se educar e adequar ao mundo contemporâneo de modo que não seja dominado pelo avanço tecnológico, como ocorreu com o protagonista do filme “Click”, que não se deu conta que suas atitudes o levavam a condição de sujeito objeto, permitindo que um controle remoto universal controlasse sua vida familiar e profissional, uma vez que, ele não sabia lidar com fator tempo.

Com tanta tecnologia, a ética também torna-se cada vez mais extinta. Observando o ator principal do filme em questão, percebe-se que a falta de ética ocorre quando Michael usa da tecnologia para ouvir conversas de outras pessoas. 

O protagonista ficava cada vez mais fascinado com o controle universal, sem medir as conseqüências que este traria a sua vida. Portanto, pode-se afirmar que o indivíduo contemporâneo procura nas novas tecnologias resolução para seus inúmeros problemas.

POR MARILZA NEVES DA COSTA


Nenhum comentário:

Postar um comentário