quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

CAMINHAR. Um caminho seguro para emagrecer. Regras que o ajudarão!


Caminhar emagrece mais do que ir à academia só se 3 regras forem seguidas à risca.





Colesterol alto também pode ser problema de criança




Melhora da capacidade respiratória, redução nos riscos de problemas cardiovasculares, ativação do metabolismo e combate à retenção de líquidos são apenas alguns benefícios promovidos por uma caminhada vigorosa. De quebra, a atividade pode emagrecer mais do que uma ida à academia se, claro, algumas regras forem seguidas.
Como emagrecer com caminhada

 

1. Regularidade: para conseguir perder peso com caminha é fundamental que a atividade seja realizada com frequência. O ideal é reservar um tempo todos os dias para o exercício, mas, se não for possível, caminhar de três a quatro vezes por semana já é considerada uma boa periodicidade.

 
2. Tempo: quem deseja emagrecer caminhando precisa investir pelo menos 30 minutos na atividade. Estudos apontam que andar rápido por pelo menos 30 minutos ajuda a manter o Índice de Massa Corporal (IMC) mais baixo e a cintura mais fina, eliminando gordurinhas localizadas na barriga.


3. Velocidade: manter um ritmo mais veloz na caminhada, que te faça suar, é essencial para o emagrecimento. Andar lentamente promove benefícios à saúde, mas não traz grandes resultados para a balança. Portanto, invista em caminhadas vigorosas, mas prestando atenção a outros aspectos igualmente importantes, como movimentação dos braços conforme a pisada, a contração do abdômen, o estufamento do peito com corpo ereto e a manutenção das pontas dos pés sempre ligeiramente elevadas.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

ASSUSTADOR. ELE ESTA CERTO? Homem na Holanda é o pai biológico de 102 crianças; entenda o que aconteceu!




O que tinham em comum? Todas elas haviam sido submetidas a tratamentos de inseminação artificial. Logo, suspeitavam que o sêmen do doador anônimo pertencesse ao mesmo homem. Suas suspeitas foram apresentadas ao Ministério da Saúde, que após uma longa investigação descobriu que um único homem foi responsável pelo nascimento de 102 crianças, de acordo com informações do portal Play Ground.

O caso, que abalou a Holanda, destacou a necessidade da criação de um registro nacional para doadores, a fim de impedir que uma única pessoa possa ter suas células reprodutoras usadas mais do que o permitido.

Isso porque, de acordo com a Lei de Inseminação Artificial do país, um homem só pode fazer um máximo de 25 doações. A ideia do limite é reduzir ao máximo a possibilidade de meios-irmãos se encontrarem e terem filhos – o que poderia gerar uma série de consequências genéticas.


A identidade do pai de 102 filhos não foi revelada. No entanto, ao que se sabe, ele teria feito ao menos 100 doações em 11 clínicas diferentes. Acredita-se que a motivação para isso não foi dinheiro, uma vez que cada pessoa recebe apenas 50 euros para a doação mais o custo com transporte.

Quando encontrado, ele declarou que sua intenção na verdade era “ter quantos filhos fosse possível”, para “fazer as pessoas felizes”.



Um grupo de mulheres na Holanda recentemente percebeu uma estranha semelhança entre seus filhos e decidiu investigar.

Na Holanda, atualmente, há um registro que somente as pessoas nascidas por inseminação artificial podem acessar se desejarem conhecer a identidade de seu pai biológico. Logo, as clinicas especializadas não tem o mesmo direito. 

“Porque não temos um registro nacional que coleta dados de todos os doadores de esperma na Holanda, as clínicas de fertilidade não podem verificar se um homem doou em outros centros ou o número de vezes que já doou“, explicou o Dr. Jesper Smeenk, da Sociedade Holandesa de Obstetrícia e Ginecologia (NVOG).

“Nós definitivamente precisamos de um registro nacional para que todo o sêmen usado para um tratamento de fertilidade seja registrado e que os centros tenham autorização para acessar e certificar que um doador não tenha mais do que 25 filhos”

domingo, 10 de dezembro de 2017

PREMIAÇÃO DIVULGA: as melhores fotografias da ciência: confira.

 As melhores fotografias da ciência: confira.



Imagem com "cubos de gelo" da Antártida foi a grande vencedora da edição anual do prêmio Royal Society Publishing Photography Competition. Brasileiro recebeu menção honrosa com foto de espécie de perereca do país

CUBOS DE GELO DA ANTÁRTIDA EM FOTO CLICADA PELO ECOLOGISTA PETER CONVEY (FOTO: PETER CONVEY/DIVULGAÇÃO)


A observação cuidadosa faz parte do trabalho científico e pode resultar em registros incríveis da natureza. Organizada pela academia nacional de ciências do Reino Unido, a edição 2017 do prêmioRoyal Society Publishing Photography Competition selecionou as melhores fotografias enviadas por cientistas em diferentes campos do conhecimento. Após um processo de seleção de mais de 1,1 mil imagens, o júri divulgou os grandes vencedores do ano.

Fotografado pelo ambientalista Peter Convey, um panorama aéreo da Antártida ganhou o principal prêmio da competição. O clique destaca a grandiosidade do continente de gelo: um avião que compõe a cena quase some em meio a formações que parecem cubos congelados.

Outros registros da Antártida tiveram destaque na premiação. Na categoria Astronomia, o pesquisador Daniel Michalik foi o vencedor ao clicar a luz do luar em uma planície antártida. A fotografia foi produzida com a técnica de longa exposição, em que o sensor da câmera utiliza um tempo maior para capturar a cena e registrar ambientes com pouca luz. Na foto, é possível notar ao lado da Lua um pontinho branco, que é o planeta Júpiter. O Brasil também esteve na competição e recebeu uma menção honrosa. Graduado em Ciências Biológicas, o pesquisador Carlos Jared fotografou um registro da Caatinga brasileira, com o momento da reprodução da espécie de perereca conhecida como Phyllomedusa nordestina, que tem apenas quatro centímetros de comprimento.



PERERECAS FLAGRADAS PELO BRASILEIRO CARLOS JARED, QUE TEVE UMA MENÇÃO HONROSA NA COMPETIÇÃO (FOTO: CARLOS JARED / DIVULGAÇÃO)

Na categoria "Microimagem", o pesquisador Hervé Elettro registrou o momento em que uma gota de azeite estava prestes a cair, exibindo de modo detalhado como funciona a tensão das substâncias da natureza e revelando sua textura. 




AZEITE DE OLIVA, POR HERVÉ ELETTRO (FOTO: HERVÉ ELETTRO / DIVULGAÇÃO)

Confira outras fotos de vencedores, vice-campeões e pesquisadores que receberam menções honrosas na edição 2017 do Royal Society Publishing Photography Competition:




FEITA POR ANTONIA DONCILA, A FOTOGRAFIA DE UM URSO POLAR VENCEU NA CATEGORIA "COMPORTAMENTO" (FOTO: ANTONIA DONCILA/ DIVULGAÇÃO)



NA CATEGORIA "ECOLOGIA", NICO DE BRUYN FOI VENCEDOR AO CLICAR PINGUINS-REI NA ILHA MARION, LOCALIZADA EM UMA REGIÃO PRÓXIMA À ANTÁRTIDA (FOTO: NICO DE BRUYN / DIVULGAÇÃO)



WEI-FENG XUE FOI VICE-CAMPEÃO NA CATEGORIA "ASTRONOMIA" AO CLICAR ECLIPSE QUE ACONTECEU EM 2017 NOS ESTADOS UNIDOS (FOTO: WEI-FENG XUE / DIVULGAÇÃO)



VICE-CAMPEÃO NA CATEGORIA "MICROIMAGEM", VLADIMIR GROSS REGISTROU UMA TARDIGRADA, SERES MICROSCÓPICOS QUE TAMBÉM SÃO CONHECIDOS COMO URSOS-D'ÁGUA (FOTO: VLADIMIR GROSS)



UM FLAGRANTE DA NATUREZA REGISTRADO POR SUSMITA DATTA E QUE GANHOU MENÇÃO HONROSA NA COMPETIÇÃO (FOTO: SUSMITA DATTA / DIVULGAÇÃO)



PETR HORÁLEK FOTOGRAFOU O CÉU DO OBSERVATÓRIO PARANAL E RECEBEU UMA MENÇÃO HONROSA (FOTO: PETR HORÁLEK / DIVULGAÇÃO)



MICROIMAGEM REGISTRA ÁCARO PRESO EM UMA TEIA DE ARANHA, EM CLIQUE FEITO POR BERNARDO SEGURA E QUE GANHOU UMA MENÇÃO HONROSA (FOTO: BERNARDO SEGURA / DIVULGAÇÃO)

LAVA ESCORRE PELO VULCÃO KILAUEA, DO HAVAÍ (FOTO: DIVULGAÇÃO)
 de seu esconderijo apenas durante as épocas de chuva,
quando a Caatinga está florida.

sábado, 9 de dezembro de 2017

Cientistas encontram ossada mais completa e antiga de ancestral humano.








Após 20 anos de procura, arqueólogos encontraram a ossada mais completa e antiga de um australopiteco— espécie ancestral dos humanos que conhecemos hoje. O exemplar data de 3,6 milhões de anos atrás e foi encontrado na África do Sul.



Os especialistas estão muito empolgados com a descoberta do ancestral, que está sendo chamado de "Pezinho", já que 4 pequenos ossos dos seus pés foram os primeiros itensencontrados do esqueledo.
"Esta é uma das mais notáveis descobertas fósseis feitas na história da pesquisa de origens humanas e é um privilégio revelar uma descoberta dessa importância hoje", disse em comunicado Ron Clarke, da Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo.

"PEZINHO" EM EXIBIÇÃO (FOTO: UNIVERSIDADE DE WITWATERSRAND)

Pezinho não é o hominídeo mais antigo já encontrado: essa honra pertence a Ardi, que viveu na Etiópia há 4,4 milhões de anos. Mas sua ossada é significativamente mais completa que a de Ardi — e pode ser mais informativa.

Leia mais:
+ Padre usou bunda de estátua de Jesus como "cápsula do tempo"
+ Crânio de 6 mil anos seria de uma vítima de um tsunami na Oceania

Espera-se que o achado ajude os cientistas a compreenderem como o corpo de nossos ancestrais se moviam, como eram estruturados, qual sua aparência e até mesmo, analisando os dentes da espécie, o que comiam. Até agora, já se sabe que Pezinho era uma garota baixinha (1,35 m) que provavelmente morreu quando ainda era jovem.

Sua presença sugere que os hominídeos se espalharam por toda a África antes do que se pensava, e ela é o primeiro esqueleto que permite uma comparação entre o comprimento do braço e o comprimento da perna em um único indivíduo. Suas pernas eram mais longas do que seus braços, o que mostra em termos evolutivos que ela era muito mais próxima dos seres humanos do que dos macacos.

CLARKE MOSTRA PARTE DA OSSADA ENCRUSTADA NA ROCHA EM QUE FOI ENCONTRADA (FOTO: UNIVERSIDADE DE WITWATERSRAND)

A demora para estudar a ossada ocorreu porque ela foi encontrada em uma estrutura rochosa extremamente difícil de ser explorada. Segundo Clarke, ele e sua equipe passaram muito tempo limpando os fósseis: "O processo exigiu uma escavação extremamente cuidadosa no ambiente escuro da caverna. Uma vez que as superfícies voltadas para cima dos ossos do esqueleto foram expostas, a brecha em que os lados inferiores ainda estavam embutidos tiveram que ser cuidadosamente cortadas e removidas em blocos para limpeza adicional no laboratório".

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Pesquisa indica que minhocas podem se reproduzir no solo de Marte.





Earthworm Jim é pioneira entre as minhocas espaciais (Foto: Divulgação / Gilberto "Soren" Zaragoza)




Muita gente acha nojento, mas aqueles pequenos vermes gosmentos que chamamos de minhocas são fundamentais para boa parte da vida na Terra. Não à toa, Charles Darwin passou 39 anos de sua vida estudando esses animais rastejantes.
Sem as minhocas, a agricultura nunca teria prosperado às margens dos rios Nilo e Eufrates, as sociedades egípcias e mesopotâmicas nunca teriam surgido, e o mundo seria bem diferente do qual vivemos.


Experimento com plantas do cientista Wieger Wamelink (Foto: Wieger Wamelink/Divulgação)

Cientistas agora tentam repetir o processo para iniciar outra civilização, mas desta vez em Marte. Um dos maiores desafios de colonizar o planeta vermelho é justamente a produção de alimentos. É a isso que se dedica o biólogo Wieger Wamelink, da Wageningen Universidade e Pesquisa(Países Baixos).

Utilizando um simulacro do solo marciano retirado pela Nasa de um vulcão havaiano, ele passou a tentar produzir rúcula em estufas semelhantes às que seriam construídas no planeta estrangeiro. No solo, foram adicionadas fezes, urina de porco e minhocas adultas.
Wamelink ao divulgar a pesquisa. “Entretanto, a melhor surpresa veio no final da experiência, quando encontramos duas jovens minhocas no simulador de solo marciano.” Ou seja, elas fizeram filhos.

O papel das minhocas é simples, porém, fundamental. Elas comem matéria orgânica e defecam o húmus, um fertilizante natural extremamente eficiente, rico em nutrientes fundamentais para o crescimento vegetal, como nitrogênio, fósforo e potássio.

Elas também cavam túneis na terra, o que permite a entrada de ar e água no solo, um dos principais empecilhos para o cultivo em solo marciano. “A aplicação das minhocas já resolve esse problema”, disse Wamelink.









quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Homem descobre cidade de milhares de anos no porão de sua casa.



Al
gumas pessoas usam o porão para guardar garrafas de vinho ou talvez coisas antigas herdadas dos avós.

 Mas um homem na Turquia, sem querer, encontrou uma cidade inteira escondida no seu porão. A descoberta foi feita em 1963, na cidade de Derinkuyu, província de Nevşehir, também conhecida como Capadócia. Uma casa antiga precisava ser reformada e, durante as obras no porão, uma parede foi derrubada. Atrás dela havia uma sala que ninguém na casa sabia que existia. Mas quando entraram, eles logo perceberam que não se tratava apenas de um cômodo, mas de uma cidade inteira!



Trata-se da cidade subterrânea de Derinkuyu. Desde então, 8 andares foram descobertos. Os níveis superiores eram compostos principalmente de dormitórios, mas como havia muito mais ali: prensas de vinho, um complexo de mosteiros e, nos andares mais profundos, até uma igreja.



Até mesmo os animais domésticos viviam embaixo da terra. Para que pessoas e animais não morressem por falta de oxigênio, um complexo sistema de ventilação foi construído. Arqueólogos supõem que até 20 mil pessoas pudessem morar ali. Acredita-se que apenas um quarto de toda a cidade tenha sido escavada.



Cerca de 50 cidades como essa devem existir na Capadócia. Derinkuyu é inclusive interligada a uma delas: um túnel de cerca de 8 km faz a ligação com a cidade de Kaymakli.



Uma das várias teorias para a função de Derinkuyu é que a cidade subterrânea tenha servido para cristãos se esconderem da perseguição pelos otomanos. Pesadas portas de pedra encontradas em alguns andares são os principais indícios para comprovar essa hipótese.







Outros arqueólogos acreditam, entretanto, que Derinkuyu é, na verdade, bem mais antiga e teria sido construída há cerca de 4.000 anos pelos hititas, povo que habitou aquela época.









A cidade subterrânea se tornou um visitado local turístico.














La bodega de la ciudad subterránea de Derinkuyu, la más profunda de Anatolia central. c.1400 a.C.






Talvez a verdadeira história do surgimento dessa cidade subterrânea nunca seja totalmente esclarecida. Mas isso não impede que continuemos admirando os consideráveis trabalho e engenhosidade de quem construiu algo tão complexo há tanto tempo. Se esse inacreditável segredo que se esconde debaixo da terra há séculos também te impressionou, compartilhe essa fantástica descoberta com todos que você conhece.






 compartilhe essa fantástica descoberta com todos que você conhece.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

A Síndrome de Down nunca foi uma limitação na vida deste homem. Com uma vida cheia de trabalho e hobbies, ele agora é aposentado e ainda tem muitos sonhos pela frente.


Aos 3 meses de vida a Síndrome de Down foi diagnosticada em Edgardo Pezzettoni, um argentino de 51 anos, que sempre teve o incentivo de sua mãe, Noemí, para se desenvolver e aproveitar a vida ao máximo.




Desde a sua infância, Edgardo foi incluído na sociedade através da prática da música, do esporte e das artes cênicas. Seu desenvolvimento foi acompanhado por especialistas e pelas escolas especiais que frequentou ao longo da vida.

Aos 30 anos de idade Edgardo começou a trabalhar na fábrica da Mercedez Benz, onde ficou até se aposentar, aos 50 anos. Sua vida adulta sempre foi independente, morando e se locomovendo sozinho, apesar de poder contar com a irmã Georgina, que mora a três quadras da casa dele.
Uma história de superação


Georgina, uma agente imobiliária e escritora, sempre teve muito orgulho de cada conquista do irmão, que passou a vida vencendo limitações e, até hoje, continua planejando novas realizações.


Resultado de imagem para Sindrome de down fotos

Em homenagem a Edgardo, e apoio a todas as famílias de portadores da Síndrome de Down, Georgina escreveu o livro “Meu irmão e eu”, que já está na segunda edição.

No livro ela conta sobre como é viver com Edgardo e o quanto ele se mostrou cada vez mais forte e independente, principalmente após o falecimento de sua mãe, em 2010. Faz questão de salientar que ele é uma pessoa muito positiva e capaz de se adaptar muito bem às mudanças que a vida traz.

Juntos, eles apresentaram o livro e falaram sobre sua experiência no Congresso Anual da Associação Nacional de Síndrome de Down dos Estados Unidos, sendo reconhecida como uma das mais vitoriosas histórias de independência de um portador da síndrome.


Resultado de imagem para Sindrome de down fotos

Hoje, aposentado, os planos de Edgardo incluem realizar seu sonho de ser cantor. Ele pretende dedicar-se ao canto e se apresentar homenageando seu ídolo Sandro, um cantor popular argentino, conhecido em toda a América Latina.

Compartilhe esta bela história de superação com todas as pessoas que duvidam da capacidade de um portador de Síndrome de Down ou de outras limitações físicas ou mentais. Com dedicação, incentivo e determinação, todos podemos alcançar nossos sonhos.



A Síndrome de Down nunca foi uma limitação na vida deste homem. Determinação + fé + persistencia= VITÓRIA.






segunda-feira, 27 de novembro de 2017

SAIBA COMO ENCONTRAR O "VERDADEIRO" AMOR.


Clichê, você vai me dizer e eu até concordo, mas insistirei, pois desconheço outra forma de atrair o amor sem ser essa: AMAR-SE PRIMEIRO!



Se você não é capaz de amar a si mesmo, não é capaz de se relevar, de se perdoar, de vez em sempre, de ser seu amigo e tratar-se bem, como será capaz de amar um outro alguém?! A equação não fecha. Para atrair o amor, você precisa…AMAR. Simples desse jeito.
E que outra maneira de exercitar o amor, se não, com o amor-próprio? Se uma pessoa não se acha capaz de ser amada nem por ela mesma, ela, inconscientemente, não aceitará amor de mais ninguém. Se ela não tem consciência do seu valor, das suas qualidades, não se conhece a fundo, como espera que alguém que está de fora consiga tal realizar tal proeza?
Quem não se conhece não pode se doar. E o amor, o amor genuíno, é formulado à base da doação. É muito mais sobre capacidade de doar-se do que de prender o outro. O amor é um cálculo muito louco, onde quanto mais se dá, mais se tem.
Olhe-se no espelho, encare-se olho no olho, enumere suas qualidades, tenha a certeza, lá dentro do seu coração, que a pessoa que estiver contigo é uma pessoa de sorte!


Quando a gente se ama a gente se respeita e quem se respeita não aceita migalhas; não se contenta com qualquer coisa.

Mas quem se acha indigno do amor, acha sempre que o outro está lhe fazendo um FAVOR ficando ao seu lado… pensamento errado! Inverta esse jogo.

Quando sabemos QUEM nós somos, quando temos a noção do bom ser humano que somos, da nossa honestidade, integridade e caráter, a gente não aceita companhias que agridam esses valores pessoais. Mas quem não se conhece, deixa-se levar, pois não sabe para onde vai.

Quem não se ama, não se adora, não se protege, fica vulnerável, à mercê de qualquer um (a).

Quem não se ama está sempre tentando agradar, pois acredita que é SORTE estar com uma pessoa do lado e não mérito e esse caminho é perigoso, pois nos leva à anulação, à submissão, à posse… e dessa forma, o amor se transforma, pois o amor é alquímico e altamente metamórfico, ele reage conforme os componentes que adicionamos a ele.



Se colocamos ciúmes demais, vira doença. Se colocamos submissão, vira prisão. Se colocamos paixão em excesso, explode. Paixão de menos, morre. Se colocamos amizade, cresce. Se faltar confiança, apodrece. Se tiver cumplicidade, floresce! Se tiver insegurança, seca. Se tiver consciência, voa; se tiver disputa, rasteja. Presta atenção aos componentes que está usando.



É a forma como você se sente que dita os seus relacionamentos.
Se você é inseguro consigo, passará insegurança ao parceiro e insegurança é um veneno potente, sufoca, cansa, prende.

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Os grandes mestres falam "DELE" JESUS CRISTO!...Afinal, quem foi Jesus Cristo?



Imagem relacionada

Quando andou na terra, Jesus Cristo perguntou a seus discípulos: "Quem dizem os homens ser o Filho do homem?" E seu discípulo Simão Pedro lhe respondeu: "Tu és o Cristo, o Filho de Deus" ("Evangelho Segundo Mateus 16.13"). Essa pergunta do Mestre dos mestres me levou a consultar alguns livros, a fim de descobrir o que eminentes escritores — do passado e do presente — disseram a respeito de Jesus Cristo. Veja o resultado abaixo, em ordem alfabética de autores.

Resultado de imagem para representações de Jesus cristo



AUGUSTO CURY. Em seu best-seller "Nunca desista de seus sonhos" (Sextante), esse renomado escritor asseverou, ao discorrer sobre um dos milagres de Jesus relatado no Novo Testamento: "Jesus Cristo não havia feito nenhum ato sobrenatural, no entanto sua voz tinha o maior de todos os magnetismos porque vendia sonhos. Vender sonhos é uma expressão poética que fala de algo invendável. Ele distribuía um bem que o dinheiro jamais pôde comprar. O Mestre dos mestres assombra os fundamentos da psicologia".

BENTO XVI. Joseph Ratzinger, o papa, declarou: "Se hoje tivéssemos de escolher, teria Jesus de Nazaré, o filho de Maria, o filho do Pai, alguma possibilidade? Será que conhecemos mesmo Jesus? Será que O compreendemos? Não deveríamos hoje, tanto quanto ontem esforçarmo-nos para de novo O conhecer?" ("Jesus de Nazaré", Planeta).

BILLY GRAHAM. Conselheiro de muitos presidentes dos Estados Unidos e considerado o maior evangelista do século XX, declarou o seguinte sobre Jesus Cristo, em "O Segredo da Felicidade" (Bompastor): "Sua pessoa era magnética, suas maneiras eram atrativas, sua voz era compelidora. Todo o seu ser mostrava ser ele um homem de poder incomum. Ele era um consumado mestre, um formidável polemista, um curador compassivo - o mais gentil e mais severo dos homens. Eles [os seus discípulos] nunca tinham ouvido alguém parecido com ele"..

C.S. LEWIS. Um dos autores mais citados por escritores cristãos e não-cristãos, esse pensador afirmou: "Cristo foi o ‘primeiro caso’ do homem novo. Mas é claro que ele é muito mais que isso. Não é simplesmente um homem novo, um espécime da espécie, mas o homem novo. É a origem, o centro e a vida de todos os homens novos. Entrou de livre e espontânea vontade no universo criado, trazendo consigo a zoé, a vida nova”"("Cristianismo Puro e Simples", WMF Martins Fontes).

CALVINO. Em sua obra As pastorais, esse reformador asseverou: "A descrição mais adequada da pessoa de Cristo está contida nas palavras ‘Deus se manifestou em carne.’ Em primeiro lugar, temos aqui uma afirmação distinta de ambas as naturezas, pois o apóstolo declara que Cristo é ao mesmo tempo verdadeiro Deus e verdadeiro homem".

ERNEST RENAN. Esse filósofo e historiador - nome de primeira grandeza na evolução do racionalismo do século XIX, que viveu em Paris, na França - disse: "Desde Sócrates e desde Aristóteles a filosofia e a ciência fizeram progressos enormes. Mas tudo foi construído sobre o alicerce que eles estabeleceram. Da mesma forma, antes de Jesus o pensamento religioso atravessara muitas revoluções; desde Jesus, ele fez grandes conquistas. Contudo, não se saiu nem se sairá da noção essencial que Jesus criou; ele fixou para sempre a maneira como deve ser concebido o culto puro. A religião de Jesus não é limitada" ("Vida de Jesus", Martin Claret).
Imagem relacionada


GEOFFREY BLAINEY. Em "Uma breve história do mundo" (Fundamento), esse historiador e professor da Universidade de Harvard afirmou: "Suas palavras arrastavam multidões. Sua pregação podia ser misteriosa, mas também era sensível e prática; ele contava uma história simples sobre a vida diária, dando a ela um fundo moral e concluía com um apelo a seus ouvintes à beira da estrada para que adotassem seu novo modo de pensar. [...] Jesus demonstrava um profundo sentimento pelos oprimidos: pelos que eram pobres, pelos que eram doentes e pelos que sofriam".

JACQUES DUQUESNE. Em seu livro "Jesus, a verdadeira história" (Semente), disse: "Hoje nenhum historiador sério duvida da existência de Jesus".

JAMES C. HUNTER. Esse famoso guru da liderança disse que Jesus foi o maior líder de todos os tempos: "Nenhuma pessoa com honestidade intelectual pode negar que a vida de Jesus exerceu uma grande influência na história. E ainda exerce até hoje" ("Como se tornar um líder servidor", Sextante).

LAURIE BETH JONES. Escreveu uma obra com o título "Jesus, o maior líder que já existiu" (Sextante) pela qual concorda com James C. Hunter.

MARCELO ROSSI. Em seu livro "Ágape" (Editora Globo), esse padre afirmou: "Jesus é o Bom Pastor. Ele cuida de cada uma de Suas ovelhas. Ele conhece as Suas ovelhas pelo nome, isto é, pela identidade das Suas ovelhas".

MARY W. BAKER. Escreveu a obra cujo título fala por si mesmo: "Jesus, o maior psicólogo que já existiu" (Sextante).

MAX LUCADO. Ao falar sobre a glória de Deus, esse autor, líder no segmento de livros inspirativos, nos Estados Unidos, asseverou: "Moisés pediu para vê-la no Sinai. [...] Quando Ezequiel a viu, teve de reverenciá-la. Ela envolveu os anjos e aterrorizou os pastores enquanto pastoreavam em Belém. Jesus a irradiou" ("Você não está sozinho", Thomas Nelson Brasil).

N.T. WHITE. Questionado pelo famoso ex-ateu Antony Flew acerca da existência de Jesus, esse conhecido bispo, explicador do cristianismo histórico e pesquisador do Novo Testamento em Oxford, respondeu: "no caso de Jesus, todas as evidências apontam firmemente para a existência dessa grandiosa figura nos vinte até trinta anos do primeiro século. E as evidências encaixam-se tão bem no que sabemos do judaísmo naquele período - embora muitas coisas tenham sido anotadas gerações mais tarde -, que penso que poucos historiadores de hoje duvidariam da existência de Jesus" ("Deus existe", Ediouro).

NAPOLEÃO BONAPARTE: "Alexandre, César, Carlos Magno e eu fundamos impérios, mas em que baseamos nossas criações geniais? Na força. Jesus Cristo fundou seu império baseado no amor e até hoje milhões de pessoas morreriam por ele" (citado por Hunter em "Como se tornar um líder servidor", Sextante).

OG MANDINO. Esse famoso autor de autoajuda definiu Jesus Cristo assim, em sua principal obra "O maior vendedor do mundo" (Record): "Tudo o que possuía ele distribuiu com o mundo, incluindo a vida".

STEVEN K. SCOTT. Em "Jesus, o homem mais sábio que já existiu" (Sextante), Scott disse: "Quase todas as pessoas o consideram um líder religioso, o fundador do cristianismo. Outras o veem simplesmente como o maior professor de princípios morais. Algumas conhecem tão pouco os textos e documentos históricos a seu respeito que acham que ele não passa de um mito ou uma lenda. E quase todas avaliam mal a importância que a vida e os ensinamentos de Jesus podem ter para a sua própria vida".

TIM LAHAYE. Autor da famosa série "Deixados para trás", afirmou: "O amor que Jesus demonstrou pelo seu próximo não acabou com sua elevação e honra das mulheres. Desde o começo, Jesus era um defensor dos menos afortunados" ("Jesus", Thomas Nelson Brasil).

TOLSTOI. Esse famoso autor russo, em "Pensamentos para uma vida feliz" (Prestígio Editorial), empregou a seguinte frase, de Herbert Newton, para expressar o que pensava a respeito de Jesus Cristo: "Cristo jamais fundou qualquer igreja, jamais criou qualquer Estado, jamais promulgou uma lei, jamais estabeleceu qualquer governo ou outra autoridade. Ele queria colocar a lei de Deus no coração das pessoas, a fim de torná-las autogovernadas".

E, finalmente, JESUS CRISTO por Ele mesmo: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim" ("Evangelho Segundo João 14.6").

Ciro Sanches Zibordi é Pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Rio de Janeiro
Imagem relacionada
Ele é Jesus Cristo, o Filho de Deus VIVO, através "DELE" nos encontramos a salvação das nossas Almas. O nosso maior amigo de todas as horas. Aquele que nunca desiste de nós e pelas suas pisaduras nós somos sarados, e o seu sangue nos liberta de todos os pecados. Ele sofreu na Cruz do Calvário para que eu e você fossemos salvos, libertos de todo mal. JO/ELI