sábado, 23 de março de 2019

Mãe dá comida na boca de filho de 13 anos com vício extremo em videogames após jogar 48 horas seguidas


Mãe dá comida na boca de filho de 13 anos com vício extremo em videogames após jogar 48 horas seguidas

de Merelyn Cerqueira 0





Um vídeo mostrando uma mãe filipina alimentando uma adolescente de 13 anos, recentemente, tornou-se viral na internet, tendo quase 1 milhão de visualizações na postagem oficial.

A mulher, Lilybeth Marvel, de 37 anos, precisou ir até um cybercafé com um prato de comida para alimentar Carlito, seu filho, que estava jogando por 48 horas seguidas, sem parar nem mesmo para tomar água ou ir ao banheiro.

Lilybeth, que é de Nueva Ecija, nas Filipinas, percebeu que havia algo de errado com Carlito há dois anos, quando ele começou a ficar até tarde em um cybercafé perto de casa. As coisas pioraram com o passar do tempo, ao ponto em que o garoto agora passa o dia inteiro na frente da tela jogando o game “Battle Royale – Rules of Survival”. 


Battle Royale – Rules of Survival – o jogo que Carlito é completamente viciado, ficando dias sem comer e sem tirar os olhos da tela do computador. Foto: Divulgação.

Recentemente, ela foi filmada levando o alimento ao filho que já estava há mais de 48 horas sem comer. “Minha pobre criança… Aqui! Coma!”, disse ela no áudio do vídeo ao chegar perto do filho. “Você tem muito dinheiro. Pode demorar muito para voltar pra casa. Você precisa fazer xixi? Meu Deus, sinto tanta pena do meu filho”, lamentou a mãe.

Ao longo do vídeo, que dura três minutos, o garoto mal reconhece a presença da mãe. Sem olhar para ela, mantém os olhos na tela enquanto mastiga a comida que coloca em sua boca.

O vídeo reacendeu um debate sobre o vício em videogame e como os pais lidam com isso. Enquanto alguns usuários sentiam pena da mulher, a maioria a culpava por permitir o comportamento do filho, uma vez que não o levou para casa.



Depois que a filmagem se tornou viral, Lilybeth usou a internet para explicar que ela e o marido já haviam tentado uma abordagem mais dura e severa no começo, proibindo Carlito de sair para jogar. O garoto, no entanto, sempre encontrava maneiras de fugir, pulando a janela e saindo escondido. Agora, os pais então tentando fazer as coisas diferentes.

“Eu costumava apenas reclamar sobre seus jogos online. Mas isso não funcionou. Então, estou tentando uma abordagem diferente“, disse Lilybeth. “Eu tento fazê-lo sentir que o que quer que esteja acontecendo em sua vida, eu sou sua mãe que o ama e cuida dele”.

Os pais precisaram tirar Carlito da escola, uma vez que costumava faltar escondido e não frequentava as aulas, tudo isso para ficar jogando. Eles disseram estar tentando administrar o vício, mas admitiram ser muito difícil e até pediram ajuda online por não saberem o que fazer.

O que é o vício em videogames?

Durante a reunião da 11º Classificação Internacional de Doenças (CID), a condição “Distúrbio de Games” foi incluída oficialmente como uma doença mental. Segundo classificações médicas atuais, é um problema de vício tão grave que a pessoa prefere fazer qualquer outra coisa do que sair de perto do videogame, se afastamento ou perdendo interesse por coisas corriqueiras da vida – até mesmo se alimentar, como neste caso.

Em alguns países já existe até clínicas de internação, não somente para viciados em games, mas também para pessoas com distúrbios de vício e compulsão pela internet – necessitando de auxílio medicamentoso, terapia e acompanhando de um psiquiatra. Veja o vídeo abaixo:

sexta-feira, 22 de março de 2019

ÁCIDO FÓLICO ENGORDA? para que serve, benefícios e contraindicação.





Ácido fólico engorda? O Ácido Fólico é uma vitamina B9 ou folato solúvel em água que deve ser ingerido com frequência para que o corpo possa armazenar as vitaminas solúveis em gordura, tão importantes para transformar os alimentos em energia. Não existem evidências que ao ingerir o Ácido Fólico em forma de comprimidos, possa auxiliar no aumento de peso. Além do complemento vitamínico em cápsulas ainda podemos encontrar a vitamina em grãos de feijão, vegetais verdes, frutas, ervilhas e castanhas.
Quais são os 5 nutrientes importantes para a saúde da mulher
TROMBOSE – aumenta com o uso de anticoncepcionais?
O que é o Ácido Fólico?



O Ácido Fólico também é conhecido como folato ou vitamina B9, sendo um nutriente muito importante para o bom funcionamento do organismo, ajuda na divisão celular e na formação de células de sangue na medula óssea, previne o surgimento de doenças neuropsicológicas e protege o coração. Pode ser encontrado na forma de suplementos vitamínicos e alimentos fortificados. A sua forma natural é encontrada em legumes, carnes, aves, feijões, frutas e alimentos lácteos, mas também pode ser consumido em forma de cápsulas onde há uma alta concentração do Ácido Fólico. Lembrando que a vitamina age diretamente na formação do tubo neural do feto, daí a importância de consumir o Ácido Fólico para quem deseja engravidar.

Qual o benefício do Ácido Fólico?

O Ácido Fólico é essencial para que o corpo absorva todas as proteínas ingeridas e ajuda ainda a formar células vermelhas no sangue, auxiliando para que todos os tecidos funcionem corretamente. As mulheres gravidas e aquelas que pretendem engravidar devem ingerir as cápsulas do mesmo, para prevenir a má formação do feto. A vitamina também é indicada para as crianças pequenas que estejam com pouco apetite, o seu efeito positivo foi comprovado em pesquisas, pois se notou crescimento maior destas crianças do que aquelas que não ingeriram o Ácido Fólico.
Ácido Fólico engorda?

Segundo pesquisas recentes nos efeitos colaterais do Ácido Fólico não foi comprovado o aumento de peso depois de ingerir os comprimidos. As causas do aumento de peso podem estar associadas a outros problemas de saúde como, por exemplo, as disfunções da tireoide ou ainda medicamentos usados para o controle de natalidade e esteroides. O Ácido Fólico também aumenta o apetite e quando aumentamos a quantidade de alimentos à balança poderá sofrer um pequeno aumento, neste caso fica claro que não é a vitamina em si que engorda, mas efeitos secundários que devem ser relatados ao seu médico para que ele possa identificar o porquê do problema.


Para quem é contra indicado o uso do Ácido Fólico?

O Ácido Fólico é contraindicado para os pacientes que demonstram algum tipo intolerância a sua composição química. Não é recomendado para pessoas que possuem gastrite atrófica, neuropatia ótica hereditária de LEBER, baixas concentrações de potássio no sangue ou que tenham feito cirurgia do estômago. Ainda é contraindicada para pessoas idosas, mas se for necessário o seu uso, um teste de absorção de cobalamina antes de iniciar o tratamento poderá auxiliar. O Ácido Fólico não deve ser administrado em casos onde o paciente esteja com uma doença maligna, devido à ausência de folato no sangue.

quinta-feira, 21 de março de 2019

7 MOMENTOS em que as estrelas de Hollywood investiram muito, muito errado.


Entre as celebridades hollywoodianas, para quem “um milhão e quarenta e dois mil reais” é troco de pão, muitas vezes o tiro sai pela culatra.

Mesmo com uma soma extraordinária em suas contas bancárias, nem sempre elas acertam os investimentos e, algumas vezes, saem falidas da empreitada.

Confira abaixo 7 momentos que atores, atrizes e diretores acabaram jogando muito dinheiro fora!
1
Nicolas Cage



Getty Images

Não é de hoje que o ator é gastador compulsivo. Sem pensar, Cage torra zilhões em carros, casas e objetos excêntricos. Além das dezenas de imóveis que coleciona – incluindo uma mansão de R$ 100 milhões na Califórnia e castelos pela Europa – investiu uma grana (quase R$ 1 milhão) no crânio de um dinossauro. Ao fim, teve de devolver o fóssil à Mongólia, pois se tratava de uma peça roubada. Em meio a tudo isso, o ator teve sérios problemas com o fisco americano e precisou desembolsar mais de R$ 20 milhões em impostos para não ser preso.

2
Kim Basinger


Getty Images

Estrela de Hollywood nos anos 80 e 90, Kim Basinger chegou a investir R$ 80 milhões na compra de um povoado com 500 pessoas no estado da Georgia, nos EUA. Havia expectativa de criar uma atração turística ali, mas a atriz foi à bancarrota logo em seguida. A propriedade foi revendida por um preço bem mais baixo e ela teve de aceitar papeis menores no cinema para pagar as contas.

3
Kardashians


Getty Images

Elas são incrivelmente ricas e populares, mas não estão isentas de prejuízos. Em 2012, inventaram um cartão de crédito chamado Kardashian Kard. A empresa parceira do projeto começou a cobrar taxas exorbitantes dos clientes e isso gerou uma onda de reclamações. Um mês depois, o produto foi retirado do mercado. Na mesma pegada, o irmão do clã, Rob, tentou emplacar uma linha de meias com seu nome e acabou no prejuízo.
4
Natalie Portman



Getty Images

Em 2008 a atriz tentou emplacar uma marca que fazia sapatos “sem crueldade” – não usavam couro ou qualquer outro produto de origem animal. Hoje, 11 anos mais tarde, é algo comum de se ver, mas na época Natalie acumulou prejuízo e teve de fechar a empresa.
5
Woody Harrelson


Getty Images

Em 1997, o ator teve uma ideia bizarra: abrir um bar que servia oxigênio saborizado aos clientes. Na época, eles pagavam 13 dólares (quase R$ 50) por um shot de ar. Claro que o negócio foi pelos ares rapidamente.

6
Johnny Depp


Getty Images

Estima-se que o ator tenha acumulado um patrimônio de 650 milhões de dólares, mas torrou boa parte disso com futilidades. Por exemplo, gastava R$ 30 mil dólares por mês em vinhos, tinha 40 funcionários em tempo integral e um iate de 10 milhões. Segundo Depp, a bancarrota foi causada por seu administrador financeiro.

7
Steven Spielberg


Getty Images

Nos anos 90, o diretor resolveu investir no mercado gastronômico. Criou um restaurante chamado Dive num dos bairros mais caros de Los Angeles, com toda pompa possível – havia, inclusive, um submarino verdadeiro na entrada. O negócio afundou e Spielberg vendeu o tal submarino por seis dólares.

segunda-feira, 18 de março de 2019

GRIPE, mata 900 pessoas em média por ano no país.



‘Gripe parece bobagem, mas mata 900 por ano no país’, diz especialista
Deborah Giannini, do R7


Mais de 1 milhão de novas vacinas contra a gripe foram enviadas ao AmazonasRovena Rosa/Agência Bras

‘Muitos acham que a gripe é bobagem, mas ela mata em média 900 pessoas por ano no país", afirma a pediatra Isabella Ballalai, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

No ano passado, foram 1.381 mortes, sendo 55% de pessoas acima de 60 anos, faixa etária dentro do grupo com direito à vacina da gripe pelo SUS.

"O vírus influenza é imprevisível, por essa razão, insistimos na vacinação anual como forma de prevenção. Não há como saber qual será sua intensidade na temporada", explica a médica.

No Amazonas, a campanha de vacinação contra a gripe foi antecipada em cerca de um mês, tendo início nesta segunda-feira (18), devido a um surto do vírus H1N1. Até o momento houve 586 casos de gripe, sendo 26 mortes por H1N1, segundo a Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas.



Saiba mais: OMS prevê epidemia global de gripe e lança estratégia de prevenção.

"Não há motivo para pânico nem correria", afirmou o governador Wilson Lima, por meio de nota. "Há vacina em quantidade suficiente para pessoas que fazem parte do grupo de risco. Agora, o fato de a vacina chegar, não significa que a gente tenha que deixar de lado os cuidados. Então, lavem as mãos, usem álcool em gel, evitem lugares onde há grandes aglomerações que, assim, a gente vai conseguir efetivamente combater o H1N1”.

O Ministério da Saúde anunciou na última sexta-feira (15) que 1 milhão de vacinas, já desta campanha, serão enviadas ao Amazonas. As clínicas privadas ainda não dispõem das vacinas desta temporada, de acordo com Isabella.

H1N1 não é 'importado' da Venezuela

Diferentemente do sarampo, que também provoca surto no Amazonas, o vírus influenza nada tem a ver com a imigração de venezuelanos. "A região Norte tem a sazonalidade da gripe mais precoce em relação às outras regiões. Esta é a época do infuenza no Amazonas, por causa da condição climática. É a estação de chuvas, que corresponde ao inverno. Mas o que surpreende é o maior número de mortes do que costuma ocorrer", afirma.

Embora a circulação do vírus na região nesta época seja esperada, a causa do surto é desconhecida. "Não dá para saber. O que se sabe é que preciso estar preparado, com a vacina", orienta. Ela explica que não há risco de disseminação do vírus para as demais regiões já que se trata de uma circulação prevista.

Segundo a médica, existe uma discussão sobre qual seria o mês ideal para início da campanha de vacinação no país, que ocorre em abril. O ideal, segundo a especialista, é que, quando o vírus começasse a circular, todos já estivessem imunizados com a vacina.

"A OMS define em setembro qual serão as cepas utilizadas na vacina no hemisfério Sul. A vacina será direcionada aos vírus que irão circular. Mas, para fazer uma vacina, é preciso pelo menos seis meses", afirma.

Produzida pelo Instituto Butantan, a vacina imuniza contra três tipos de vírus predominantes no Brasil: influenza A (H1N1e H3N2) e um tipo de influenza B.

A vacina contra a gripe é eficaz? A eficácia da vacina contra a gripe depende de diversos fatores, mas a média é de 70% de eficácia, variando de 80% em crianças a 40% em pessoas com alguma enfermidade. É importante destacar que existe a possibilidade de as cepas do vírus circulantes em determinado país não coincidirem completamente com a vacina oferecida e os índices de eficácia caírem. Por isso, o ideal é receber a vacina quadrivalente, que é mais abrangente - contém uma cepa B a mais que a trivalente

Isabella destaca que o H1N1 se mantém importante no país, dividindo a prevalência com o H3N2. "Cerca de 76% das mortes por gripe são de pessoas dentro do grupo de risco, como idosos, gestantes, diabéticos e cardíacos. Ou seja, os outros 24% são pessoas sem risco para gripe. Na maioria das vezes, a gripe é assintomática, mas 10% vão adoecer", diz.

Derretimento de geleira revela paisagem oculta durante 40 mil anos no Canadá.




Derretimento de geleira revela paisagem oculta durante 40 mil anos no Canadá.


O derretimento de uma geleira na ilha canadense de Baffin deu lugar a uma paisagem que se manteve oculta sob o gelo durante aproximadamente 40 mil anos. Os pesquisadores da Universidade do Colorado em Boulder, Estados Unidos, conseguiram determinar por quanto tempo o local ficou encoberto pela superfície gelada após analisarem 48 amostras de plantas em 30 pontos diferentes, todos eles ao redor da região que aflorou após o degelo. 

Imagem relacionada

De acordo com os os pesquisadores, a região pode estar passando pelo seu século mais quente em 115 mil anos. Trata-se de mais uma evidência das aceleradas mudanças climáticas pelas quais passa a Terra. "O Ártico está atualmente aquecendo de duas a três vezes mais rápido que o resto do globo", disse Simon Pendleton, encarregado pelo estudo.
Baffin é a quinta maior ilha do mundo. O local apresenta fiordes profundos, separados por planaltos de alta elevação e baixo relevo. Uma camada fina de gelo atua como uma espécie de isolante térmico natural, preservando musgos e liquens durante milênios.

A pesquisa concluiu ainda que todo o gelo da região de Baffin pode desaparecer nos próximos séculos. "A magnitude do aquecimento é tão alta que tudo está derretendo", afirmou Pendleton.

Resultado de imagem para Derretimento de geleira revela paisagem oculta durante 40 mil anos no Canadá fotos

De acordo com ele, os cientistas nunca haviam observado esse fenômeno acontecer de forma tão radical.

Fonte: Live Science e Universidade do Colorado em Boulder

Imagem: Universidade do Colorado em Boulder/Reprodução