sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Norman Collins; CONTESTADO, ADMIRADO, IGNORADO, INICIOU UMA TRAJETÓRIA QUE RENDEU SUCESSO A MUITOS QUE HOJE EXECUTAM ESTA PROFISSÃO.



A história do primeiro tatuador profissional do mundo, que abriu seu estúdio nos anos 20 no Havai

por: Redação Hypeness

É impossível gostar de tatuagem e não saber quem é Norman Collins, também conhecido como Sailor Jerry. Nos anos 20, quando as tattoos ainda eram feitas de forma arcaica e os tatuados eram marinheiros ou prisioneiros, este homem profissionalizou a tatuagem e foi o primeiro a abrir um estúdio voltado para essa art

Nascido em 1911, Norman Collins passou sua infância e adolescência pegando carona em trens de carga e andando pelos trilhos do oeste norte-americano. Foi nesse período que teve seu primeiro contato com a tatuagem, após conhecer um homem chamado Big Mike. Vindo do Alaska, ele dominava a técnica de tatuagem e ensinou ao garoto. Ponto a ponto, sem stencil e com agulha comum, Collins criou seus primeiros desenhos na pele e começou a levar a sério a arte da tattoo. “Se você não tem culhões para ter uma tattoo, não faça uma. Mas não fique criando desculpas para si mesmo ao falar mal de quem tem“, escreveu certa vez em um bilhete.

Em suas andanças, Collins chegou a Chicago, onde teve a chance de conhecer Gib ‘Tatts’ Thomas, que o ensinou a tatuar usando a máquina. O garoto treinava a arte em andarilhos e em pessoas alcoolizadas que ficavam nos bares da cidade. Aos 19 anos, ele se alistou na Marinha dos Estados Unidos, onde descobriu sua segunda paixão: o mar. Os temas náuticos, aliás, bem como garrafas de bebida, dados, pin-ups e armas, estão presentes em muitos de seus desenhos.




Durante suas viagens pela Marinha, Collins pode conhecer um pouco mais sobre a arte da tatuagem diretamente na Ásia, onde fez contato com mestres com que se corresponderia por anos. Em 1930, Collins, já conhecido como Sailor Jerry. decidiu ficar no Havaí, onde abriu o primeiro estúdio profissional de tatuagem que se tem notícia.

Em seu estúdio, ele tatuava muitos dos marinheiros que partiram para a Segunda Guerra Mundial e queriam levar consigo uma lembrança da América. A prática o levou a aperfeiçoar seu trabalho, criando novos pigmentos e técnicas para tatuar.



Sailor Jerry faleceu em 1973 e deixou seu legado na mão de dois de seus aprendizes: Ed Hardy e Mike Malone. O tatuador foi um dos grandes responsáveis por profissionalizar a arte da tatuagem e permitiu que a técnica avançasse para o que temos hoje.

A história de Sailor Jerry foi contada em um documentário chamado “Hori Smoku Sailor Jerry: The life of Norman Collins”, lançado em 2008. Abaixo você confere o trailer:


























AS ABELHAS FORAM ELEITAS OS SERES VIVOS mais importantes do mundo.


A ciência já descobriu que as abelhas podem estar viciadas em agrotóxicos. Os pesticidas causam a morte das produtoras de mel e seu desaparecimento pode acabar com a humanidade. Graças a isso, não foi uma grande surpresa quando, há 10 anos, o Royal Geographical Society de Londres declarou as abelhas como seres vivos insubstituíveis.
O anúncio fez parte de uma competição denominada Earthwatch, cuja final foi entre as abelhas e os plânctons. Durante a apresentação, cientistas apresentavam argumentos para defender cada uma das espécies e as pessoas presentes deveriam votar em qual ser elas consideravam mais importante.



Abelha sobrevoando flores

As abelhas foram defendidas pelo Dr. George McGavin. Ele explicou ao público que 250 mil espécies de flores dependem das abelhas para se reproduzir. Além disso, muitas frutas e vegetais também ganham uma ajudinha delas, que tem impacto em cerca de 90% da produção de alimentos no mundo.


Sua importância é tanta que a cidade de Curitiba está espalhando abelhas sem ferrão em seus parques, como uma forma de disseminar árvores nativas. Na Suécia, foi erguido até mesmo um monumento para celebrar nossas amigas voadoras.



Uma colmeia na região da caatinga, Bahia
O mel é um alimento rico em vitaminas e minerais, excelente para a saúde e ainda por cima muito saboroso



E se há uma ocasião apropriada para aproveitar todas essas vantagens é o Dia Nacional do Mel, celebrado em todo 17 de março. Oportunidade também para agradecer às grandes responsáveis por essa maravilha: as abelhas. A espécie mais associada à produção de mel é a Apis melifera, oriunda da Europa e por isso chamada também de abelha-europeia. Mas ela não é a única — a maioria das espécies no Brasil, por exemplo, são híbridas do tipo europeu com abelhas africanas



As propriedades do mel dependem do tipo de flor usado pelas abelhas. O mel feito com a florada de laranjeira é indicado para a insônia, o de eucalipto fortalece o sistema respiratório e o de flores do campo ajuda nas funções intestinais.



O que você está esperando?