sábado, 26 de novembro de 2011

Mulher obesa faz dieta maluca, fica anoréxica e quase morre...




Mulher obesa faz dieta maluca, fica anoréxica e 


quase morre...

Alice pesava mais de 120 quilos e passou a ter 44 quilos Foto: Reprodução



Atormentada por estar muito obesa, uma mulher inglesa decidiu fazer um regime extremo por conta própria, virou anoréxica e quase morreu. De acordo com informações do site do jornal “The Sun”, Alice Vinall pesava 120,5 quilos quando começou a fazer exercícios pesados e passou a comer apenas uma refeição por dia. Esquelética - o peso caiu para 44,5 quilos -, a jovem ficou com o organismo muito debilitado e chegou até a desmaiar.
Alice foi internada numa clínica especializada em distúrbios alimentares, onde durante 18 meses passou por uma dieta especial até atingir cerca de 70 quilos.
- Ser gorda quase me matou. Quando saí da clínica, quebrei a balança do banheiro com um martelo. Agora estou feliz por estar viva - disse a jovem, de 25 anos.


Alice agora tem cerca de 79 quilos


terça-feira, 22 de novembro de 2011

O dia que Albert Einstein tanto temia finalmente chegou!



Colaboração do Querido Pastor;
Ladislau Rodrigues de Jesus compartilhou a foto de ADO.
Recordar é bom!

Criando sêres individualistas...
  • João Eli Cassab Infelizmente e muito triste... “O dia que Albert Einstein tanto temia finalmente chegou!”. A frase atribuída ao físico alemão diz: “Temo o dia em que a tecnologia irá superar nossa interação humana. O mundo terá uma geração de idiotas”. Perdoe-me querido Pastor e amigo. Duro mas verdadeiro, se não repensarmos alguns pontos a tecnologia, a internet nos fará cada vez mais individualistas e isto nos afastará mais de todos os convívios tão saudáveis como a família, a igreja, a interatividade tão importantes para nossa felicidade, para nossa salvação, para nosso equilíbrio!









O medo de Albert Einstein


Carolina Huertas é analista de Marketing do Grupo Binário
Carolina Huertas é analista de Marketing do Grupo Binário
Na última semana, recebi um e-mail interessante do meu pai. O assunto era: “O dia que Albert Einstein tanto temia finalmente chegou!”. A frase atribuída ao físico alemão diz: “Temo o dia em que a tecnologia irá superar nossa interação humana. O mundo terá uma geração de idiotas”.
À beira dos 68 anos, meu pai sempre atuou na área de tecnologia e acompanhou de perto a transição do analógico para o digital, processo que provocou uma revolução na vida humana e representa uma grande quebra de paradigmas. Meu pai decidiu encarar o novo e o desconhecido e aprendeu sobre as novas tecnologias. Mesmo aposentado, ele continua no mundo digital e já dá os primeiros passos no Facebook. Já minha mãe ainda não se entregou à tecnologia, preferindo as fotografias analógicas, por exemplo, e apenas engatinhando no uso dos computadores. O fato é que o mundo mudou e a tecnologia veio para ficar. Além disso, não precisamos mais ficar presos a um desktop ou notebook – temos na palma das nossas mãos a mobilidade dos smartphones e dos tablets!
Porém, essa liberdade móvel trouxe um afastamento humano, principalmente para essa nova geração, nascida do meio para o final da década de 1990. Eles já nasceram no novo contexto tecnológico e não conheceram o universo analógico. Posso me usar como exemplo, de quem nasceu e cresceu num bairro da zona Sul de São Paulo. Aos domingos, fechávamos a rua para brincar com rede de vôlei, andar de bicicleta, esconde-esconde… Não existia internet, celular, tablets. As crianças e os pais se juntavam e interagiam. Havia boas conversas, mais “bom dias” e “obrigadas”. Havia mais contato humano – o bom e velho aperto de mão e olho-no-olho. Hoje, quando estou no metrô me assusto com as cabeças baixas e os dedos teclando. A porta do vagão se abre e as pessoas mal olham para frente.
Obviamente, não sou contra a tecnologia! Meu receio é a forma como ela é usada, principalmente pelas crianças, adolescentes e jovem, que fazem da internet um vício. A web funciona como uma excelente ferramenta de trabalho, gerando milhões e milhões ao redor do mundo, mas não deve ser utilizada sem medidas.
Feche os olhos e imagine algumas cenas: um dia na praia; a torcida pelo seu time de coração; um jantar com amigos; um compromisso íntimo; a conversa com sua melhor amiga; uma visita ao museu; um passeio numa bela paisagem; qualquer coisa – lá estamos nós teclando! Não que isso seja ruim, mas não pode ser tudo. Desligue o celular no cinema e aproveite o filme. Não fique ansioso pelos créditos para checar suas notificações do Facebook. Enviar parabéns pelas redes sociais? Pegue o telefone e ouça a voz da pessoa querida!
O relacionamento humano, o bom papo, o abraço e as brincadeiras não devem ser substituídos pela tecnologia. Ela deveria servir para agregar, e não para afastar as pessoas e deixá-las acomodadas. É como a crítica feita pelo filme WALL-E, uma animação da Pixar Animation Studios. Será esse o destino da humanidade? Afinal, até o robozinho precisa de companhia.
De volta ao receio de Einstein citado no início do texto, ainda tenho fé de que a interação humana jamais será superada pela tecnológica, mas só depende de nós!





O trem-bala mais veloz do mundo!



O trem-bala mais veloz do mundo

Maglev de Xangai já atingiu velocidade acima de 500 km/h.
Trecho de 30 km até aeroporto é percorrido em até 7min20s.





Desde 2004, a China é dona do trem mais veloz do planeta em operação comercial. Em Xangai, a ligação do bairro de Pudong até um dos aeroportos da cidade é feita por meio do Maglev, que percorre 30 km em 7min20s durante alguns horários do dia.




 (No vídeo ao lado, veja o passeio feito pelo repórter do G1 no trem-bala.)

"Maglev" é uma abreviação em inglês de "levitação magnética": em vez de rodas, o trem se move por meio de ímas que o fazem flutuar sobre a pista.


A velocidade máxima registrada durante a fase de testes do sistema foi de 501 km/h. Em operação comercial, o Maglev de Shanghai chega a 431 km/h em duas faixas de horário do dia, das 9h às 10h45 e das 13h às 16h45. Não há, no mundo, linha em operação com velocidade máxima maior.

Trem de alta velocidade liga Shanghai a aeroporto com velocidade máxima de 431 km/h (Foto: Leopoldo Godoy/G1)Fora dessas faixas, como quando o repórter doG1 andou no trem, a viagem é feita a no máximo 301 km/h. Ainda é mais do que boa parte das linhas do TGV, na França, e do Shinkansen, no Japão.



Trem de alta velocidade liga Xangai a aeroporto com velocidade máxima de 431 km/h
 

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Obs: Só leia se tiver tempo para DEUS...


Obs: Só leia se tiver tempo para DEUS'

Quando Deus tira algo de seu alcance, tipo suas horas extras. Ele não está
punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor.
Concentre-se nesta frase ... "A vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a
Graça de Deus não irá protegê-lo." Alguma coisa boa vai acontecer com
você hoje, algo que você tem esperado ouvir... Acredite e ore com vontade!!!
Apenas 27 palavras. Deus, nosso Pai, CAMINHE pela minha casa e leve
embora todas as minhas preocupações e doenças, e POR FAVOR, vigia e cura
a minha família em nome de Jesus... AMEM Esta oração é muito poderosa. 
Agora Creia e descanse ... Depois me conta sua vitória Ta? Eu espero ... Verdade! Jo /ELI