quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Fonte que traz felicidade, Fruto do Espírito: ALEGRIA .

“alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos” Filipenses 4.4


-Introdução: A alegria é uma característica do Fruto do Espírito Santo em nossas vidas (Gálatas 5.22). Somente através de uma vida com Deus conseguimos desfrutar a verdadeira alegria. As alegrias do mundo são passageiras, mas quem serve a Deus “o seu prazer está na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite” (Salmos 1.2).

Resultado de imagem para alegria fotos

A nossa fonte de alegria é espiritual e não carnal.
A carta de Paulo aos Filipenses fala dez vezes de alegria, podendo ser chamada de uma ‘carta da alegria’. Porém, o contexto em que esta carta foi escrita não era de aparente alegria. Paulo estava preso ao escrever a carta (Filipenses 1.13 e 17) e o povo estava passando necessidades e perseguições (Filipenses 4.14-19). Mesmo assim Paulo ensina a buscarem alegria no Senhor.
Como viver em alegria diante das dificuldades?

Imagem relacionada

Vamos refletir alguns motivos que precisamos desfrutar da alegria do Espírito Santo baseado no texto de Filipenses:
1- Oração produz Alegria:
Filipenses 1.4 “fazendo sempre, com alegria, súplicas por todos vós, em todas as minhas orações”.
A primeira vez que a palavra alegria surge no texto de Filipenses, está relacionada à vida de oração. Isso nos ensina que a verdadeira alegria provém de uma vida espiritual através de um relacionamento com Deus.
Quando Moisés esteve em oração no monte Sinai, ao descer “o seu rosto resplendecia” (Êxodo 34.29,30), pois estivera diante da Glória de Deus. Quando saímos de um momento a sós com Deus em oração, a presença de sua glória nos acompanha e nos alegra.

Imagem relacionada

Cultive alegria em oração!
2- Comunhão gera Alegria:
Filipenses 2.2 “completai a minha alegria, de modo que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de alma, tendo o mesmo sentimento”.
A segunda vez que Paulo usa a Palavra alegria na carta aos Filipenses, está incentivando os irmãos a viverem em comunhão uns com os outros. Se não houver comunhão entre as pessoas, o ambiente não é alegre, mas tenso e cheio de confusões.
Quando estamos em um lugar ou entre pessoas que vivem em comunhão, a bênção de Deus é garantida (Salmos 133.3), mas sem comunhão entre os irmãos, nem a nossa oração é respondida, pois a própria presença de Jesus está condiciona à nossa comunhão uns com os outros (Mateus 18.19,20).

Imagem relacionada

Cultive alegria vivendo em comunhão!
3- Dedicação produz Alegria:
Filipenses 2.17,18 “Entretanto, mesmo que seja eu oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, alegro-me e, com todos vós, me congratulo. Assim, vós também, pela mesma razão, alegrai-vos e congratulai-vos comigo”.
A terceira vez que a palavra alegria surge no texto aos Filipenses, Paulo ensina sobre a dedicação à obra de Deus. Mesmo preso, Paulo se alegrava em poder servir a Deus e ajudar à Igreja com seus ensinamentos.
Quando fazemos algo na obra de Deus devemos realizar pensando no Senhor e não somente nas pessoas (Colossenses 3.23), embora também devêssemos servir as pessoas como Jesus ensinou (Lucas 3.11). Precisamos “servi ao Senhor com alegria” (Salmos 100.2).
Cultive alegria se dedicando à obra de Deus!
4- Fazer o Bem traz Alegria:
Filipenses 2.28,29 “Por isso, tanto mais me apresso em mandá-lo, para que, vendo-o novamente, vos alegreis, e eu tenha menos tristeza. Recebei-o, pois, no Senhor, com toda a alegria, e honrai sempre a homens como esse”.
A quarta vez que Paulo fala aos Filipos sobre alegria ensina sobre fazer o bem ao próximo. As nossas boas ações devem ser realizadas com alegria “quem exerce misericórdia, com alegria” (Romanos 12.1) como, por exemplo, as doações, “porque Deus ama a quem dá com alegria” (II Coríntios 9.7).
Mais tarde os Filipenses comprovaram este ensinamento:
Filipenses 4.10 “alegrei-me, sobremaneira, no Senhor porque, agora, uma vez mais, renovastes a meu favor o vosso cuidado; o qual também já tínheis antes, mas vos faltava oportunidade”.

Imagem relacionada


A Igreja de Filipos ajudou o apóstolo Paulo em suas necessidades, mostrando que aprendeu a lição (Filipenses 4.9-19). Ajudaram o apóstolo e outros irmãos necessitados.
Existem inúmeras formas de fazer o bem. Uma delas é transmitir alegria às pessoas. Um sorriso, um abraço, um aperto de mão ou uma palavra amiga podem curar vidas.
Cultive alegria fazendo o bem ao próximo!
5- Confiança em Deus gera Alegria:
Filipenses 3.1 “Quanto ao mais, irmãos meus, alegrai-vos no Senhor. A mim, não me desgosta e é segurança para vós outros que eu escreva as mesmas coisas”.
Paulo se justifica com a igreja sobre o motivo de falar tanto em alegria

Imagem relacionada

. O motivo de sua repetição era ensinar sobre ser alegre na presença de Deus. Queria ter a certeza de que os irmãos não estariam tristes por sua situação de prisão devido à perseguição que enfrentavam.
Devemos ter esta confiança permanente e insistir em buscar a alegria que vem de Deus. Não existe alegria fora da presença do Senhor, mas com Jesus somos cheios da alegria do Espírito Santo (I Tessalonicenses 1.6).
Confiar em Deus significa ter fé. Quem duvida fica amedrontado pela incerteza, mas quem tem fé está convicto na bênção do Senhor (Hebreus 11.1). Através da semente da Palavra de Deus (Lucas 8.11) podemos cultivar o fruto da alegria gerando fé e confiança em nossos corações (Romanos 10.17).
Cultive alegria através da confiança em Deus!
Alegre-se no Senhor!
-CONCLUSÃO:
Filipenses 4.1 “Portanto, meus irmãos, amados e mui saudosos, minha alegria e coroa, sim, amados, permanecei, deste modo, firmes no Senhor”.
A igreja dos Filipenses era motivo de alegria para o apóstolo Paulo. Sua fonte de alegria sempre esteve no Senhor. Uma pessoa triste fica fraca, mas quem tem alegria se fortalece a cada dia por que “a alegria do Senhor é a nossa força” (Neemias 8.10). Como uma bateria que precisa se recarregar, também precisamos renovar a nossa alegria em Deus sempre.
Deus é a nossa maior alegria!

Resultado de imagem para alegria fotos





















Os primeiros britânicos eram negros de olhos azuis, revela pesquisa.

Os primeiros britânicos eram negros de olhos azuis, revela pesquisa.



“É muito surpreendente que um britânico há 10 mil anos atrás pudesse ter olhos muito azuis e pele muito escura”, disse um dos cientistas do Museu de História Natural
Loiros e de pele clara? Nada disso. De acordo com uma análise de amostras de DNA coletadas por cientistas de Londres, na Inglaterra, o primeiro britânico moderno que se tem conhecimento era negro, de cabelos escuros e olhos azuis.

A recente descoberta foi feita a partir de restos de um indivíduo que viveu há 10 mil anos, o “Homem Cheddar”, como era conhecido. Em 1903, seu esqueleto foi encontrado em uma caverna no sudoeste da Inglaterra e desde então ele tem sido objeto de estudos de pesquisadores do Museu de História Natural de Londres e da Universidade de Londres.
Os cientistas perfuraram dois milímetros do esqueleto do Homem Cheddar e extraíram o pó do osso para realizar análises. Foi assim que eles conseguiram “reconstruir” o DNA do indivíduo e descobrir que, na verdade, o primata não era banco e de olhos castanhos como se pensava anteriormente; pelo contrário, o Homem Cheddar era negro e de olhos azuis.
Como forma de representação da descoberta, os pesquisadores encomendaram um busto 3D do pioneiro.
“É muito surpreendente que um britânico há 10 mil anos atrás pudesse ter olhos muito azuis e pele muito escura”, disse um dos cientistas do Museu de História Natural.
Essa descoberta levou os pesquisadores a sugerirem que a pigmentação de pele mais clara que surgiu nos povos do norte europeu é muito mais recente do que se imaginava.
Os cientistas também revelaram que a tribo do Homem Cheddar migrou para a Inglaterra no final da última Era do Gelo e seu DNA tem traços semelhantes aos dos indivíduos encontrados recentemente na Espanha, Hungria e Luxemburgo.

Todas essas descobertas só foram possíveis devido à preservação dos restos do Homem Cheddar. A caverna em que ele foi encontrado garantiu que seu DNA permanecesse a salvo.

FOTO: DIVULGAÇÃO

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Senhor, em 2018, ensina-me a valorizar cada progresso. Que eu me permita viver minhas conquistas!

Senhor ensina-me a valorizar cada progresso, por menor que seja, faz-me viver o presente e valorizá-lo de forma que nada mais importe, afinal, o futuro ao Senhor pertence!

Resultado de imagem para Senhor preciso de ti fotos
Por que somos tão ambiciosos? Por que não nos damos a chance de saborear as nossas conquistas, por menores que sejam e já vamos logo pensando no que vem depois?
Estamos em uma luta constante, é como se precisássemos matar um leão por dia para nos sentir vivos, fortes e poderosos! Por que? Para que?

Deus, dá-me a sabedoria para enxergar a minha plenitude! Dá-me o discernimento de compreender o meu lugar, após todos os percalços, todo recomeço e todas as bênçãos recebidas!
Senhor ensina-me a valorizar cada progresso, por menor que seja, faz-me viver o presente e valorizá-lo de forma que nada mais importe, afinal, o futuro a ti pertence!
Somos seres humanos, no momento da dor, desespero e aflição, valorizamos tudo, passamos a enxergar coisas até então ocultas. Subitamente tudo se torna claro, transparente como água!


Imagem relacionada

Mudamos, a transformação acontece de dentro para fora. Mas depois, passado algum tempo, tudo está bem, nós nos recuperamos e, então, eis que temos que arrumar algo com o que nos preocupar, enxergamos problemas onde não existem, vemos coisas pequenas maiores do que realmente são, e tudo por quê? Porque o nosso cérebro não para de trabalhar, se não houver algo suficientemente grande e importante ocupando-o, logo ele trata de se tornar menos ocioso, às vezes com coisas pouco produtivas e até irreais, tudo para se sentir vivo.



Como se sentir vivo então? Ore! Agradeça! Se está pensando bobagens, faça uma oração, funciona sempre muito bem! (Tu orarás a ele e ele te ouvirá – Jó 22:27).


Imagem relacionada