quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Os grandes mestres falam "DELE" JESUS CRISTO!...Afinal, quem foi Jesus Cristo?



Imagem relacionada

Quando andou na terra, Jesus Cristo perguntou a seus discípulos: "Quem dizem os homens ser o Filho do homem?" E seu discípulo Simão Pedro lhe respondeu: "Tu és o Cristo, o Filho de Deus" ("Evangelho Segundo Mateus 16.13"). Essa pergunta do Mestre dos mestres me levou a consultar alguns livros, a fim de descobrir o que eminentes escritores — do passado e do presente — disseram a respeito de Jesus Cristo. Veja o resultado abaixo, em ordem alfabética de autores.

Resultado de imagem para representações de Jesus cristo



AUGUSTO CURY. Em seu best-seller "Nunca desista de seus sonhos" (Sextante), esse renomado escritor asseverou, ao discorrer sobre um dos milagres de Jesus relatado no Novo Testamento: "Jesus Cristo não havia feito nenhum ato sobrenatural, no entanto sua voz tinha o maior de todos os magnetismos porque vendia sonhos. Vender sonhos é uma expressão poética que fala de algo invendável. Ele distribuía um bem que o dinheiro jamais pôde comprar. O Mestre dos mestres assombra os fundamentos da psicologia".

BENTO XVI. Joseph Ratzinger, o papa, declarou: "Se hoje tivéssemos de escolher, teria Jesus de Nazaré, o filho de Maria, o filho do Pai, alguma possibilidade? Será que conhecemos mesmo Jesus? Será que O compreendemos? Não deveríamos hoje, tanto quanto ontem esforçarmo-nos para de novo O conhecer?" ("Jesus de Nazaré", Planeta).

BILLY GRAHAM. Conselheiro de muitos presidentes dos Estados Unidos e considerado o maior evangelista do século XX, declarou o seguinte sobre Jesus Cristo, em "O Segredo da Felicidade" (Bompastor): "Sua pessoa era magnética, suas maneiras eram atrativas, sua voz era compelidora. Todo o seu ser mostrava ser ele um homem de poder incomum. Ele era um consumado mestre, um formidável polemista, um curador compassivo - o mais gentil e mais severo dos homens. Eles [os seus discípulos] nunca tinham ouvido alguém parecido com ele"..

C.S. LEWIS. Um dos autores mais citados por escritores cristãos e não-cristãos, esse pensador afirmou: "Cristo foi o ‘primeiro caso’ do homem novo. Mas é claro que ele é muito mais que isso. Não é simplesmente um homem novo, um espécime da espécie, mas o homem novo. É a origem, o centro e a vida de todos os homens novos. Entrou de livre e espontânea vontade no universo criado, trazendo consigo a zoé, a vida nova”"("Cristianismo Puro e Simples", WMF Martins Fontes).

CALVINO. Em sua obra As pastorais, esse reformador asseverou: "A descrição mais adequada da pessoa de Cristo está contida nas palavras ‘Deus se manifestou em carne.’ Em primeiro lugar, temos aqui uma afirmação distinta de ambas as naturezas, pois o apóstolo declara que Cristo é ao mesmo tempo verdadeiro Deus e verdadeiro homem".

ERNEST RENAN. Esse filósofo e historiador - nome de primeira grandeza na evolução do racionalismo do século XIX, que viveu em Paris, na França - disse: "Desde Sócrates e desde Aristóteles a filosofia e a ciência fizeram progressos enormes. Mas tudo foi construído sobre o alicerce que eles estabeleceram. Da mesma forma, antes de Jesus o pensamento religioso atravessara muitas revoluções; desde Jesus, ele fez grandes conquistas. Contudo, não se saiu nem se sairá da noção essencial que Jesus criou; ele fixou para sempre a maneira como deve ser concebido o culto puro. A religião de Jesus não é limitada" ("Vida de Jesus", Martin Claret).
Imagem relacionada


GEOFFREY BLAINEY. Em "Uma breve história do mundo" (Fundamento), esse historiador e professor da Universidade de Harvard afirmou: "Suas palavras arrastavam multidões. Sua pregação podia ser misteriosa, mas também era sensível e prática; ele contava uma história simples sobre a vida diária, dando a ela um fundo moral e concluía com um apelo a seus ouvintes à beira da estrada para que adotassem seu novo modo de pensar. [...] Jesus demonstrava um profundo sentimento pelos oprimidos: pelos que eram pobres, pelos que eram doentes e pelos que sofriam".

JACQUES DUQUESNE. Em seu livro "Jesus, a verdadeira história" (Semente), disse: "Hoje nenhum historiador sério duvida da existência de Jesus".

JAMES C. HUNTER. Esse famoso guru da liderança disse que Jesus foi o maior líder de todos os tempos: "Nenhuma pessoa com honestidade intelectual pode negar que a vida de Jesus exerceu uma grande influência na história. E ainda exerce até hoje" ("Como se tornar um líder servidor", Sextante).

LAURIE BETH JONES. Escreveu uma obra com o título "Jesus, o maior líder que já existiu" (Sextante) pela qual concorda com James C. Hunter.

MARCELO ROSSI. Em seu livro "Ágape" (Editora Globo), esse padre afirmou: "Jesus é o Bom Pastor. Ele cuida de cada uma de Suas ovelhas. Ele conhece as Suas ovelhas pelo nome, isto é, pela identidade das Suas ovelhas".

MARY W. BAKER. Escreveu a obra cujo título fala por si mesmo: "Jesus, o maior psicólogo que já existiu" (Sextante).

MAX LUCADO. Ao falar sobre a glória de Deus, esse autor, líder no segmento de livros inspirativos, nos Estados Unidos, asseverou: "Moisés pediu para vê-la no Sinai. [...] Quando Ezequiel a viu, teve de reverenciá-la. Ela envolveu os anjos e aterrorizou os pastores enquanto pastoreavam em Belém. Jesus a irradiou" ("Você não está sozinho", Thomas Nelson Brasil).

N.T. WHITE. Questionado pelo famoso ex-ateu Antony Flew acerca da existência de Jesus, esse conhecido bispo, explicador do cristianismo histórico e pesquisador do Novo Testamento em Oxford, respondeu: "no caso de Jesus, todas as evidências apontam firmemente para a existência dessa grandiosa figura nos vinte até trinta anos do primeiro século. E as evidências encaixam-se tão bem no que sabemos do judaísmo naquele período - embora muitas coisas tenham sido anotadas gerações mais tarde -, que penso que poucos historiadores de hoje duvidariam da existência de Jesus" ("Deus existe", Ediouro).

NAPOLEÃO BONAPARTE: "Alexandre, César, Carlos Magno e eu fundamos impérios, mas em que baseamos nossas criações geniais? Na força. Jesus Cristo fundou seu império baseado no amor e até hoje milhões de pessoas morreriam por ele" (citado por Hunter em "Como se tornar um líder servidor", Sextante).

OG MANDINO. Esse famoso autor de autoajuda definiu Jesus Cristo assim, em sua principal obra "O maior vendedor do mundo" (Record): "Tudo o que possuía ele distribuiu com o mundo, incluindo a vida".

STEVEN K. SCOTT. Em "Jesus, o homem mais sábio que já existiu" (Sextante), Scott disse: "Quase todas as pessoas o consideram um líder religioso, o fundador do cristianismo. Outras o veem simplesmente como o maior professor de princípios morais. Algumas conhecem tão pouco os textos e documentos históricos a seu respeito que acham que ele não passa de um mito ou uma lenda. E quase todas avaliam mal a importância que a vida e os ensinamentos de Jesus podem ter para a sua própria vida".

TIM LAHAYE. Autor da famosa série "Deixados para trás", afirmou: "O amor que Jesus demonstrou pelo seu próximo não acabou com sua elevação e honra das mulheres. Desde o começo, Jesus era um defensor dos menos afortunados" ("Jesus", Thomas Nelson Brasil).

TOLSTOI. Esse famoso autor russo, em "Pensamentos para uma vida feliz" (Prestígio Editorial), empregou a seguinte frase, de Herbert Newton, para expressar o que pensava a respeito de Jesus Cristo: "Cristo jamais fundou qualquer igreja, jamais criou qualquer Estado, jamais promulgou uma lei, jamais estabeleceu qualquer governo ou outra autoridade. Ele queria colocar a lei de Deus no coração das pessoas, a fim de torná-las autogovernadas".

E, finalmente, JESUS CRISTO por Ele mesmo: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim" ("Evangelho Segundo João 14.6").

Ciro Sanches Zibordi é Pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Rio de Janeiro
Imagem relacionada
Ele é Jesus Cristo, o Filho de Deus VIVO, através "DELE" nos encontramos a salvação das nossas Almas. O nosso maior amigo de todas as horas. Aquele que nunca desiste de nós e pelas suas pisaduras nós somos sarados, e o seu sangue nos liberta de todos os pecados. Ele sofreu na Cruz do Calvário para que eu e você fossemos salvos, libertos de todo mal. JO/ELI





quarta-feira, 22 de novembro de 2017

TEM MEDO QUANDO TE AMALDIÇOAM? APRENDA E FIQUE SABENDO O QUE É CERTO OU O QUE É ERRADO!



"Pastor, desde criança eu frequentei centro de macumba e meus familiares seguem esta religião até hoje.



No começo de 2015 ouvi falar a respeito de Jesus Cristo e me entreguei completamente a Ele. O problema é que as pessoas da macumba agora me amaldiçoam e dizem que pagarei um alto preço por ter rejeitado os ensinamentos daquelas entidades demoníacas. O que eu faço? Tenho muito medo do diabo me atingir."



R: Muita gente tem me procurado com seguinte preocupação: um cristão pode ser amaldiçoado? Deus permite que a maldição atinja o crente através de macumba? Boa parte dessas pessoas tem essa dúvida porque, no passado, se envolveram com algum tipo de magia negra ou bruxaria e, por terem abandonado essa prática, receberam palavras de maldição. Vamos ver o que a Bíblia fala a esse respeito:

"Como o pardal que voa em fuga, e a andorinha que esvoaça veloz, assim a maldição sem motivo justo não pega." (Provérbios 26:2).

Isso quer dizer que a maldição sem motivo não tem nenhum efeito sobre a vida do verdadeiro crente, porque agora ele vive na luz, na obediência à Palavra de Deus. O Senhor é soberano e nada nem ninguém tem o poder de amaldiçoar um filho dEle, nem mesmo os piores macumbeiros. A feitiçaria, inclusive, é considerada uma abominação ao Senhor, assim como a bruxaria, adivinhações, cartomantes, consulta aos médiuns e aos mortos, etc.



O crente, independente de seu passado, nasceu de novo espiritualmente e se tornou uma nova pessoa quando recebeu Jesus como seu único Senhor e Salvador (Leia 2 Coríntios 5:17). Com isso está na constante presença do Espírito Santo, que vive nele e o protege, então não deve se preocupar com nenhum servo de Satanás tentando fazer macumba contra ele, porque "maior é o que está em nós do que o que está no mundo" (1 João 4:4).



Jesus já venceu todo o mal quando morreu e ressuscitou, por isso somos livres para adorar ao Senhor sem medo. Está escrito: "O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor? O Senhor é o meu forte refúgio; de quem terei medo? Quando homens maus avançarem contra mim para destruir-me, eles, meus inimigos e meus adversários, é que tropeçarão e cairão" (Salmos 27:1,2) .

Jesus também nos deu autoridade para expulsar o mal, e tudo o que ligarmos ou desligarmos aqui na terra será ligado ou desligado nos céus (Mateus 16:19), então nós temos o poder para desligar toda maldição contra nós e ligar as bênçãos da Palavra de Deus. E quando alguém disser algo para te amaldiçoar, tenha ousadia e declare em seguida uma palavra de vitória e diga a essa pessoa que o sangue de Jesus te lavou. Também não perca a oportunidade de abençoar. Use a autoridade que há em Cristo para abençoar e quebrar maldições!



E lembre-se: em momentos de lutas e sofrimento, onde sua vida parece "andar pra trás", não deixe que pensamentos de fraqueza roubem a sua fé em Deus. Tire da cabeça qualquer ideia de que isso possa ser resultado de um feitiço, macumba, mau olhado, ou qualquer outra obra do mal. Abra a sua boca e declare vitória em Cristo. Declare em voz audível: "Eu nasci de Deus e o maligno não me toca!" (1 João 5:18b) E ore: "Eu te louvo Jesus, porque Tu és o meu único Senhor e Salvador. O Senhor me protege, me livra e o diabo jamais poderá me tocar! Eu sei que em Ti sou mais que vencedor e que ao final desta provação a minha vitória será certa! Em nome de Jesus. Amém."



Creia nesta promessa: "Nenhuma arma forjada contra você prevalecerá, e você refutará toda língua que a acusar. Esta é a herança dos servos do Senhor, e esta é a defesa que faço do nome deles", declara o Senhor" (Isaías 54:17).


terça-feira, 21 de novembro de 2017

RECORDAR É VIVER:10 antigos game shows da TV brasileira.




10 antigos game shows da TV brasileira




Vários foram os programas que levaram à TV brasileira todo tipo de disputa. De adaptações de sucessos internacionais a formatos criados por aqui mesmo, os game shows fazem parte da cultura televisiva do nosso país, tendo eternizado momentos e bordões usados até hoje. Confira dez desses que deixaram saudades (nem todos) nos telespectadores:

10. SuperMarket
Exibido pela Band de 1993 a 1998, se passava dentro de um supermercado, onde as 3 duplas de competidores respondiam perguntas e participavam da famosa corrida final, na qual pegavam os famosos produtos infláveis.



9. Quem Sabe, Sabe!
Foi um famoso programa de perguntas e respostas da TV Cultura nos anos 80, contando com Walmor Chagas na apresentação. Voltou a ser exibido nos anos 2000, sem muito sucesso.



8. A Grande Chance
Em 2007 a Band levou ao ar a versão brasileira do programa espanhol Pasapalabra. Gilberto Barros comandava a atração, na qual 4 times se enfrentavam em vários quebra-cabeças até chegar à prova final “Contra o Relógio”.



7. O Preço Certo
A versão brasileira do famoso “The Price Is Right” foi ao ar nos anos 80 pelo SBT, comandado por Silvio Santos e vários outros apresentadores. Em 2009 voltou a ser exibido, desta vez pela Record, mas durou apenas duas temporadas.



6. É Proibido Colar
Com incríveis 4 horas de duração, o programa comandado por Antônio Fagundes na TV Cultura colocava frente a frente alunos de escolas públicas de São Paulo. Estreou em 1981 e teve 4 temporadas.



5. O Jogador
Nesse jogo os participantes respondiam perguntas, mas nenhum sabia quanto os outros tinham ganho. O game show da Record teve bons índices de audiência quando estreou, em 2007. Mesmo assim, só teve duas temporadas.



4. Roleta Russa
Outro jogo de perguntas e respostas da Record, o Roleta Russa foi ao ar em 2003, apresentado por Milton Neves. Quem errava caía em um alçapão que se abria sob seus pés. Em 2012 a Band retomou o formato com o Quem Fica em Pé.



3. O Céu é o Limite
Foi o primeiro jogo de perguntas e respostas da TV brasileira, tendo estreado em 1955, na TV Tupi, onde ficou por 30 anos. Em 2017 a RedeTV comprou os direitos e voltou a produzir o programa.



2. Cidade contra Cidade
Inspirado no programa Mineiros Frente a Frente, Silvio Santos levou ao ar na TV Tupi em 1968 o Cidade Contra Cidade. Nele os representantes de cada cidade passavam por diversas provas para decidir o vencedor do programa.



1. Nações Unidas
Com forte inspiração no Cidade Contra Cidade, o SBT lançou em 1992 o Nações Unidas, no qual os participantes faziam parte de colônias de vários países. A única edição do programa teve como vencedora a equipe que representava o Japão.