sexta-feira, 27 de março de 2015

O PERFIL DA MULHER VIRTUOSA...

O PERFIL DA MULHER VIRTUOSA



  
 Queremos prestar uma singela homenagem a todas as mulheres com esta reflexão baseada em Provérbios 31 que fala da mulher virtuosa.  




Já nos apresentaram a "Mulher Maravilha", também a "Amélia - a mulher de verdade" mas pouco se fala da Mulher virtuosa. Esta sim é o modelo, o padrão da mulher que todos gostariam de ter e que toda mulher deseja ser. Qual seria então o perfil de uma mulher virtuosa?
CONFIÁVEL, FIEL - 

Em primeiro lugar, podemos dizer que a mulher virtuosa é aquela em que se pode confiar “O coração do seu marido confia nela, e não lhe haverá falta de lucro” (Prov. 31:11). É uma mulher plenamente confiável. Não suporta traições e nem vive de trapaças, mentiras. Antes tem a sua vida firmada na verdade e por andar na verdade, é fiel em todo o tempo;
AGRADÁVEL, DO BEM –
A mulher virtuosa é do bem. “Ela lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida” (Prov. 31:12) – Não é aquela mulher encrenqueira, que arranja briga por tudo. Ao contrário, é uma mulher serena, que sempre busca o bem de todos e por este motivo, todos sentem prazer em estar a seu lado. Ou seja, por desejar o bem se torna uma pessoa agradável.


NÃO SUPORTA A PREGUIÇA – 

A mulher virtuosa não é preguiçosa. “Ela busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com as mãos” (Prov. 31:13). A mulher virtuosa é guerreira, não suporta a preguiça. Ao contrário, tem disposição para lutar por seus sonhos. Todas as tarefas que realiza faz de bom grado, sem murmurações e lamento. Por este motivo, nada lhe falta.
É EMPREENDEDORA – 

A mulher virtuosa é uma mulher empreendedora, de vanguarda, visionária. “Considera um campo, e compra-o; planta uma vinha com o fruto de suas mãos” (Prov. 31:16). Ela é empreendedora, pois sabe adquirir bens com a inteligência que Deus lhe dá. Não fica parada, esperando as coisas caírem do céu e não se escora em ninguém. Antes, é visionária, está sempre buscando uma forma de progredir, avançar e conquistar. Se não consegue por um caminho, tenta outros caminhos, buscando sempre novas oportunidades.
É FORTE – 

A mulher virtuosa é uma fortaleza. “Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços” (Prov. 31:17) – É uma mulher forte, pois nada consegue destruir a sua fé e esperança. Pode até chorar mas logo enxuga as suas lágrimas, tendo a certeza que sempre existirá o amanhã. Passa por dificuldades, como todo ser humano, mas jamais perde a sua força de viver, de crer nas promessas de Deus. Nada e ninguém consegue abater a sua fé.



É MISERICORDIOSA – 

A mulher virtuosa tem um bom coração. “Abre a mão para o pobre; sim, ao necessitado estende as suas mãos” (Prov. 31:20). Não é egoísta. Ao contrário, sempre abençoa aqueles que a rodeiam. Sabe ajudar quando preciso e está sempre pronta para estender as suas mãos abençoadoras aqueles que necessitam.
É UMA MULHER UNGIDA - 

A mulher virtuosa nunca deixa faltar o óleo da unção de Deus em sua vida. “Prova e vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite” (Prov. 31:18). É uma mulher que nunca permite que a chama do Espírito Santo se apague em sua vida pois compreende que o óleo da unção de Deus é sua essência e lhe trás tudo de bom que necessita para ser feliz. Ainda que viva momentos difíceis não deixa de buscar a Deus, de manter firme a sua aliança com o Altíssimo.
Deus abençoe a todas as mulheres neste dia e em todos os dias do ano.
Que o Senhor conceda a cada mulher a força e a coragem para superarem as desigualdades e as adversidades com que a nossa sociedade ainda trata o sexo feminino, até que se tornem mulheres virtuosas. 








PARABENS!!!

Pastoral: MULHER: DEUS TE FEZ MARAVILHOSA...

Pastoral: MULHER: DEUS TE FEZ MARAVILHOSA...



“Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada.
 (Provérbios 31:10,30) 
Quem não se lembra de quando criança querer ser um super-herói? Pois é, eu me lembro que no meu tempo, enquanto os meninos queriam ser o Super-Homem, as meninas admiravam e desejavam ser a Mulher-Maravilha – com aqueles cabelos impecáveis, corpo escultural, braceletes indestrutíveis, laço mágico e um jato invisível de causar inveja ao Air Force One de Barack Obama; fora a tiara que podia ser usada como bumerangue, a força física sobre-humana e a velocidade de tirar o fôlego. Tempos bons que não voltam mais aqueles de criança!

É compreensível que meninas queiram ser como a Mulher Maravilha, faz parte do imaginário infantil criar tais fantasias, mas como mulheres formadas é algo que, além de ser impossível, está fora do plano original de Deus. O Eterno quando criou a mulher, imaginou uma pessoa idônea, companheira e ajudadora do homem, que completasse o homem, por isso mesmo a formou de uma parte do homem, ou seja, uma Mulher-Maravilhosa e não uma Mulher-Maravilha (Gn 2.18).

Em entrevista à revista ÉPOCA (05/03/12 – pg. 88-90), Camille Paglia, intelectual, escritora americana e dissidente do feminismo diz que o movimento iludiu uma geração inteira ao afirmar que era possível cuidar da carreira primeiro e ter filhos e/ou família depois. Quando essas profissionais finalmente decidiram constituir família e ter filhos, "elas não conseguiram encontrar parceiros ou tiveram problemas de fertilidade. Seus planos foram frustrados pela natureza. As feministas estavam erradas ao exaltar a mulher profissional como mais importante que a mulher mãe e esposa".

Concluímos que sempre que surgem movimentos mirabolantes que fogem aos modelos estabelecidos por Deus, é certo que teremos problemas. 

Deus criou a mulher não para ser uma Mulher Maravilha, dotada de super poderes, imune à dor, indiferente aos perigos, dona de si mesma, independente de tudo e de todos; mas a fez maravilhosa, capaz de suportar as dores do parto, capaz de ser submissa ao seu marido, capaz de chorar de alegria e sorrir mesmo em meio à tristeza. 















Neste dia especial

receba, nosso carinho e nossas orações para que você mulher, busque como alvo não ser a Mulher Maravilha, mas que deseje ser hoje e sempre uma Mulher Virtuosa, uma Mulher Maravilhosa. 

PARABÉNS!! 




Pr. Dener Maia


Revelado o segredo da inteligência dos corvos...

Revelado o segredo da inteligência dos corvos...

36816258000336048_mega[1]
Os corvos são conhecidos por serem inteligentes, às vezes muito mais do que os humanos esperam. Isso inclui replicar sons (como papagaios e outros pássaros falantes), uso de ferramentas para solucionar problemas e conseguir comida, e até disfarçar a própria morte para enganar outros corvos. Graças a um novo estudo de Lena Veit e Andreas Nieder do Instituto de Neurobiologia da Universidade de Tübigen (Alemanha), finalmente descobrimos o segredo de tanta inteligência nestes pássaros.
Como os cérebros dos pássaros são tão diferentes dos mamíferos, o estudo envolveu treinar os corvídeos a realizar uma série de testes de memória. Uma imagem piscaria na tela e desapareceria. Depois, duas imagens piscariam, sendo uma delas a imagem que piscou anteriormente, e outra completamente diferente. Certas partes do teste exigiam que os corvos encontrassem o par correto com a primeira imagem, e outras partes exigiam a seleção da imagem diferente.
Isso é apenas a ponta do iceberg, mas apenas o fato de compreendermos que os corvídeos possuem uma região cerebral de raciocínio similar à dos humanos é simplesmente incrível.Enquanto os corvos realizavam os testes (sem esforço, aliás, mesmo com imagens totalmente desconhecidas), os pesquisadores mapeavam suas funções neurológicas. Logo de cara, eles descobriram um elevado grau de atividade no nidopálio caudolateral, que é levemente similar ao córtex pré-frontal humano. Esta área do cérebro é responsável por pensamentos mais complexos, e também decisões executivas. Outra descoberta foi a atividade em diferentes áreas, dependendo se o corvo precisava pegar o item igual ou o item diferente. Por causa dessa atividade, foi possível perceber quando cada uma das escolhas seria feita, antes mesmo delas acontecerem.
corvo[1]

quinta-feira, 26 de março de 2015

Revelador....Descoberta mais uma camada que compõe a Terra...

Revelador....Descoberta mais uma camada que compõe a Terra...




terra-7[1]
Nossa perspectiva da Terra tende a ser muito rasa – literalmente. Tudo o que conhecemos, das profundezas mais profundas dos oceanos aos mais altos picos de montanha, são apenas espumas na parte superior da camada mais externa da Terra, a crosta, que tem cerca de 4 km de espessura sob o oceano e de 20 a 30 km de espessura em terra. Com um raio de 6.3714 km, a Terra tem uma abundância de segredos enterrados no seu interior.
Mas hoje ele tem menos um segredo. Os pesquisadores acabam de publicar um artigo naNature Geoscience anunciando a descoberta de uma camada extremamente dura no manto da Terra – a camada de rocha fundida ou maleável localizada entre a crosta e o núcleo da Terra. A nova camada flutua em algum lugar em torno do meio do manto.
1[1]
“A Terra tem muitas camadas, como uma cebola”, disse Lowell Miyagi, um geólogo da Universidade de Utah, em um comunicado de imprensa. “A maioria das camadas são definidas pelos minerais que se encontram presentes nelas. Esta camada não é definida pelos minerais presentes, mas pela força destes minerais “.
Neste caso, os pesquisadores sabiam de estudos anteriores que as placas tectônicas (que sustentam os oceanos e continentes) às vezes deslizam entre si e são empurradas para dentro do manto. Essas placas de rocha tendem a parar de se mover temporariamente em cerca de 1496 km abaixo da superfície da Terra, mas ninguém conseguia descobrir o porquê. Observar diretamente o processo  estava fora de questão – porque, em primeiro lugar, ninguém jamais perfurou até o manto e, em segundo lugar, o processo de uma placa deslizando para dentro do manto leva cerca de 300 milhões de anos. Então, Miyagi e sua equipe optaram pela próxima melhor maneira de observar.
Eles utilizaram um instrumento chamado bigorna de diamante (feito a partir, sim, de diamantes) para aplicar uma quantidade enorme de pressão em rochas comumente encontradas no manto. Quando chegaram a pressões que imitavam as condições a essa profundidade de 1496 km, eles descobriram que a força nas rochas tinha aumentado para uma quantidade insana – foi quase 300 vezes mais forte do que esse mesmo tipo de rocha teria em níveis acima do manto. Abaixo desse ponto de 1496 km, os átomos dentro das rochas começam a se movimentar mais livremente, se soltando, e permitindo que as placas afundem.
Portanto, pelo fato de as rochas no limite de 1496 km serem tão fortes e duras, as lajes de placas tectônicas param por um tempo, travadas entre uma rocha e um lugar duro.

Qual é a origem da pipoca?...

Qual é a origem da pipoca?

Popcornbowl

pipoca

Ninguém sabe ao certo, mas tudo indica que ela surgiu na América há mais de mil anos. Os primeiros europeus que chegaram ao continente descreveram a pipoca, desconhecida para eles, como um salgado à base de milho usado pelos índios tanto como alimento quanto como enfeite para o cabelo! Sementes de milho usadas para fazer pipoca foram encontradas por arqueólogos não só no Peru, como também no atual Estado de Utah, nos Estados Unidos, o que sugere que ela fazia parte da alimentação de vários povos americanos. Sabe-se, porém, que inicialmente os índios preparavam a pipoca com a espiga inteira sobre o fogo. Depois, eles passaram a colocar só os grãos sobre as brasas - até inventarem um método mais sofisticado: cozinhar o milho numa panela de barro com areia quente. O princípio é sempre o mesmo: fazer o grão de milho explodir.
O interior do grão está cheio de água, que, sob calor intenso, se expande até fazê-lo explodir. Popular no mundo inteiro, a pipoca contém alta quantidade de proteína, além de sais minerais importantes para a nutrição, como ferro e cálcio.

Muralha da China: Características Gerais...um projeto de defesa completo composto de torres de vigia, faróis e fortins.



Muralha da China:



Vista de um SATÉLITE...




Muralha da China:


Construção da Muralha da China: Características Gerais...

A história da construção da Grande Muralha da China pode ser datada da Dinastia Zhou do Oeste (século 11AC a 771 AC). O muro naquela época era apenas uma linha de fortificações permanentes para se defender contra os constantes ataques dos Yanyun (antiga tribo nômade originada no norte chinês).

Estados Chineses: Construtores da Muralha da China

O período dos Estados Combatentes (476-221 AC) foi época em que os sete regiões (Qi, Chu, Yan, Han, Zhao, Wei e Qin) estavam ocupadas em se engajar na grande construção de parede para autodefesa.



Muralha da China


As paredes esticadas nas quatro direções variaram em comprimento de várias centenas de quilômetros. Na Dinastia Qin (221-206 AC) o imperador Qin Shihuang ordenou aos trabalhadores a conectarem as paredes dispersas e criarem novas seções, formando assim a estrutura no norte e ao centro da China, dentro do verdadeiro sentido.
Não se pode ignorar o fato de que a Dinastia Ming (1368 – 1644) desenvolveu sistema defensivo no muro, fortalecendo em escala maior. Ela empurrou a construção para o pico mais alto!

Muralha da China: Plano de Defesa

A Grande Muralha não é apenas uma longa parede, mas sim um projeto de defesa completo composto de torres de vigia, faróis e fortins. As fortificações foram dispostas nas determinadas maneiras sob o controle do sistema de comando militar em todos os níveis.
Por exemplo, havia cerca de mil soldados que guardavam Grande Muralha da Ming. Os policiais militares principais estavam estacionados na guarnição, enquanto as autoridades menores e soldados ficavam estacionados em “Guan Cheng” (a cabeça de ponte defensiva) e outras fortificações menores.
Onze guarnições principais foram criadas ao longo da parede a fim de proteger a delegacia ou subseção. A altura média da “Ming Great Wall” mede 33 pés e a largura tem cerca de cinco metros.
Nas montanhas altas a parede é menor a fim de salvar os custos humanos e financeiros. Às vezes os penhascos íngremes serviram como paredes naturais para frustrar inimigos.
Nos dias de hoje a Grande Muralha perdeu a função militar, mas conta como obra simbólica da engenharia antiga. A estrutura austera ainda é digna de se apreciar de acordo com a opinião de especialistas em pontos turísticos consagrados no mundo.

Materiais Usados na Construção das Muralhas da China

A Grande Muralha é o tesouro da China, até mesmo do mundo. Consiste em obra-prima da humanidade com as belas cenas e grandiosas construções. Nos diferentes períodos da história chinesa o material da Grande Muralha foi diferente.


Antes do uso de tijolos a parede foi construída em principal a partir de terra, pedras e madeira. Devido à grande quantidade de materiais os construtores sempre tentaram utilizar fontes locais.
Ao construir sobre as cadeias de montanhas as pedras foram exploradas e utilizadas, enquanto nas planícies, a terra colidiu com blocos sólidos a serem utilizados na construção. No deserto, foram utilizados até o zimbro das tamargueiras.
Antes e durante a dinastia Qin (221-206 AC) os edifícios de terra poderiam suportar a força das armas como espadas e lançar baixa na tecnologia de produtividade dos atacantes. A Grande Muralha foi construída de modo básico por estampagem de terra entre os quadros do conselho.
Como tal, apenas paredes de terra simples ou com cascalho no interior foram construídas a partir de pilhas de pedras brutas. Em torno da cidade de Dunhuang, na província de Gansu, e Yulin, província de Shaanxi e Baotou, os muros locais ainda são encontrados na atualidade a partir da Grande Muralha da Qin, Han e Zhao.

Visão Noturna


O Muro de Zhao foi construído durante o Período dos Reinos Combatentes usando quadros de tabuleiro e as camadas de terra que ainda podem ser vistas de modo claro. No período que se seguiu a Dinastia Han (202BC-220 AD), terra ou pedras brutas foram ferramentas de construção ainda populares.
O material não chegou ao novo nível até meados da Dinastia Ming (1368-1644). Trezentos milhões de metros cúbicos (393 milhões de metros) de terraplenagem foram utilizadas na construção da parede, parte com a aparência de tijolo.
Algumas peças foram construídas com novos materiais. Tijolos também estavam na lista das composições de certezas áreas durante a Dinastia Ming, bem como materiais como telhas e cal.



As tentativas foram feitas para produzir sempre os materiais de maneira local, em oficinas de forno estabelecidas para queimar o material. Na equipe de construção tinha departamentos especializados para o fornecimento de material.
Por exemplo, em nomes dos departamentos de abastecimento, tais como oficinas de fornos, certos tanques de pedra e zonas de fornecimento de materiais foram registradas de maneira oficial.
Construção

Alguns materiais, como a madeira, tiveram de ser transportados de áreas externas, quando não havia nenhum tipo disponível local. Terra e pedra como seu pequeno tamanho e peso leve são convenientes e aceleram a velocidade de construção.
Os tijolos são também ideais para suportar o peso. De acordo com experiência de amostra, a resistência à compressão, congelação e absorção é semelhante aos tijolos atuais vulgares.
Enorme tijolo mostrou um alto nível de habilidade tecnológica para a época. Para ainda mais da facilidade de construção, diferentes formas foram feitas para preencher diferentes posições.
Porém, as vantagens da pedra ainda ganham destaque. Corte em formas retangulares eram na maioria das vezes usadas para construir a fundação, abas internas, externas e gateways da parede.
Em certas regiões a parede é feita quase que por completa de granito. Algumas das pedras verdes e brancas ficam presentes mármore branco. O material foi encontrado para melhor resistir à eflorescência de tijolos.
Antes da Dinastia Ming o muro foi construído a partir de quadros de tabuleiro e, embora não sólido, poderia reter as armas simples como espadas, lanças e arcos. Porém, a pólvora se tornou disponível e modificou os costumes da região em níveis consideráveis!
Apareceram espingarda, bacamarte e canhão! Devido ao uso das constantes armas de fogo foi necessário implantar conjuntos de tijolos mais sólidos e pedras que fizeram parte da composição da construção. A Grande Muralha da China encarna os sistemas de defesa criados durante as guerras desde a antiguidade, além de indicar conquista histórica na arquitetura.